Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10402
Title: Diversidade e consciência intralinguística no 1º CEB
Author: Oliveira, Sara Daniela Paulo de
Advisor: Ançã, Maria Helena Serra Ferreira
Keywords: Ensino da língua materna
Língua portuguesa
Variação linguística
Alunos do básico 1º ciclo - Consciência linguística
Defense Date: 2012
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: Com este trabalho, pretendíamos averiguar se os alunos do 1.º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico, de uma escola de Aveiro, no ano letivo 2011/2012, apresentavam consciência da variação linguística existente no português europeu falado em Portugal continental e regiões autónomas. Por outro lado, queríamos identificar e descrever as representações relativas à diversidade intralinguística veiculadas pelos referidos alunos. O enquadramento teórico do estudo está dividido em dois capítulos. O primeiro incide sobre a diversidade intralinguística focando-se na variação linguística do português europeu, considerando as diversas formas que a língua assume, na sua variação. No segundo capítulo procede-se à aproximação do conceito de consciência linguística, tendo em consideração a inexistência de um consenso face ao conceito, assim como, à altura em que surge no desenvolvimento do Ser Humano. Para proceder à recolha de dados significativos para a investigação recorremos, à implementação de um plano de intervenção didática composto por quatro sessões, tendo sido, para o efeito, utilizados diversos instrumentos de recolha de dados. Como metodologia de análise e tratamento da informação optámos pela análise de conteúdo. Neste âmbito foram definidas quatro categorias de análise, baseadas no quadro teórico e no confronto com os dados recolhidos, a saber: reconhecimento do território nacional e da sua diversidade, representações acerca dos locutores, representações no que respeita à diversidade intralinguística e consciência da existência da diversidade intralinguística. Os resultados a que chegámos, demonstram que os alunos chegam à escola com diversos tipos de representações face à diversidade intralinguística e aos seus locutores, tanto de cariz positivo como negativo. Concluímos também que a maioria dos alunos não revela reflexão sobre a língua, não apresentando consciência da diversidade intralinguística. Em jeito de conclusão, realçamos a necessidade dos alunos serem sensibilizados e consciencializados para a diversidade intralinguística, tarefa em que o professor desempenha um papel de relevo, cabendo-lhe o diagnóstico e a desmistificação de estereótipos.
With this study, we wanted to research if 1st grade students at an Aveiro's Primary School (academic year: 2011/2012), showed awareness of linguistic variation existing in European Portuguese, spoken in Portugal mainland and autonomous regions. Moreover, we wanted to identify and describe the representations, related to intralinguistic diversity interiorized by those students. The theoretical framework of this study is divided into two chapters. The first one focuses on the intralinguistic diversity, and language variation of European Portuguese, considering the several forms that the language assumes within its variations. At the second chapter, we tried to approach the concept of linguistic awareness, taking into consideration the lack of a general agreement about the concept, and the age when it appears in human development. To collect meaningful data for our research we resorted to a didactic intervention plan, composed by four sessions with various instruments used for data collection. As a methodology for analyzing and processing information we have chosen content analysis. In this context were defined four categories of analysis, based on the theoretical framework and the comparison with the data collected, namely: recognition of the Portuguese territory and its diversity, representations about the speakers, representations regarding the intralinguistic diversity and awareness of the existence of intralinguistic diversity. The results that we got show that, students arrive at school with different types of representations to the intralinguistic diversity and its speakers, with both positive and negative feedback. We also conclude that most students will not reveal reflection on language, showing no awareness of intralinguistic diversity. In conclusion, we emphasize the need for students to be sensibilise and made aware of the intralinguistic diversity, a task in which the teacher plays an important role, and is responsible for the diagnosis and the debunking stereotypes.
Description: Mestrado em Ensino do 1º e 2º Ciclo do Ensino Básico
URI: http://hdl.handle.net/10773/10402
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertação.pdf1.35 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.