DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ambiente e Ordenamento > DAO - Dissertações de mestrado >
 Quality comparison of sole from wild/farmed and closed/open circuits
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8536

title: Quality comparison of sole from wild/farmed and closed/open circuits
other titles: Qualidade da solha selvagem e criada em circuito fechado e aberto
authors: Moraes, Karlos Ribeiro de
advisors: Vaz-Pires, Paulo
Morgado, Fernando
keywords: Ciências do mar
Aquacultura
Solha
Pesca
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Soles (Solea spp) are a high-value commercial group of species with increasing importance in aquaculture. Common quality evaluation methods were used to compare Solea solea and Solea senegalensis sampled from the natural environment and fish farms. The aim was to develop a series of experiments and analysis of wild and farmed fish in Portugal, during 31 days, during boxed and iced storage. The analyses were performed using physical evaluations with Torrymeter type 295 and RT-Freshmeter type RT-2E, each 2 days and sensory evaluations using QIM (Quality Index Method), every day. The results show that farmed fish has a slower decrease in instrumentally-measured properties than the farmed, and QIM results show a loss in appearance more evident in the wild samples. For more accurate results, complementary analysis, like chemical, histological and microbiological, become necessary.

As solhas (Solea spp) são um grupo de espécies de alto valor comercial com crescente importância na aquicultura. Métodos de avaliação da qualidade comuns em pescado foram usados para comparar a qualidade da solha. Solea solea e Solea senegalensis foram amostrados do ambiente natural e aquiculturas. Os peixes passaram por uma série de testes com o objetivo de analisar a sua qualidade. As amostras de peixes selvagens e de cultura, obtidas em Portugal, foram analisadas durante 31 dias, ao longo da sua degradação em caixas e em gelo moído. Foram feitas avaliações com os aparelhos Torrymeter 295 e RT-Freshmeter RT-2E, a cada dois dias, e avaliações sensoriais com o esquema QIM (Quality Índex Method), todos os dias. Os resultados mostram que os peixes de aquacultura têm uma perda mais lenta de qualidade do que os selvagens, em ambas as análises instrumentais, e nas análises do QIM mostram uma perda de qualidade na aparência mais evidente nos os selvagens. Para resultados mais precisos, análises complementares, como químicas, histológicas, e microbiológicas, tornam-se necessárias.
description: Mestrado em Ciências do Mar e Zonas Costeiras
URI: http://hdl.handle.net/10773/8536
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
248268.pdf2.26 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2