Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12489
Title: Ecologia alimentar e espacial da águia-sapeira no Baixo Vouga lagunar
Other Titles: Foraging and spatial ecology of Marsh harrier in Baixo Vouga lagunar
Author: Silva, Michelle Alves da
Advisor: Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
Matos, Milena
Keywords: Ecologia
Gestão de ecossistemas - Baixo-Vouga (Portugal)
Aves de rapina
Ecologia animal
Habitats
Hábitos alimentares
Defense Date: 31-Jul-2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Conhecer os diversos aspetos da ecologia alimentar e espacial de uma espécie ecologicamente relevante, permite-nos compreender o funcionamento de um ecossistema, nomeadamente sobre como as particularidades da matriz da paisagem de uma área influencia a espécie. O Baixo Vouga Lagunar, região do centro-oeste de Portugal, alberga uma peculiar variedade de biótopos naturais e antropizados, consistindo de uma zona húmida altamente produtiva que detém uma ampla diversidade de flora e de fauna. O presente estudo teve como objetivo estudar a dinâmica de uma ave de rapina diurna, a águia-sapeira (Circus aeruginosus), identificando quais fatores condicionam a sua ocorrência e abundância nesta paisagem humanizada e dessa forma, fornecer contributos valiosos para a gestão e conservação em áreas naturais e agrícolas. Foram utilizados pontos fixos de amostragem durante um ciclo anual em seis diferentes habitats e recolhidas as regurgitações referentes ao período de reprodução da espécie. Os resultados demonstraram que esse predador de topo se alimenta principalmente de micromamíferos e aves, mas que também utiliza outras presas como répteis, insetos e ovos. Com a maior frequência de ocorrência na dieta, os roedores do género Microtus demonstraram ser as presas mais importantes e positivamente selecionadas, face à sua disponibilidade no ambiente. Esse roedor apresenta uma maior ocorrência no caniçal, habitat que foi o mais utilizado pela espécie e selecionado. O sapal foi também um habitat importante, enquanto os campos de arroz e de milho foram usados para a atividade de caça da espécie. Averiguou-se que os habitats naturais são primordiais para esse predador, pois fornecem abrigo, local de nidificação adequado e alimento. Este estudo indica que além da paisagem e da disponibilidade de recursos alimentares serem fundamentais para a presença e para a abundância da espécie na região, a águia-sapeira pode aproveitar-se dos ambientes antrópicos utilizando-os para obter algum benefício, visto que esses podem oferecer alimento. Contudo, o grau de perturbação deve ser avaliado com uma maior precaução, uma vez que as estradas e a presença de construções humanas podem influenciar de forma negativa a ocorrência da espécie na paisagem do Baixo Vouga Lagunar. Assim, se torna prioritário instituir um trabalho de conservação juntamente com a sociedade local a fim de preservar a natureza nessa importante paisagem humanizada.
Knowing the different aspects of feeding and spatial ecology of a ecologically relevant specie, allows to understand the functioning of an ecosystem, principally about how the particularities of the landscape matrix of an area influences the specie. The Baixo Vouga Lagunar region of west-center Portugal, offers a unique variety of natural and anthropogenic biotopes, being a highly productive wetland that holds a wide diversity of flora and fauna. The present study aimed to understand the dynamics of a diurnal bird of prey, the Marsh Harrier (Circus aeruginosus), identifying which factors influence its occurrence and abundance in this humanized landscape and thus provide contributions to the management and conservation in natural and agricultural areas. We used fixed observation points during an annual cycle in six different habitats and the regurgitations collected during the reproduction season of the specie. The results demonstrated that this top predator feeds mainly on small mammals and birds, but also uses other prey such as reptiles, insects and eggs. The rodents of the genus Microtus, with the highest occurrence frequency in the diet, proved to be the most important prey and were positively selected, due to its availability in the environment. This rodent has a higher occurrence in reedbed habitat, which was mostly used by the specie. The salt marsh was also an important habitat, while rice and corn fields were used by the specie for hunting activity. It was found that natural habitats are essential for this predator because they provide shelter, nesting sites and suitable food. This study indicates that even do the landscape and the availability of food resourses are fundamental for the presence and abundance of the specie in the region, the Marsh Harrier can avail of anthropic environments using them to get some benefit, since these may offer food supplies. However, the degree of disturbance should be evaluated with greater caution, once the presence of roads and human constructions can negatively influence the occurrence of the specie in the landscape of the Baixo Vouga Lagunar. Thus, it becomes a priority to establish a conservation work with the local community in order to protect this important nature humanized landscape.
Description: Mestrado em Biologia Aplicada - Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
URI: http://hdl.handle.net/10773/12489
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdftese3.15 MBAdobe PDF


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.