DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Thiocyanate excretion can reveal cyanide caught fish
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8326

title: Thiocyanate excretion can reveal cyanide caught fish
other titles: Excreção de tiocianato pode revelar peixes capturados com cianeto
authors: Vaz, Marcela Carraro de Melo
advisors: Calado, Ricardo Jorge Guerra
keywords: Biologia marinha
Poluição marinha
Cianeto
Pesca
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A pesca com cianeto (CN-) e uma técnica destrutiva utilizada na colheita de peixes vivos de recifes de coral. Estes organismos apresentam elevado valor económico e são destinados tanto para o consumo humano como para o abastecimento da indústria mundial de aquários marinhos. Diversas são as tecnicas capazes de detectar a presenca do cianeto (CN-) em peixes, contudo ainda não há um consenso entre a comunidade científica e os comerciantes sobre qual destas técnicas será a mais eficaz, uma vez que as mais utilizadas ainda são de caráter invasivo. Neste trabalho foi utilizada uma técnica não invasiva e não destrutiva, e mais eficiente, no que diz respeito ao tempo de análise, onde através do uso da fibra óptica (FO) podem ser detectados peixes contaminados com cianeto num tempo médio < 6 min. por meio da excrecão de tiocianato (SCN-). Produto de excreção do (CN-), esse metabolito permite a desintoxicação dos peixes marinhos expostos ao contaminante pelas vias urinárias e os níveis anormais de SCN- presentes na agua marinha indicarão se os exemplares foram ou não expostos ao envenenamento por CN-. A metodologia (FO) foi capaz de detectar níveis ainda que residuais de SCN(> 3; 16mgL - 1) na agua marinha e os níveis base para os organismos não contaminados foram utilizados como referência para classi ficação de presença ou ausência de contaminação. Nesse estudo exemplares de Amphiprion clarkii cultivados em cativeiro foram expostos a um pulso de solução de CN- durante 60 s para as concentrações de 12,5e25, 0mgL - 1 e os resultados obtidos para o CN- excretado, pós-exposição ao longo de 28 dias, foram de até 6,96 ± 0,03 e 9,84 ± 0,03mgL - 1 de SCN- (respectivamente). Apesar da necessidade de mais investigação para diminuir a ocorrência de falsos negativos e positivos, a metodologia testada permite uma rápida detecção do SCN- sem o sacrifício dos espécimes analisados.
description: Mestrado em Biologia Marinha
URI: http://hdl.handle.net/10773/8326
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
5909.pdf3.36 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2