Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10773/10027
Title: Implementação de um programa de educação do sono em universitários
Author: Vieira, Armanda Filipa Rachado
Advisor: Gomes, Ana Allen
Keywords: Psicologia clínica
Psicologia da saúde
Sono
Aspectos psicológicos - Alunos do superior - Aveiro (Portugal)
Sucesso escolar
Programas de educação
Defense Date: 2012
Publisher: Universidade de Aveiro
Abstract: De acordo com a literatura, entre estudantes universitários são comuns hábitos de sono pouco adequados e diversas queixas relacionadas com o sono. Estas dificuldades de sono podem ter um impacto significativo em várias áreas da vida dos universitários (e.g., pobre desempenho académico). A literatura acerca dos resultados alcançados com programas de educação de sono em contexto universitário, apesar de escassa, aponta para melhorias significativas da qualidade do sono dos conhecimentos sobre higiene de sono e, eventualmente, dos comportamentos de sono. Assim, tendo em conta que os problemas de sono parecem ser comuns em estudantes universitários e os diversos efeitos que a falta de sono provoca, a curto e a longo prazo, planeou-se desenvolver um programa de educação do sono com base na literatura atual. O presente trabalho teve como objetivos a implementação e avaliação de um programa de educação do sono. Também pretendemos averiguar em que medida pode constituir uma vantagem o facto de um programa de educação de sono contemplar, para além das indispensáveis noções básicas sobre o sono, conteúdos específicos sobre regras de higiene de sono. Participaram nos dois momentos do estudo um total de 72 alunos dos cursos de 1º e 2º ciclo em psicologia da Universidade de Aveiro, com idades compreendidas entre os 18 e os 42 anos (M=21,11; DP=4,03), dos quais 88,9% eram do sexo feminino e 11,1% do sexo masculino. Estes alunos pertenciam a dois subgrupos, sendo que 33 participaram numa sessão sobre «noções de sono» e 39 numa sessão sobre «noções + higiene de sono» (em ambos os casos, uma única sessão). Como instrumentos, foram utilizados, no pré e no pós-teste, um questionário sobre padrões de sono e vigília em estudantes do ensino superior (cf. Gomes, 2005; Gomes et al., 2011), um questionário de conhecimentos e conceções sobre o sono (versão experimental, Gomes, 2006), o inventário de sintomas psicopatológicos (versão portuguesa de Canavarro,1999, cf. Canavarro, 2007) e ainda, imediatamente após a sessão de educação de sono, perguntas selecionadas de um questionário de avaliação do programa (Dias & Pereira,2005, cf. Dias, 2008) Após a aplicação do programa encontraram-se algumas alterações significativas, traduzidas em mudanças favoráveis nalguns hábitos de sono e no aumento dos conhecimentos sobre o mesmo. Quanto aos sintomas psicopatológicos não houve qualquer alteração digna de nota. As mudanças foram em maior número e mais evidentes no grupo que participou na sessão sobre «noções+higiene de sono», do que no grupo da sessão «noções de sono». A implementação de um programa de educação do sono na universidade, parece-nos de todo pertinente de forma a sensibilizar os jovens para futuros problemas de sono, que possam ser causados por uma inadequada higiene de sono.
According to the literature, inadequate sleep-wake patterns and sleep complaints are relatively common among university students. These sleep difficulties may have a significant impact in many areas of life (e.g., poor academic performance). The literature on the results achieved with sleep education programs in the academic context, although scanty, points to significant improvements in quality and sleep hygiene awareness. Thus, given that sleep problems seem to be common in college students and the various effects that lack of sleep in the short and long term, our aims were to develop and evaluate the outcomes of a sleep education program based on current literature. Another aim was to test whether adding sleep hygiene rules to the contents of a sleep education session would be associated with further outcomes. The final sample participating in both moments of the study comprised 72 psychology students at the University of Aveiro, aged between 18 and 42 years (M = 21.11, SD = 4.03), of which 88.9% were female and 11.1% were male. These students corresponded to two subgroups, of whom 33 received a module on sleep notions and 39 a module on sleep notions and sleep hygiene. We used both on pre and on post test, a questionnaire about sleep-wake patterns in students of higher education (cf. Gomes, 2005; Gomes et al., 2011), a questionnaire to assess sleep knowledge (experimental version, Gomes, 2006), the Brief Symptom Inventory Portuguese version: Canavarro, 1999, cf. Canavarro, 2007). Immediately after the sleep session, participants answered also to selected items from a questionnaire evaluating the program (Dias and Pereira, 2005, cf. Dias, 2008). We found some statistically significant changes before and after the application of the program, which was associated into changes in sleep habits and on increased knowledge about sleep. Changes were more accentuated and in greater number on the group who participated in the session comprising sleep notions and sleep hygiene, in comparison to the group who participated at the session covering sleep notions only. As for psychopathological symptoms, except in one specific subscale, there were no statistically significant changes. The implementation of a sleep education program at the University, seems to us important in order to rise awareness in young people for future sleep problems, which may be caused by inadequate sleep hygiene.
Description: Mestrado em Psicologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/10027
Appears in Collections:DEP - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6957.pdf1.78 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterLinkedIn
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.