Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10609
Title: A cor e o género: representações em alunos de educação visual
Author: Tavares, Pedro Miguel de Pinho
Advisor: Valente, António Manuel Dias Costa
Keywords: Educação visual
Educação artística: Ensino básico 3º ciclo: Aveiro (Portugal)
Percepção da côr
Diferenças entre sexos
Defense Date: 2012
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O presente relatório propõe-se descrever o processo de uma investigação realizada paralelamente à prática de ensino supervisionada que decorreu na Escola Secundária Dr. João Carlos Celestino Gomes, na cidade de Ílhavo. Os objetivos primordiais desta investigação são averiguar a possibilidade da existência de diferenças entre géneros na perceção, interpretação e modo de aplicação da cor na disciplina de Educação Visual, e paralelamente, promover a valorização da cultura e tradição locais. A população envolvida neste estudo é composta por dezanove alunos do 9.º ano do terceiro ciclo do ensino básico. Na primeira fase desta investigação foi aplicado aos alunos um teste de despistagem de daltonismo, com o objetivo de identificar eventuais limitações de perceção à cor, de origem meramente fisiológica. Optou-se por uma investigação quantitativa, cujos dados emergiram de dois trabalhos práticos realizados pelos alunos e da realização de um questionário. A cultura regional, através dos trajos típicos, foi o mote para o tema dos trabalhos a desenvolver pelos alunos de modo a, paralelamente ao objetivo principal desta investigação, promover o conhecimento e a ligação entre os alunos, escola e o meio envolvente. Foi proposto que, após uma pesquisa sobre trajos e nomes típicos regionais, os alunos reinventassem um conjunto de vestuário feminino e outro masculino, com base num módulo/padrão inspirado num apelido Ilhavense. Os dados apresentados nesta investigação emergiram do cruzamento do género dos alunos com uma série de outras variáveis como por exemplo, o número de cores utilizadas para a realização dos trabalhos ou as cores mais usadas na representação dos modelos feminino e masculino. As respostas ao questionário permitiram-nos aferir a importância atribuída pelos alunos à cor de alguns produtos associados ao seu quotidiano, identificar as suas preferências de cor, verificar se os alunos estabelecem relações entre a cor e o género. A análise global dos resultados revela-nos a existência de diferenças no modo como os géneros se relacionam com a cor, sendo evidente que o género feminino faz uso de uma paleta de cores maior que o género masculino. Pudemos ainda observar que os fatores socioculturais, bem como estereótipos, embora estejam presentes no discurso dos alunos, sobretudo no escrito, na prática nunca se sobrepuseram ao seu gosto pessoal. Esta aparente diferença de sensibilidades poderá ser levada em conta na constituição de grupos para a realização de trabalhos práticos na disciplina de Educação Visual
The present report aims to describe the process of a research which is taking place along with Arts teacher training at Secondary School Dr. João Carlos Celestino Gomes, in Ílhavo, Portugal. The main goals of this research are to investigate the possibility of existence of gender differences in color perception, interpretation and application method in Visual Education classes, as well as to promote the appreciation of local culture and traditions. The sample group involved in this study consists of nineteen students who attend the 9th form, i.e. the 3rd school year of the 3th basic education cycle. In a first phase of this research the students responded a test on color blindness, in order to identify possible limitations of color perception of purely physiological origin. We opted for a quantitative investigation, based on data that have emerged from two practical tasks done by students and the completion of a research questionnaire. Regional culture through typical garments was the theme for the task to be developed by students, with the aim of promoting connection between students, school and surroundings. It was proposed that, after a search for typical regional costumes and names, students would reinvent a set of women's and men’s clothing, based on a module / pattern inspired by a the most common local family names. The data presented in this research emerged from the intersection of gender of students with other variables such as the number of colors students used to carry out the tasks or the specific colors they used in the representation of female and male models. The answers to the questionnaire allowed us to gauge the importance attributed by students to the color of products related to their daily lives, identify their color preferences, check whether students choices reveal any relationship between color and gender. The analysis of the results suggests the existence of differences in how gender relates to color; it seems evident that girls tend to makes use of a wider color palette than the boys. We could also observe that socio-cultural factors and stereotypes, even though present in the students’ speech, especially in writing, never overlapped to their personal taste in practice. We believe that this apparent difference in sensitivity may be taken into account in the building of groups for practical work in the school subject Visual Education (Arts).
Description: Mestrado em Ensino de Artes Visuais no 3º Ciclo e Secundário
URI: http://hdl.handle.net/10773/10609
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação.pdf4.15 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.