DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Genotipagem do vírus do Papiloma humano em citologia cérvico-vaginal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8739

title: Genotipagem do vírus do Papiloma humano em citologia cérvico-vaginal
authors: Pereira, Ana Salomé Tavares
advisors: Figueiredo, Céu
Almeida, Adelaide
keywords: Biologia molecular
Vírus do papiloma humano
Cancro do colo do útero
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A infecção por HPV é a doença sexualmente transmissível mais frequente, sendo a sua prevalência muito alta em todo o mundo. A infecção persistente por HPV de alto risco é causa necessária para o desenvolvimento de lesões pré-cancerosas e cancro do colo do útero. O objectivo desta Tese foi comparar, numa amostra de base hospitalar composta por citologias cérvico-vaginais positivas por captura híbrida para HPV de alto risco, três métodos de genotipagem de HPV, o PapilloCheck® HPV Genotyping, o Seeplex® HPV18 ASE Genotyping e o Digene® HPV Genotyping RH Test. Foi ainda objectivo deste trabalho esclarecer se a capacidade de detecção dos diferentes métodos de genotipagem do HPV varia com o diagnóstico citológico. Os resultados mostraram heterogeneidade entre os três métodos na detecção da infecção por HPV (variando entre os 73,3% e os 79,2%), na capacidade de detectar infecções múltiplas (variando entre os 41,1% e 58,7%) e na capacidade de detecção de tipos específicos de HPV. O desempenho de cada método de genotipagem foi avaliado após a definição de genótipos consenso para cada um dos tipos de HPV de alto risco comuns aos três métodos. Da comparação dos resultados individuais de cada teste com o genótipo consenso, verificou-se que o PapilloCheck® apresentou deficiente capacidade de detecção do HPV 16 (72%), enquanto que o Seeplex® e o Digene® mostraram sensibilidades de detecção de 100%. O Seeplex® teve a pior performance na detecção do HPV 18 (33%) e do HPV 45 (0%). O Seeplex® e o Digene® têm capacidade semelhante de detecção do HPV 16 e do HPV 31 nos diferentes grupos citológicos. Pelo contrário, o PapilloCheck® falha a detecção de 50% dos HPV 16 nas citologias normais e nas lesões de ASC-US e de 60% dos HPV 31 nas citologias normais. O método Digene® foi o único que detectou com 100% de sensibilidade o conjunto de HPVs de alto risco responsáveis pela grande maioria dos casos de carcinoma invasor, independentemente da presença e tipo de lesão citológica. Globalmente, os resultados obtidos reforçam a necessidade de que os métodos de genotipagem do HPV sejam robustos, fiáveis e com sensibilidade e especificidade elevadas de modo a poderem vir a ser utilizados quer como primeira linha no rastreio primário, quer como no seguimento clínico de mulheres com alterações citológicas.

HPV infection is the most common sexually transmitted disease and the virus has a very high prevalence worldwide. Persistent infection with high-risk HPV is a necessary cause for the development of precancerous lesions and cancer of the cervix. The aim of this Thesis was to compare, in a hospital-based sample of cervical cytologies hybrid capture-positive for high-risk HPV, three methods of HPV genotyping, PapilloCheck® HPV Genotyping, Seeplex® HPV18 ASE Genotyping and Digene® HPV Genotyping RH Test. An additional aim was to elucidate whether the performance of the different genotyping methods changed with the cytology diagnosis. Results have shown heterogeneity between the three methods regarding the capacity of detecting HPV (ranging from 73.3% to 79.2%), the detection of multiple HPV infections (ranging from 41.1% to 57.8%), as well as in the ability to detect specific HPV types. The performance of each genotyping method was evaluated by defining consensus HPV genotypes for each HPV high-risk type commonly detected by all three methods. Comparisons between the results of each individual method with the consensus genotypes revealed that whereas Seeplex® and Digene® had 100% sensitivity in detecting HPV 16, PapilloCheck® had only a detection rate of 72%. Seeplex® had the worst performance in detecting HPV 18 (33%) and HPV 45 (0%). Seeplex® and Digene® had 100% detection rates for HPV 16 and HPV 31 in the different groups of lesions. In contrast, PapilloCheck® misses 50% of HPV 16 in normal cytologies and in ASC-US and 40% of HPV 31 in cases with normal cytology. Digene® was the only method that detected with 100% sensitivity the group of high-risk HPVs responsible for the great majority of the invasive carcinoma cases, independently of the cytology diagnosis. Globally, these results reinforce the need f or robust, reliable, sensitive and specific HPV genotyping methods for use as a first line in primary screening as well as in the clinical follow-up of women with cytological alterations.
description: Mestrado em Biologia Molecular e Celular
URI: http://hdl.handle.net/10773/8739
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
250393.pdf972.35 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2