Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10839
Title: Dinâmica populacional de Ceriodaphnia pulchella (Crustacea, Cladocera)
Author: Abrantes, Nelson
Advisor: Gonçalves, Fernando
Keywords: Zooplâncton - Teses de mestrado
Crustáceos
Defense Date: 2002
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Os principais factores ambientais que controlam o crescimento e reprodução do zooplâncton são a temperatura, a quantidade e qualidade do alimento e a predação. No presente trabalho, pretendeu-se analisar a dinâmica populacional e as estratégias adaptativas do cladócero Ceriodaphnia pulchella, face às variações ambientais. Para esse efeito, acompanhou-se a população de C. pulchella da lagoa da Vela ao longo de 32 dias. Por outro lado, pretendeu-se avaliar a influência do factor alimento no ciclo de vida deste cladócero, sob condições controladas de temperatura e na ausência de predadores. Deste modo, paralelamente ao trabalho de campo, os animais foram submetidos a 5 diferentes tratamentos em laboratório: meio artificial (ASTM hard water) com adição de Selenastrum capricornutum como alimento (1); água da lagoa da Vela filtrada por rede de 50mm com e sem adição de alimento (2 e 3); água da lagoa filtrada por filtro de fibra de vidro com e sem adição de alimento (4 e 5). Os resultados obtidos no estudo de campo sugerem que a dinâmica populacional de C. pulchella foi afectada, principalmente, pelo factor alimento e pela predação. Assim, quando o alimento se torna limitante, este cladócero apresenta um menor número de ovos, possibilitando um maior investimento de energia por ovo, e, deste modo, os juvenis emergentes têm maior capacidade de sobrevivência. Como resposta à pressão exercida pelos predadores vertebrados, C. pulchella atinge a maturação mais cedo, com um menor tamanho, evitando a predação selectiva por tamanhos. Em laboratório verificou-se que o alimento disponível foi o factor com maior influência na dinâmica populacional de C. pulchella na ausência de predadores. Este factor foi responsável por variações ao nível dos parâmetros de crescimento e reprodução, observando-se menor número de ovos e menores tamanhos dos indivíduos de C. pulchella, em condições alimentares limitadas. Verificou-se ainda que esta espécie, na ausência de alimento fitoplanctónico, recorre ao consumo de bactérias e pequenas partículas. Este trabalho permitiu concluir que a espécie C. pulchella, da lagoa da Vela, possui a capacidade de adaptação a flutuações das condições ambientais. Esta sua capacidade é devida à plasticidade fenotípica em relação às prioridades energéticas (idade, número de ovos, tamanho à primeira reprodução e peso) e à sua dieta alimentar, permitindo-lhe a sobrevivência e continuidade no ecossistema.
abstract The most important environmental factors controlling zooplankton growth and reproduction are temperature, food quantity and quality and predation. In this study, the population dynamics and adaptive strategies of the cladoceran Ceriodaphnia pulchella was analysed in response to environmental fluctuations. For this purpose, C. pulchella population was followed for a 32 days period in Vela lake. On the other hand, the influence of food in the life history of this species was analysed under controlled temperature and absence of predators. Thus, at the laboratory the organisms were submitted to five treatments: artificial medium (ASTM hard water) supplied with Selenastrum capricornutum as food (1); lake water filtered through 50mm mesh size with and without food (2 and 3); lake water filtered through glass fibre filters with and without food (4 and 5). Field study results suggest that C. pulchella dynamics was affected mainly by food and predation. Thus, when the quantity of available food decreases, the cladoceran clutch size diminishes. This provides an increment of the energy allocated per egg and, as a result, the neonates show a high survival capacity. Due to predation stress, C. pulchella reaches the maturation earlier, at smaller size, and therefore avoiding its selective size predation by vertebrate predators. Lab experiments showed that food supply was the main factor to affect C. pulchella dynamics, in the absence of predators. Food variations were responsible for growth and reproduction changes in C. pulchella: under limited food conditions, organisms showed a decrease of clutch size and body length. When the phytoplankton was absent, this species consumes bacteria and non identified filtered particles. The present work demonstrated that C. pulchella from Vela lake adjust itself to slight variations of environmental conditions. That ability is due to the phenotypic plasticity in relation to the energetic priorities (age, number of eggs, size at first reproduction and weight), and to the dietary behaviour, which permits its survival and maintenance in the ecosystem.
Description: Mestrado em Ciências das Zonas Costeiras
URI: http://hdl.handle.net/10773/10839
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PAC-1104.pdf977.81 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.