Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10728
Title: Colocasia esculenta (L.) shott: perfil fenólico e bioatividade
Author: Gonçalves, Rui Filipe Garcia
Advisor: Silva, Artur Manuel Soares da
Andrade, Paula Cristina Branquinho de
Keywords: Química orgânica
Fenóis
Antioxidantes
Defense Date: 2-Jan-2013
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Colocasia esculenta (L.) Shott é uma planta herbácea anual que pertence à família Araceae, comummente conhecida em Portugal por “Inhame dos Açores”. O cultivo desta planta deve-se sobretudo ao seu tubérculo, um alimento essencial para milhões de pessoas. Para além do seu valor nutricional, o inhame é conhecido pelas suas propriedades medicinais e tem sido tradicionalmente utilizado no tratamento de diversas doenças. Nos Açores, as folhas de inhame são usadas pelos autóctones no tratamento de lesões dérmicas. Esta propriedade poderá estar relacionada com a atividade anti-inflamatória de compostos fenólicos, que a exercem por mecanismos de sequestração de radicais livres envolvidos no processo inflamatório, que poderá ser prejudicial ao processo de reparação em situações prolongadas. Assim, visando a valorização da cultura do inhame no arquipélago dos Açores, esta dissertação teve como objetivos caracterizar, quantificar e comparar a composição fenólica das diferentes variedades e condições de cultura de inhame dos Açores, assim como relacionar o perfil fenólico das diferentes variedades com a sua capacidade antioxidante. A caracterização das diferentes variedades por HPLC-DAD-ESI/MSn permitiu a identificação de 41 compostos fenólicos, dos quais 34 foram descritos pela primeira vez nesta espécie. A aplicação de um método de quantificação reprodutível por HPLC-DAD demostrou a existência de diferenças qualitativas e quantitativas entre as diferentes variedades estudadas. A avaliação da atividade antioxidante contra os radicais 1,1-difenil-2-picril-hidrazilo (DPPH•), superóxido (O2 •-) e óxido nítrico (•NO) das três variedades, demonstrou que o extrato de C. esculenta apresenta maior potencial antioxidante para o radical superóxido. O perfil fenólico das diferentes variedades está diretamente relacionado com a sequestração do radical DPPH•, no entanto o mesmo não foi possível concluir relativamente à sequestração de O2 •- e •NO. Provavelmente outros compostos, não detetados por nós, estarão envolvidos no sequestro destas espécies, não negligenciando totalmente a influência dos compostos fenólicos, uma vez que estes poderão exercer efeitos sinérgicos juntamente com outros compostos antioxidantes. A propriedade de reparação de lesões dérmicas atribuída à C. esculenta poderá estar relacionada com a sua capacidade de sequestração do radical superóxido, no entanto mais estudos terão de ser conduzidos, uma vez que existem outras etapas no processo de cicatrização, assim como outros mecanismos de ação envolvidos.
Colocasia esculenta (L.) Shott is an annual herbaceous plant belonging to the Araceae family, commonly known in Portugal as "Inhame dos Açores". The cultivation of this plant is mainly due to its tuber, an essential food for millions of people. In addition to its nutritional value, taro is known for its medicinal properties and has been traditionally used to treat various diseases. In the Azores taro leaves are used by the indigenous to treat dermal wounds. This property may be related to the anti-inflammatory activity of phenolic compounds, which exert the mechanisms by sequestering free radicals involved in the inflammatory process, which may adversely affect the repair process in protracted situations. Therefore, seeking the valorization of taro crop in the Azores archipelago, this thesis aimed to characterize, quantify and compare the phenolic fraction of the different varieties and culture conditions of taro from Azores, as well as relate the phenolic profile of different varieties with their antioxidant capacity. The characterization of the different varieties by HPLC-DAD-ESI/MSn allowed the identification of 41 phenolic compounds, 34 of which were described for the first time in this species. The application of a reproducible method of quantification by HPLC-DAD demonstrated that there are qualitative and quantitative differences between the different varieties. The evaluation of antioxidant activity against the radicals 1,1-diphenyl-2-picrylhidrazilo (DPPH•), superoxide (O2 •-) and nitric oxide (NO•) of the three varieties showed that the extract of C. esculenta presents greater potential for against superoxide radical. The phenolic profile of the different varieties is directly related to the scavenging of DPPH•, though it was not possible to conclude the same about the scavenging of O2 •- and •NO. Probably other compounds, not detected by us, are involved in the scavenging of these species, although we cannot completely neglect the influence of phenolic compounds, since these may exert synergistic effects on other antioxidant compounds. The wound repair property attributed to C. esculenta may be related to its capacity to scavenge superoxide radical, but more studies must be conducted, as there are other stages in the healing process, as well as other mechanisms of action involved.
Description: Mestrado em Química
URI: http://hdl.handle.net/10773/10728
Appears in Collections:DQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
7054.pdf4.18 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.