DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Níveis de elementos tóxicos em Alca torda L. no litoral centro de Portugal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/782

title: Níveis de elementos tóxicos em Alca torda L. no litoral centro de Portugal
authors: Ribeiro, Ana Rita da Costa
advisors: Eira, Catarina Isabel da Costa Simões
keywords: Gestão de ecossistemas
Ecossistemas aquáticos
Ecotoxicologia
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: No presente estudo foram determinados os níveis de 10 elementos potencialmente tóxicos (As, Cd, Co, Cr, Cu, Hg, Mn, Pb, Se e Zn) nos rins, fígado, músculo e penas de 28 tordas mergulheiras (Alca torda), incluindo 4 juvenis, 17 imaturos e 7 adultos. As aves foram recolhidas no litoral centro de Portugal, entre Aveiro e Peniche, no período entre 2005 e 2007. Verificou-se que a concentração dos elementos nos tecidos estudados estavam dentro dos limites aceitáveis, excepto o Hg e Cr que demonstraram valores um pouco acima dos referenciados, indicando um possível risco de contaminação. O Zn foi o elemento que apresentou valores de concentração mais elevados, especialmente nas penas. Apenas Cd, Cr, Cu, Hg e Mn revclwam uma acumulação dependente da idade, sendo que as concentrações de Cu no fígado e penas e de Mn no fígado foram mais elevadas ern indivíduos juvenis. Não foi detectada nenhuma diferença significativa para a concentracão de Cu entre os vários tecidos na classe I e mercúrio na classe 3. Analisou-se a existência de relações na acumulação entre os elementos no mesmo órgão e verificou-se a existência de várias relações lineares positivas, sendo que o músculo foi o tecido que revelou maior numero de relações significativas. Não se verificou nenhuma relação significativa envolvendo o Pb nos tecidos estudados. O Zn foi o metal que esteve envolvido nas relações mais fortes em todos os órgãos. No músculo destacam-se as relações entre o Cd-Hg, Mn-Co e Mn-Cu. Nos rins as relações Zn-Hg e Co-Hg foram as mais significativas, enquanto que no fígado as relações mais fortes foram Zn-Cr, Zn-Co e Se-Cu. Analisou-se ainda a existência de relações na acumulação do mesmo elemento mas em diferentes tecidos. Os elementos que revelaram a existência de relações lineares positivas foram o As, Cd, Hg e Se, envolvendo unicamente órgãos internos. O Hg foi o elemento que revelou o maior número de relações positivas entre os diferentes tecidos. A existência destas relações sugere que os elementos têm mecanismos de regulação semelhantes nos diferentes tecidos. As concentrações de Hg e Cr relativamente altas podem indicar riscos de conhminaçiio ao longo da área de migraçgo das tordas mergulheiras ou pode reflectir os níveis de contaminação nas suas zonas de reprodução. No futuro, serão necessários mais estudos para identificar aquelas áreas mais poluídas, onde as aves possam estar expostas a níveis mais elevados de elementos tóxicos. ABSTRACT: The present study reports the levels of 10 potentially toxic elements (As, Cd, Co, Cr, Cu, Hg, Mn, Pb, Se e Zn) in kidney, liver, muscle and feathers of 28 razorbills (Alca farda), including 4 juveniies, 17 irnrnature and 7 adults. The seabirds were collected in the littoral centre of Portugal, between Aveiro and Peniche, during 2005-2007. Tt was verified that the concentration of the elements in the studied tissues were within the generally accepted limits, except for Hg and Cr. The relatively higher values of Hg and Cr may indicate a possible risk of contamination. Zn presented the highest concentration, especially on feathers. Only Cd, Cr, Cu, Hg and Mn revealed an age-dependent accumulation. In fact, the concentration values of Cu in liver and feathers and that of Mn in liver were higher in juveniles. No significant differences were detected for the concentration of Cu among the tissues in class 1 and for the concentration of Hg in class 3. Severa1 positive linear relations wcre detected between elements concentrations in the same tissue. The largest number of significant relations was detected in muscle. No significant relations involving Pb were detected in any of the studied tissues. The strongest relations involved Zn values in a11 organs. In muscle, the mosi important relations were Cd-Hg, Mn-Co and Mn-Cu. In kidney, Zn-Hg and Co-Hg were the most significant relations while in liver, Zn-Cr, Zn-Co and Se-Cu were the stronger relations. The existence of relations in the accumulation of the same element in different tissues was also assessed. In fact, positive linear relations were detected for the concentrations of As, Cd, Hg and Se, involving only soft tissues. Hg and Se revealed the higher number of positive relations among a11 tissues. The existence of these relations suggests that elements have similar mechanisms of regulation in the different tissues. The apparently high concentralion of Hg and Cr may retlect contamination risks within razorbills' migration range or contamination levels in reproduction areas. and further studies are necessary in order to identify wintering hot-spot areas where birds may be in-taking higher amounts of metals and consequently areas of more pollution
description: Mestrado em Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
URI: http://hdl.handle.net/10773/782
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2008001864.pdf524.83 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2