DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Benthic communities in Pen Duick escarpment (Gulf of Cadiz)
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/874

title: Benthic communities in Pen Duick escarpment (Gulf of Cadiz)
authors: Almeida, Mariana Dias
advisors: Cunha, Marina Ribeiro da
keywords: Biologia marinha
Ecossistemas marinhos
Biodiversidade
Macrofauna bentónica
Macroinvertebrados
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Este trabalho foi realizado no Golfo de Cádis, na Escarpa de Pen Duick. Esta escarpa, com cerca de 4,5 Km de comprimento e 100 m de altura, ocorre a 525 m de profundidade na margem continental marroquina (NE Atlântico). É caracterizada pela presença de crostas carbonatadas e recifes de corais pétreos maioritariamente em declínio. Os objectivos principais deste trabalho são: i) a caracterização da composição taxonómica e estrutura das comunidades de macroinvertebrados bentónicos da escarpa de Pen Duick e ii) investigar os padrões de distribuição de acordo com o gradiente de profundidade, o tipo de substrato e a presença de substrato duro (corais pétreos e crostas carbonatadas). A comunidade bentónica estudada é constituída maioritariamente por espécies de crustáceos, anelídeos e hidrozoários. Numa análise não quantitativa, encontram-se diferenças significativas nas comunidades em diferentes sub-habitats (presença de coral à superfície, coral coberto por sedimento e ausência de coral) e na cor do sedimento (que pode ser relacionada com as condições biogeoquímicas do sedimento). A riqueza específica é maior nos locais onde se encontram corais do que em locais de sedimento fino. Hidrozoários e poliquetas caracterizam os sub-habitats com corais e os bivalves caracterizam os locais de sedimento fino. Os crustáceos encontram-se distribuídos por todos os sub-habitats. Numa análise quantitativa, encontram-se diferenças ao longo do gradiente profundidade. A maior diversidade e equitabilidade nas comunidades bentónicas é encontrada a profundidades superiores a 480 m na parte superior e na base da escarpa de Pen Duick. A profundidades inferiores a 480 m as comunidades bentónicas apresentam maior densidade e maior dominância, características estas que podem ser relacionadas com a presença de ambientes sedimentares particulares - as crateras de vulcões de lama. O elevado número de espécies em comunidades com elevada equitabilidade encontradas na escarpa de Pen Duick, reforçam a hipótese de que os recifes de coral de água fria mesmo em declínio são zonas que contribuem para uma maior heterogeneidade ambiental e proporcionam condições favoráveis à ocorrência de uma elevada diversidade biológica. ABSTRACT: This work was carried out in the Pen Duick Escarpment, Gulf of Cadiz. This scarp occurs at 525 m depth, and has about 4.5 km in length and 100 m in height. It is characterized by the presence of carbonated crusts and stony coral reefs predominantly in decline. The main objectives of this study are: i) to characterise the composition and structure of the benthic macroinvertebrate assemblages associated with the Pen Duick Escarpment and ii) to identify patterns of distribution according to the depth gradient, sediment type and presence of hard substrate (stony corals and carbonate concretions). The studied benthic assemblages are composed mainly by crustaceans, annelids and hydrozoans. The non quantitative analysis showed significant differences in the assemblages from different subhabitats (presence of coral at surface, coral in the sediment and absence of coral) and sediment colour (which can be related to the biogeochemical conditions of the sediments). The number of species is higher in samples with coral than in samples with fine sediment. Hydroids and polychaetes characterized the subhabitats with corals and molluscs characterized the subhabitats of fine sediment. Crustaceans occurred in both subhabitats. The quantitative analysis showed differences along the depth gradient with great diversity and evenness at depths greater than 480 m at the top and base of the escarpment. At depths shallower than 480 m, the benthic assemblages showed higher densities and dominance that can be related to the particular sediment environment - the crater of mud volcanoes. The high number of species in low dominance assemblages found in the Pen Duick Escarpment reinforce the hypothesis that cold-water coral reefs even declining are areas that enhance habitat heterogeneity and provide environmental that favour high biological diversity.
description: Mestrado em Biologia Marinha
URI: http://hdl.handle.net/10773/874
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000084.pdf1.48 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2