DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Comunicação e Arte > DECA - Teses de doutoramento >
 Figuras rítmicas e significados poéticos em Das Buch der hangenden Gärten (O Livro dos Jardins suspensos) de Stefan George e Arnold Schönberg
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8931

title: Figuras rítmicas e significados poéticos em Das Buch der hangenden Gärten (O Livro dos Jardins suspensos) de Stefan George e Arnold Schönberg
authors: Rosa, António Chagas
advisors: Soveral, Isabel
keywords: Música
Música vocal
Composição musical
Ritmos
Harmonia (Música)
issue date: 2005
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A presente dissertação tem um formato bipartido, constituindo a primeira das suas partes um trabalho de investigação teórico, e a segunda um corpo de composições livres. A investigação analisa as relações entre ritmos e significados semânticos no ciclo de canções Das Buch der hängenden Gärten (O Livro dos jardins Suspensos) op. 15 de Arnold Schönberg, sobre um livro de poemas homónimo de Stefan George. As composições que integram a Tese são o ciclo de canções Non Altro para tenor, piano e electrónica, sobre textos de Michelangelo Buonarroti; a ópera de câmara Melodias Estranhas, com libreto de Gerrit Komrij; e a peça para coro de câmara intitulada Quatrains du Secret Estude, sobre centúrias de Michel de Nostredame ou Nostradamus. O seguinte resumo restringe-se ao trabalho de investigação, incluindo-se um texto introdutório às partituras no início da 2ª parte da presente Tese. A investigação sobre o op. 15 de Schönberg decorreu da convicção de que, na representação musical de obras vocais, a diferentes formulações rítmicas correspondem diferentes níveis de significados semânticos. Trata-se de um trabalho que procura aprofundar as relações entre música e texto, privilegiando a observação do comportamento de ritmos e seus padrões. Para a aferição de tais correspondências, o trabalho de investigação propõe uma estratificação rítmica que se consubstancia numa tipologia tripartida, a qual inclui famílias rítmicas cuja designação – ritmos objectivantes, sincopados e sensoriais – foi buscar justificação nas funções históricas que o ritmo desempenha na música ocidental desde a Antiguidade Grega. Constatou-se que, na obra estudada, cada um dos tipos rítmicos articula significados semânticos específicos, agrupando-se estes em três famílias que estabelecem com os tipos rítmicos os seguintes binómios: ritmos objectivantes/ significados de cariz intelectual, ritmos sincopados/significados do foro emocional e ritmos sensoriais/significados referentes a sensações e imagens. A relação entre estes dois critérios de análise passou igualmente pelo estudo de outros elementos musicais (harmonia, timbre, agógica), tendo-se, porém, concluído que o comportamento dos tipos rítmicos face às famílias de significados semânticos (e suas implicações poéticas) apresenta muito mais estabilidade do que o evoluir de harmonias face ao mesmo universo.

This dissertation is structured in two different parts, being the first of them a theoretical investigation, and the second an autonomous body of free compositions. The investigation analyses the relationship between rythm and semantics in the song cycle Das Buch der hängenden Gärten (The Book of the Hanging Gardens) op. 15, by Arnold Schoenberg, on a book of poems by Stefan George that bears the same title. The free compositions that are included in this dissertation are the songs from the cycle Non Altro for tenor, piano and electronics, on texts by Michelangelo Buonarroti; the chamber opera Melodias Estranhas, with a libreto by Gerrit Komrij; and finally the a capella chorus piece Quatrains du Secret Estude, on texts by Michel de Nostredame or Nostradamus. This abstract focuses solely on the investigation on Schoenberg’s op. 15. The investigation was conducted based on the premise that, in the musical representation of vocal works, a correspondence between different levels of semantic meanings and rythmical formulae can be found. Therefore, its paths cross the ways between music and text, enhancing the observation of rythmical cells and patterns in the scores. In order to establish solid correspondences between words and rhythm, a specific methodology was created. This consists of a three-level scheme that groups rythmical “families”, whose designations (objective, syncopated and sensorial) were supported by the historical functions that rythm has played in the Western music since Ancient Greece. The investigation claims to have found in the Das Buch a clear parallelism between this three “families” and three platforms of semantic signification of the poems. The articulation between each of the rythmical types and its semantic counterpart made also possible that a three axes matrix could be used throughout the entire work: objective rythm/intelectual content of words; syncopated rythm/ emotional conotation of words; and finally, sensorial rythm/ sensorial conotation of words, that is to say, words that express images and sensations. The relationship between these two criteria of analysis didn’t neglect the study of other musical elements such as harmony, timbre and dynamics. However, the conclusions of the research point out to the fact that the behaviour of the rythmical types vs. the semantic levels (and their poetical implications), show much more stability and coherence than, for instance, the relation between harmonic types and the same semantic universe.
description: Doutoramento em Música
URI: http://hdl.handle.net/10773/8931
appears in collectionsDECA - Teses de doutoramento
UA - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2007001065.pdf121.2 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2