DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Influência dos media nas atitudes face à violência e na empatia
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8546

title: Influência dos media nas atitudes face à violência e na empatia
authors: Carvalho, Cyntia Barros
advisors: Pereira, Anabela
keywords: Psicologia social
Meios de comunicação social - Impacto psicológico
Comportamento anti-social
Agressividade
Violência
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Partilha-se a crença de que a exposição à violência nos meios de comunicação é um potencial contributo para o aumento de comportamentos agressivos, aumento de atitudes pró-violentas e redução de comportamentos solícitos para com os outros. O presente estudo procura determinar a existência de uma correlação entre a exposição a conteúdos violentos nos meios de comunicação com o efeito da dessensibilização, que se reflete numa redução da capacidade empática para com os outros e no ganho de atitudes pró-violentas. O conceito de dessensibilização tem vindo a ser utilizado para explicar o efeito produzido pela redução de respostas emocionais a estímulos externos que normalmente produziriam fortes respostas emocionais. A amostra utilizada no presente estudo foi constituída por estudantes do ensino público e privado, com idades compreendidas entre os dez e os dezoito anos, onde foram seleccionados de forma aleatória da Zona Centro de Portugal 745 sujeitos. Foi aplicado o questionário de hábitos de consumo aos meios de comunicação, a escala de exposição aos conteúdos violentos nos meios de comunicação (TV, Internet e Jogos), a escala de empatia e a escala de atitudes face à violência. Foram tidos em consideração dois objectivos: numa primeira fase foram identificados os hábitos de consumo em relação aos diferentes meios de comunicação, a disponibilidade de acessos a esses meios e a analise da componente educativa e de controlo parental em relação aos consumos de conteúdos violentos. Numa segunda fase procuramos analisar a relação entre a exposição prolongada a conteúdos violentos nos diferentes meios de comunicação (TV, Internet e Vídeo Games) com um aumento de atitudes pró-violentas e com a redução da empatia. Os resultados comprovam uma relação significativa entre a exposição a conteúdos violentos e o ganho de atitudes pró-violentas, bem como a existência de uma relação significativa entre o consumo de conteúdos violentos com a redução da empatia. Os efeitos mais negativos são os que provêm do consumo de jogos violentos e de conteúdos acedidos pela internet em detrimento do consumo através da televisão. Foram discutidos aspectos relacionados com controlo parental e os hábitos de consumo nos meios de comunicação, sendo necessária mais investigação nesta área de forma a conhecer melhor os factores de risco associados a estes comportamentos. São sugeridas implicações deste estudo para o contexto familiar e escolar de forma a prevenir a disseminação de conteúdos violentos nos meios de comunicação.

Partilha-se a crença de que a exposição à violência nos meios de comunicação é um potencial contributo para o aumento de comportamentos agressivos, aumento de atitudes pró-violentas e redução de comportamentos solícitos para com os outros. O presente estudo procura determinar a existência de uma correlação entre a exposição a conteúdos violentos nos meios de comunicação com o efeito da dessensibilização, que se reflete numa redução da capacidade empática para com os outros e no ganho de atitudes pró-violentas. O conceito de dessensibilização tem vindo a ser utilizado para explicar o efeito produzido pela redução de respostas emocionais a estímulos externos que normalmente produziriam fortes respostas emocionais. A amostra utilizada no presente estudo foi constituída por estudantes do ensino público e privado, com idades compreendidas entre os dez e os dezoito anos, onde foram seleccionados de forma aleatória da Zona Centro de Portugal 745 sujeitos. Foi aplicado o questionário de hábitos de consumo aos meios de comunicação, a escala de exposição aos conteúdos violentos nos meios de comunicação (TV, Internet e Jogos), a escala de empatia e a escala de atitudes face à violência. Foram tidos em consideração dois objectivos: numa primeira fase foram identificados os hábitos de consumo em relação aos diferentes meios de comunicação, a disponibilidade de acessos a esses meios e a analise da componente educativa e de controlo parental em relação aos consumos de conteúdos violentos. Numa segunda fase procuramos analisar a relação entre a exposição prolongada a conteúdos violentos nos diferentes meios de comunicação (TV, Internet e Vídeo Games) com um aumento de atitudes pró-violentas e com a redução da empatia. Os resultados comprovam uma relação significativa entre a exposição a conteúdos violentos e o ganho de atitudes pró-violentas, bem como a existência de uma relação significativa entre o consumo de conteúdos violentos com a redução da empatia. Os efeitos mais negativos são os que provêm do consumo de jogos violentos e de conteúdos acedidos pela internet em detrimento do consumo através da televisão. Foram discutidos aspectos relacionados com controlo parental e os hábitos de consumo nos meios de comunicação, sendo necessária mais investigação nesta área de forma a conhecer melhor os factores de risco associados a estes comportamentos. São sugeridas implicações deste estudo para o contexto familiar e escolar de forma a prevenir a disseminação de conteúdos violentos nos meios de comunicação.
description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/8546
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
248507.pdf815.35 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2