DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Efeitos do stress na distribuição dos NMDAR.2B no córtex pré-frontal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8779

title: Efeitos do stress na distribuição dos NMDAR.2B no córtex pré-frontal
authors: Pinto, Lucília Goreti Ribeiro
advisors: Sousa, João Carlos Cruz
Gonçalves, Maria Paula Polónia
keywords: Biologia molecular
Stresse (Fisiologia)
Sistema nervoso central
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O stress crónico resulta numa perturbação dos mecanismos homeostáticos que regulam a libertação de corticosteroides. Entre os efeitos do stress e da desregulação da secreção dos corticosteroides estão, entre outros, perturbações no sistema nervoso central, como alterações na citoarquitectura, na plasticidade sináptica e no comportamento. Uma das áreas cerebrais afectada pelos efeitos do stress crónico é o córtex pré-frontal medial, onde ocorre uma diminuição do volume, e ao qual estão associados défices nas funções cognitivas dependentes desta região, como a memória de trabalho e a flexibilidade comportamental. Esta redução no volume do córtex pré-frontal deve-se à retracção das dendrites apicais dos neurónios piramidais das suas camadas mais superficiais, nomeadamente das camadas II e III. Estas dendrites apicais recebem projecções glutamatérgicas aferentes do hipocampo e do núcleo basal da amígdala, sendo que as acções pós-sinápticas destas projecções são mediadas por receptores do tipo N-metil-D-aspartato (NMDAR). De salientar que os NR.2B (subtipo dos NMDAR) extra-sinápticos, abundantes nas porções terminais dos neurónios piramidais das camadas II e III do córtex pré-frontal medial, desempenham um papel na excitotoxicidade mediada por corticosteroides no hipocampo, estando também potencialmente envolvidos na determinação das perturbações cognitivas resultantes do stress. No sentido de contribuir para a elucidação dos mecanismos subjacentes às alterações estruturais e comportamentais observadas anteriormente, procuramos com este trabalho determinar, com recurso a microscopia confocal, qual a influência do stress na distribuição dos NR.2B ao nível da região pré-límbica do córtex pré-frontal; adicionalmente procuramos averiguar, com recurso à análise quantitativa de co-localização acerca da existência de variação na localização sináptica e extra-sináptica deste tipo de receptores, utilizando como par alvo, uma proteína da densidade pós-sináptica, a PSD95. Os resultados obtidos parecem indicar a ocorrência de uma diminuição da síntese dos NR.2B em animais submetidos a um protocolo de stress crónico imprevisível, e uma localização maioritariamente não sináptica destes receptores após stress.

Chronic stress and imbalance in the synthesis and secretion of corticosteroids results in alterations in the volume of the prefrontal cortex and in the impairment of cognitive function associated to this brain region, such as working memory and behavioural flexibility. Chronic stress induces an atrophy in medial prefrontal cortex volume due to a retraction in the apical projections of pyramidal neurons from layers II and III. These apical dendrites receive afferent glutamatergic projections from the hippocampus and the amygdala basal nuclei; the post-synaptic action of these afferent projections is mediated by NMDA receptors. Interestingly, the extrasynaptic located NR.2B (a subunit of NMDA receptors), which are abundant in the more superficial apical portions of pyramidal neurons in the medial prefrontal cortex, are involved in corticosteroids mediated excitotoxic effects in the hippocampus, as well as in cognitive impairment induced by stress. In an effort to contribute to the clarification of the mechanisms involved in the structural and behavioral alterations described above, with this work we aimed at, by using confocal microscopy, determining how stress influences NR.2B distribution in the prelimbic area of the prefrontal cortex; additionally, by using quantitative colocalization methodologies, we aimed at analyzing the synaptic/extrasynaptic distribution of these receptors. Data obtained indicate that an overall decrease in the synthesis of NR.2B occurs in animals subject to a chronic unpredictable stress protocol. Furthermore these receptors seem to be more localized in the extra-synaptic space after stress.
description: Mestrado em Biologia Molecular e Celular
URI: http://hdl.handle.net/10773/8779
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
6182A.pdf16.13 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2