DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Media e violência: estudo com crianças e jovens
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/8017

title: Media e violência: estudo com crianças e jovens
authors: Ramos, Salomé Guedes da Silva
advisors: Pereira, Anabela Maria Sousa
keywords: Psicologia social
Meios de comunicação social - Impacto psicológico
Violência escolar
Alunos do básico - Portugal
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A investigação tem apontado para uma relação entre a exposição aos meios de comunicação social e violência em crianças e jovens, onde prevalece a análise dos efeitos da televisão, tendo sido relegadas para segundo plano as novas tecnologias da informação. Face à escassez de investigação neste âmbito em Portugal, o presente estudo tem como objectivo compreender os hábitos de utilização dos media (internet, telemóvel, jogos, televisão e imprensa escrita), considerando o tempo e os conteúdos violentos a que mais novos estão expostos e a sua relação com comportamentos de bullying e cyberbullying. Para além disso, pretende-se analisar o envolvimento parental no uso dos media e as atitudes pro-violência, identificando a relação existente entre estes factores e os comportamentos de violência que os jovens exibem. A amostra é constituída por 745 alunos do 6º ao 10º ano, de 12 escolas públicas e privadas do centro do país, com a autorização do Ministério da Educação. Para este efeito, construiu-se um questionário relativo aos hábitos de utilização dos media e foram traduzidas e adaptadas duas escalas, uma referente às atitudes face à violência e outra cujo objectivo passa por avaliar os comportamentos de violência em meio escolar, tendo sido adicionado o cyberbullying – uma forma emergente de violência na sociedade actual. Os resultados revelam que 57% dos participantes usa internet no seu quarto e 97% tem um telemóvel. Os comportamentos de bullying apresentam uma correlação positiva com o cyberbullying e esta apresenta valores mais elevados na associação do bullying com os conteúdos visualizados e do cyberbullying com o tempo de exposição. Apesar do moderado envolvimento dos pais, sobretudo na utilização da internet, quando está presente este acompanhamento/controlo parece estar relacionado com uma diminuição de comportamentos de violentos. Finalmente, as atitudes a favor da violência apresentam uma correlação mais forte e positiva com comportamentos de bullying e cyberbullying. A compreensão destes resultados permite abrir do leque de possibilidades para a investigação, para além de contribuir para a definição de algumas linhas de intervenção, no âmbito da educação para os media, a nível individual, familiar e comunitário.

Much research has been conducted on effects of media violence in childhood and youth aggression. However, most of those studies are based on TV habits, casting aside the expanding technology. Also, there is little research in the Portuguese reality. Carried out in the centre area of Portugal, the objectives of this research are to characterize the students’ habits of media consumption and verify whether a relationship between the time of media consumption and the exhibition of violent behaviours exists. In addition, we intend to evaluate if the viewing of violent contents is associated with the display of violent behaviour, analyse if there is a relation between parental control of media use and the exhibition of violent behaviours, and identify a relationship between young people's attitudes towards violence and the adoption of different violent behaviours. Bullying behaviours show a positive correlation with cyber bullying. While bullying seems to be more related to the contents viewed, cyber bullying shows a more significant correlation with exposure time. Despite the moderate parental involvement, especially in the use of internet, this monitoring / control seems to be related to a decrease in violent behaviours. Finally, attitudes in favour of violence have a stronger and positive correlation with both behaviours of bullying and cyber bullying. The understanding of these results discloses a range of possibilities for research, as well as it helps to define a few lines of intervention in education for the media, on a personal level, in the family and in the community.
description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/8017
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
247271.pdf306.35 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2