DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Comunicação e Arte > DECA - Dissertações de mestrado >
 A ponte do cinema 3D estereoscópico dos anos 50 até a atualidade
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8591

title: A ponte do cinema 3D estereoscópico dos anos 50 até a atualidade
authors: Ferreira, Vânia Sofia Gomes
advisors: Valente, António Manuel Dias Costa
keywords: História do cinema
Técnicas cinematográficas
Visualização tridimensional
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O interesse pela tecnologia 3D começou nos anos 50. Contudo, nos últimos anos surgiu um quase revivalismo consubstanciado numa série de novas produções cinematográficas em 3D. Ao interesse crescente de realizadores e produtores por esta tecnologia, juntou-se um público de cinema curioso e que tem vindo a demonstrar grande aceitação. A presente investigação procura debruçar-se sobre o passado e o reaparecimento da “velha – nova” tecnologia 3D. Pretende-se objectivamente perceber o que os filmes 3D no cinema transmitem ao espectador, interrogando-o mesmo se o cinema é para “ver ou viver”. Para que esta análise fosse possível foi necessário ter contacto directo com o público escolhido aleatoriamente, através do preenchimento de 760 inquéritos em cinema tradicionais e 34 inquéritos, num Festival de Cinema Imersivo a decorrer num Planetário. A estes dados acrescentou-se a experiência do “investigador / espectador”, numa sala de exibição cinematográfica em calota esférica estereoscópica. Os dados apresentados são portanto a análise das respostas dos espectadores e a experimentação, na primeira pessoa, do investigador.

The interest in 3D technology began in the '50s. However, in recent years came an almost revival embodied in a series of new 3D film productions. The growing interest of filmmakers and producers in this technology, he joined a curious film audience and has shown great acceptance. This research seeks to look into the past and the resurgence of "old - new" 3D technology. It is intended to objectively understand what 3D movies in cinema transmit to the viewer, asking the same whether the film is to "see or live." For this analysis it was necessary to be able to have direct contact with the public chosen at random, by completing 760 surveys in traditional film, and 34 surveys in Immersive Film Festival taking place in the Planetarium. To these data was added the experience of the "researcher / viewer", a film screening room in stereoscopic spherical cap. The data presented are therefore the analysis of responses from viewers and experimentation, the first person, the investigator.
description: Mestrado em Comunicação Multimédia
URI: http://hdl.handle.net/10773/8591
appears in collectionsDECA - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
248483.pdf1.79 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2