Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/11369
Title: Ecological assessment of the red deer population in the Lousã Mountain
Other Titles: Avaliação eco-cinegética da população de veado da Serra da Lousã
Author: Alves, Joana Alexandra da Silva
Advisor: Fonseca, Carlos M. M. S.
Soares, Amadeu M. V. M.
Keywords: Biologia
Veados: Serra da Lousã (Portugal)
Ecologia animal
Defense Date: 2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Durante o último século, as populações de cervídeos têm aumentado substancialmente um pouco por toda a Europa. O veado Cervus elaphus não foi exceção, apresentando atualmente uma ampla distribuição geográfica. Após a quase extinção de todas as populações selvagens desta espécie em Portugal, o número de efetivos de veado e a área de distribuição da espécie têm aumentado significativamente nas últimas décadas. Esta proliferação deveu-se fundamentalmente aos processos de reintrodução implementados em algumas zonas do país, como foi o caso da Serra da Lousã. Dez anos após a reintrodução, a expansão geográfica e demográfica é já uma realidade e a espécie assume um papel relevante tanto do ponto de vista cinegético como turístico. Com o aumento das populações de ungulados, surge a necessidade de aumentar o conhecimento existente sobre estas espécies, particularmente ao nível das estimativas populacionais, do uso e seleção de habitat, do comportamento e da fisiologia das populações. Neste sentido, um dos objetivos foi comparar quatro métodos de contagem de excrementos em termos de estimativa populacional, aplicabilidade e eficiência. Face aos resultados obtidos, o método de transectos lineares com distance sampling revelou-se o mais eficiente, providenciando uma boa precisão num menor tempo. Relativamente ao uso e seleção do habitat, recorrendo a transectos de contagem de excrementos e a observações diretas, verificou-se que o veado seleciona positivamente habitats que lhe proporcionam simultaneamente alimento e refúgio, como é o caso das áreas de ecótono. A preferência por áreas de ecótono evidencia um comportamento adaptativo de maximização de energia, no qual os animais optam por procurar refúgio na proximidade das áreas de alimentação de forma a minimizarem os dispêndios energéticos. Em termos de dinâmica populacional, verificou-se uma relação entre a densidade de veado e o tamanho dos seus grupos, bem como o efeito nos mesmos do coberto vegetal. Contudo, dado o seu alto dimorfismo sexual em termos de tamanho corporal, as preferências de habitat podem também ser em parte responsáveis pela segregação sexual fora da época de reprodução. Face aos resultados obtidos através do método de observação direta de animais, a segregação sexual surge como consequência da interação entre fatores sociais e de habitat, que resultam de diferentes estratégias reprodutivas por parte de ambos os sexos. As diferentes estratégias reprodutivas são também notórias em termos de condição física e imunológica, com os machos a aumentarem a sua condição durante as épocas de primavera e verão de forma a melhorarem a sua performance durante o cio, e as fêmeas a viverem grande parte do ano no limiar da condição física devido ao seu investimento na sobrevivência da sua descendência. Globalmente, o veado apresenta uma boa adaptação à Serra da Lousã e representa um importante recurso natural para esta região. Contudo, para que a proliferação desta população selvagem continue, é necessária a implementação de medidas de gestão adequadas a este ecossistema mediterrâneo.
Over the last century, the populations of deer species have increased substantially throughout Europe. Red deer Cervus elaphus was not an exception to this trend, having now a wide distribution. After having been close to extinction, the red deer populations in Portugal are increasing in both abundance and geographical range. This expansion results fundamentally from reintroduction processes, which was the case of the Lousã Mountain. Ten years after, geographic and demographic proliferations are now a reality, and this species assumes an important role for hunting and tourism. With the increase of wild populations of ungulates, many efforts have been made to improve the knowledge about this species, particularly in terms of populations’ estimates, habitat use, behaviour and physiology of the populations. As so, one of the goals was to compare four pellet count methods in terms of density estimates, applicability and efficiency. The results indicated that the standing crop line transects counts, was the most efficient method, providing great precision in less time. Regarding habitat use and selection, using pellet group counts and direct observations was verified that the red deer selects positively habitats that provide simultaneously food and cover, like the ecotone areas. Such preference highlights an adaptive behaviour for increasing fitness, in which the animals choose to take refuge near to food areas as a way of minimize the energetic losses. In terms of population dynamics, the results showed a positive relation between red deer density and group size, and also an effect of land cover in the size, numbers and composition of groups. However, due to the high body size dimorphism, the habitat preferences may be in part responsible by the sexual segregation outside the rut season. The results obtained by direct observation of animals showed that the sexual segregation arises because of the interaction between social and habitat factors, which result from different reproductive strategies of the sexes. The reproductive strategies were also noticed in the analysis of the physical and immunological conditions. Males increased their condition during spring and summer as a way of improve the performance during the rut time, while females live at the threshold of physical condition throughout great part of the year, due to its investment on the survival of their offspring. Globally, the red deer seems well adapted to Lousã Mountain and represents an important resource for this region. Although, for the proliferation of this wild population continues, it is necessary to implement management practices proper to this Mediterranean ecosystem.
Description: Doutoramento em Biologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/11369
Appears in Collections:DBio - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese.pdf23.28 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.