DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Etiologia e resistência bacteriana de infecções urinárias
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8057

title: Etiologia e resistência bacteriana de infecções urinárias
authors: Linhares, Inês Ferreira
advisors: Almeida, Adelaide
Rodrigues, António
keywords: Microbiologia
Aparelho urinário - Infecções
Bactérias patogénicas
Resistência a antibióticos
Etiologia
issue date: 15-Dec-2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A aplicação abusiva de antimicrobianos na clínica originou um aumento de resistência e consequente disseminação de estirpes bacterianas resistentes, constituindo um problema de saúde pública grave e emergente a nível mundial. A infecção do tracto urinário é uma das doenças infecciosas mais comuns a nível comunitário e nosocomial. O objectivo deste trabalho foi estudar as principais bactérias implicadas na infecção do tracto urinário (ITU) na comunidade da região de Aveiro e determinar o padrão de resistência dos principais uropatógenos aos antimicrobianos. Neste estudo foram usados os resultados dos exames bacteriológicos das amostras de urina que deram entrada no Laboratório de Análises Clínicas Avelab durante um período de 10 anos (2000 a 2009). Dos 155597 exames bacteriológicos feitos à urina, 18797 (12,1%) dos pacientes apresentaram infecção urinária. Dos doentes infectados 14754 (78,5%) eram do sexo feminino e 4043 (21,5%) do sexo masculino. Os idosos foram o grupo etário que apresentou um maior número de ITU, 7261 (38,6%). Para os diferentes grupos etários observou-se uma maior prevalência de infecções no sexo feminino. Escherichia coli (64,5%) foi o uropatógeno mais frequente, seguido de Staphylococcus aureus (6,0%), Protreus mirabilis (4,7%) e Klebsiella spp (4,3%). As bactérias Proteus mirabilis, Klebsiella spp, Enterococcus faecalis, Proteus vulgaris, Pseudomonas aeruginosa, Enterobacter spp e Providencia spp foram as que apresentaram maior resistência aos antimicrobianos. As bactérias isoladas de doentes do sexo feminino foram, em média, resistentes a menos de 3 antimicrobianos, enquanto as bactérias isoladas de doentes do sexo masculino apresentaram, em média, resistência a 4 antimicrobianos. De um modo geral, observou-se um aumento da resistência bacteriana com o aumento da idade do paciente. A informação obtida neste trabalho pode ser útil para o clínico aquando a escolha do antimicrobiano a receitar aos doentes com infecções urinárias em regime de ambulatório do Distrito de Aveiro. Para infecções urinárias causadas por bactérias Gram-negativo devem ser administradas cefalosporinas de 4ªG enquanto nos casos de infecção por Gram-positivo devem ser escolhidos glicopeptídeos. Os carbapenemes surgem como uma opção eficaz no tratamento de infecções urinárias independentemente do uropatógeno em causa.

The antimicrobials misuse in clinical medicine led to an increase of the resistance and consequent spread of bacterial resistant strains being a serious public health problem. The urinary tract infection is one of the most common infectious diseases at the community and at the hospital level. The aim of this work was to study the main bacteria involved in urinary tract infection (UTI) in the Aveiro community and determine the antimicrobial resistance patterns of the main uropathogens. In this study it were used the results of bacteriological tests of the urine samples of the Clinical Analysis Laboratory Avelab over a period of 10 years (2000 to 2009). Of the 155597 urine bacteriological examinations, 18797 (12.1%) patients had urinary tract infection. Of the infected patients 14754 (78.5%) were female and 4043 (21.5%) were males. The elderly were the age group that showed a greater number of UTI (38.6%). A higher prevalence of infections was observed in females for the different age groups. Escherichia coli (64.5%) was the most frequent uropathogen, followed by Staphylococcus aureus (6.0%), Protreus mirabilis (4.7%) and Klebsiella spp (4.3%). The bacteria Proteus mirabilis, Klebsiella spp, Enterococcus faecalis, Proteus vulgaris, Pseudomonas aeruginosa, Enterobacter spp and Providencia spp showed high antimicrobial resistance. Bacteria isolated from female patients were, on average, resistant to less than 3 antimicrobials, while the bacteria isolated from male patients showed an average resistance to four antimicrobials. In general, with the patient increasing age there was an increase in bacterial resistance. The information obtained in this work can be useful for the clinician to choose the antimicrobial to prescribe to urinary tract infection for patient of the Aveiro District. For urinary tract infections caused by Gram-negative bacteria should be administered fourth generation cephalosporins while in cases of infection with Gram-positive bacteria glycopeptide should be chosen. The carbapenems appear to be an effective option in the treatment of urinary tract infections regardless of the concerned uropathogen.
description: Mestrado em Biologia Aplicada - Microbiologia Clínica e Ambiental
URI: http://hdl.handle.net/10773/8057
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
245776.pdf4.47 MBAdobe PDFview/open
Restrict Access. You can Request a copy!
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2