DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Fertilidade feminina: o tabagismo e a reprodução medicamente assistida
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/879

title: Fertilidade feminina: o tabagismo e a reprodução medicamente assistida
authors: Pinto, Alice Fernandes
advisors: Pereira, Maria de Lourdes Gomes
Carvalho, João Luís Silva
keywords: Saúde
Tabagismo
Fertilidade
Reprodução assistida
Cuidados de saúde
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A saúde reprodutiva é um bem essencial à continuidade da vida. A avaliação da saúde reprodutiva feminina torna-se relevante, dado que nos dias de hoje as mulheres estão cada vez mais expostas ao fumo ambiental do tabaco (FAT), podendo este facto ter repercussões a nível da sua fertilidade. O presente trabalho teve como objectivo determinar os níveis de cotinina no líquido folicular (LF) de forma a estabelecer uma relação com os diferentes parâmetros laboratoriais e clínicos de um programa de fertilização in vitro. Para tal, foram estudados 78 casais. Os grupos foram formados de acordo com os hábitos tabágicos das mulheres, identificados por intermédio de uma entrevista: não fumadoras (NF; n=35); fumadoras passivas (FP; n=32); e fumadoras activas (FA; n=11). As amostras de LF, provenientes do folículo dominante, foram isoladas de forma a evitar contaminação por células sanguíneas. Os níveis de cotinina foram determinados pelo método ELISA, utilizando um Kit comercial. Posteriormente, foram analisados, os parâmetros laboratoriais e clínicos de acordo com os diferentes grupos. Foi encontrada uma forte correlação entre os níveis de cotinina no LF e os relatos de exposição ao FAT. Nas FA, os níveis foram significativamente superiores aos dos outros grupos (P<0.001). Os níveis de cotinina no LF das FP não diferiram significativamente das NF. Não foram encontradas diferenças estatísticamente significativas (P>0.05) nos diferentes parâmetros laboratoriais entre as mulheres NF, FP e FA, respectivamente: ao número médio de ovócitos recuperados (7.5±4.0, 8.3±4.9, 8.1±4.3); taxas de fertilização (70.3%, 69.2%, 58.3%), e percentagens de embriões de boa qualidade (82.5%, 85.2%, 75.0%). Relativamente aos parâmetros clínicos, as FA evidenciaram uma tendência para uma menor taxa de gravidez clínica (27.3%), quando comparada com as da FP (46.9%) e NF (51.4%). Esta tendência foi também observada na taxa de implantação (20.0%, 32.0%, 30.1%, respectivamente), contudo sem diferenças estatisticamente significativas (P>0.05) nos dois resultados. O presente estudo provou, que a cotinina no LF é um importante biomarcador para validação dos hábitos tabágicos. Contudo, não foi observada uma influência estatísticamente significativa dos hábitos tabágicos nos parâmetros de fertilização in vitro, chamando a atenção para o estudo de outras variáveis nos tratamentos de infertilidade. ABSTRACT: Reproductive health is an important issue for continuity of life. The evaluation of female reproductive health is relevant, due to a wide range of women exposed to Environmental Tobacco Smoke (ETS). This fact may impair their fertility. The purpose of the present study was to determine cotinine levels within follicular fluid (FF), in order to establish some relationships with different biological and clinical parameters of an in vitro fertilization program. For this purpose, 78 couples were studied. Groups were made according to women’s smoking habits, identified through an interview: non-smokers (NS; n=35); passive smokers (PS; n=32); and active smokers (AS; n=11). FF samples were obtained from the dominant follicle, which was isolated in order to keep them free of blood contamination. Cotinine levels were evaluated by ELISA, using a suitable commercial kit. Taking in account the different groups, biological and clinical parameters were further analysed. A strong correlation between the levels of cotinine in FF and self reported ETS was found. In AS, the level was significantly greater than in other groups (P<0.001). The levels of cotinine in the FF in PS didn’t differ significantly from NS. No significant differences (P>0.05) on the different biological parameters were noted among NS, PS and AS women, respectively: mean number of retrieved oocytes (7.5±4.0, 8.3±4.9, 8.1±4.3; fertilization rate (70.3%, 69.2%, 58.3%), and percentage of high-quality embryos (82.5%, 85.2%, 75.0%). In relation to clinical parameters, AS evidenced a tendency to a lower clinical pregnancy rate (27.3%) when compared to PS (46.9%) and NS (51.4%). This tendency was also noted in implantation rate (20.0%, 32.0%, 30.1%, respectively), although no statistical differences were found (P>0.05) in both results. Our study proved that cotinine in follicular fluid are suitable biological marker for the validation of smoking habits. However, a statistical significant influence of smoking habits in IVF parameters was not observed in the present study, alerting for other topics on fertility treatment outcomes.
description: Mestrado em Saúde e Risco Ambiental
URI: http://hdl.handle.net/10773/879
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000161.pdf2.96 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2