Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10136
Title: Caracterização das mutações dos genes BRCA1 e BRCA2
Author: Batista, Rui Pedro Monteiro
Advisor: Castedo, Sérgio Manuel Madeira Jorge
Santos, Maria do Céu Gomes dos
Keywords: Biologia molecular
Alterações genéticas
Doenças genéticas
Hereditariedade
Cancro da mama
Cancro do ovário
Defense Date: 2012
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: O cancro da mama é o tipo de neoplasia maligna mais incidente nas mulheres a nível mundial. Na maior parte dos casos tem origem esporádica, mas estima-se que cerca de 7% tem origem hereditária, relacionada com a herança genética de alguma mutação patogénica em genes de suscetibilidade para este cancro. A causa mais frequente de cancro hereditário da mama/ovário é a alteração de um dos genes BRCA (BRCA1 ou BRCA2). De fato as mutações germinativas destes genes são responsáveis por cerca de 50% dos casos de cancro hereditário da mama e/ou ovário. São ainda poucos os dados referentes ao perfil de mutações destes genes na população portuguesa, para além da descrição de uma mutação fundadora no gene BRCA2. Pretendeu-se com o presente estudo caracterizar, numa amostra de doentes portugueses com suspeita de cancro hereditário da mama/ovário, as mutações destes dois genes, avaliando os diferentes tipos de mutações encontradas, a prevalência de mutações comprovadamente patogénicas e, nomeadamente da mutação fundadora portuguesa. Pretendeu-se também testar o algoritmo de cálculo BRCAPro® no auxílio ao recrutamento para estudo genético de pacientes com suspeita de HBOC. Dos 121 casos estudados por DGGE/sequenciação direta/MLPA, foram detetados 42 casos (34,7%) com alterações num dos BRCA’s (excluindo polimorfismos), correspondendo a 42-45 alelos mutados. No entanto, apenas 8,3% dos casos continham mutações comprovadamente patogénicas, representando a mutação fundadora portuguesa 40% das mesmas. Comparativamente a outros estudos na população portuguesa, a prevalência de mutações patogénicas no nosso estudo foi inferior, com uma sobrerepresentação da mutação fundadora, o que poderá ser explicado por diferentes critérios de referenciação e/ou composição das amostras estudadas. O algoritmo BRCAPro® revelou-se útil como instrumento de cálculo de probabilidade de mutação patogénica nos genes BRCA1 e BRCA2, embora não permita substituir o critério médico na de seleção de pacientes para estudo genético destes genes.
Breast cancer is the type most common malignant neoplasm in women worldwide. In most cases arises sporadically, but it is estimated that about 7% have a hereditary origin, related to the genetic inheritance of some pathogenic mutation in susceptibility genes for this cancer. The most frequent cause of hereditary breast/ovarian cancer is an alteration in one of the two BRCA genes, the BRCA1 and BRCA2. Germline mutations in these two genes are responsible for about 50% of cases with hereditary breast and ovarian cancer. Currently, few data is available referring to the mutation profile in the Portuguese population, besides the identification of a founder mutation in the BRCA2 gene. It was intended with this study to characterize, in a sample constituted of patients with suspicion of hereditary breast/cancer, mutations of these two genes, evaluating the different types of mutations found, the prevalence of pathogenic mutations, particularly the Portuguese founder mutation. It was also intended to test the algorithm BRCAPro®, in the aid of recruitment of patients for genetic testing with suspected HBOC. Of the 121 cases studied by DGGE/direct sequencing/MLPA, we detected 42 cases (34,7%) containing alterations in one of the BRCA genes (excluding polymorphisms), corresponding to 42-45 mutated alleles. After analysis, only 8.3% of the cases had deleterious mutations, with the founder Portuguese mutation representing 40% of those. Comparing to other studies in the Portuguese population, the prevalence of pathogenic mutations found in this study was smaller, with an overexpression of the Portuguese founder mutation. That can be explained by the use of different clinical criteria in the recruitment of patients for genetic study and/or differences in the composition of the cohort of cases. The BRCAPro® algorithm as proved useful as a tool for the calculation of mutation probability in the BRCA1 and BRCA2 genes, although it doesn’t allow to substitute the medical criteria in the selection of patients for genetic study in this two genes.
Description: Mestrado em Biologia Molecular e Celular
URI: http://hdl.handle.net/10773/10136
Appears in Collections:DBio - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Rui_Batista.pdf19.01 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.