Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/12153
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCruz, Sérgio Nuno da Silva Ravara Almeidapt
dc.contributor.advisorAzevedo, Graça Maria do Carmopt
dc.contributor.authorPinheiro, Catarina Filipa Reispt
dc.date.accessioned2014-04-17T12:01:53Z-
dc.date.available2014-04-17T12:01:53Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10773/12153-
dc.descriptionMestrado em Contabilidade - Fiscalidadept
dc.description.abstractA presente dissertação tem por objetivo estudar o impacto do SNC no modelo de informação financeira, na profissão de TOC e nas empresas, na perspetiva do preparador da informação financeira. Numa primeira fase descrevemos a evolução do normativo contabilístico em Portugal e apresentamos as diferenças estruturais entre o atual modelo contabilístico (SNC) e o modelo antecessor (POC).Seguidamente efetuamos uma revisão da literatura dos estudos mais significativos sobre os impactos e implicações causados pela transição do normativo contabilístico neste processo de harmonização e acerca da perceção dos preparadores da informação sobre a mudança de referencial contabilístico. Para o efeito utilizámos uma metodologia qualitativa, assente na análise documental sobre a matéria em estudo e de diplomas contabilísticos. Através do inquérito por questionário submetido aos preparadores da informação financeira obtivemos as suas opiniões acerca dos impactos da adoção do novo modelo contabilístico nas vertentes enunciadas. Do estudo concluímos que ao nível da substância, as principais diferenças residem na existência de uma estrutura concetual, uma filosofia mais baseada em princípios do que em regras, prevalência da perspetiva económica, metodologia de abordagem direcionada para o relato financeiro e aumento da aplicação do justo valor, verificando-se o incremento da incorporação de juízos de valor. Em termos formais, existem diferenças entre os dois modelos no formato das demonstrações financeiras, nos instrumentos de normalização e no quadro e códigos de contas. Na ótica do preparador existe uma grande confiança no novo normativo, dado que este responde às atuais necessidades de relato financeiro, tem em conta as caraterísticas e a realidade das empresas nacionais, permite a comparabilidade a vários níveis, é mais vantajoso ao nível dos custos de preparação da informação, mais exigente e moderno, melhora a qualidade da divulgação da informação e implica benefícios para a reputação da profissão de TOC. Todavia, existe o risco de dificuldade de compreensibilidade por parte dos utentes da informação, dificuldade dos gestores perceberem as consequências do SNC nas suas demonstrações financeiras e da evolução no modelo de relato não ser acompanhado por alterações de gestão do negócio.pt
dc.description.abstractThe present work aims to study the impact of the SNC on the model of financial information, on the profession of chartered accountant and on companies, from the perspective of the preparer of information. Initially we described the evolution of accounting standards in Portugal and presented the structural differences between the current accounting model (SNC) and the previous model (POC). Then we performed a literature review of the most significant studies about the transition impacts and about the perception of preparers of information concerning the change in accounting standards. For this purpose we used a qualitative methodology, based on documentary analysis. Through the survey submitted to the preparers of information we gathered their opinion on the impact of adopting the new accounting model in the areas listed. The study concluded that concerning the substance, the main differences lay in the existence of a framework, a philosophy based more on principles rather than rules, prevalence of economic perspective, methodology focused approach to financial reporting and increased application of fair value, verifying the increased incorporation of value judgments. In formal terms, the differences between the two models are the format of the financial statements, instruments and standardization and account codes. On the preparers of information optic there is great confidence in the new standard, as it responds to the current needs of financial reporting, considers the characteristics and reality of domestic firms, allows comparability at various levels, reduces the cost of preparing information, improves the quality of information disclosure and implies benefits for the reputation of the chartered accountant. However, there is a risk of compromising the understanding by the users of information, difficulty for the managers to understand the consequences of the SNC in its financial statements and also the changes on reporting model are not followed by changes in business management.pt
dc.language.isoporpt
dc.publisherUniversidade de Aveiropt
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectNormalização contabilísticapt
dc.subjectInformação financeirapt
dc.subjectDemonstrações financeiraspt
dc.titleImpacto da adoção do SNC: ótica do preparador da informação financeirapt
dc.typemasterThesispt
thesis.degree.levelmestradopt
thesis.degree.grantorUniversidade de Aveiropt
dc.identifier.tid201558742-
Appears in Collections:ISCA-UA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Impacto da adocao do SNC.pdf3.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.