DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Personalidade e psicopatologia: implicações na compulsividade sexual
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7715

title: Personalidade e psicopatologia: implicações na compulsividade sexual
authors: Pinto, Joana Raquel dos Santos
advisors: Nobre, Pedro
Carvalho, Joana
keywords: Psicopatologia
Sexualidade
Comportamento sexual
Perturbações do comportamento
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Nos últimos anos tem havido um crescente interesse por parte dos clínicos e investigadores na conceptualização, etiologia e tratamento da compulsividade sexual, existindo ainda uma grande controvérsia relativamente a estas questões. O presente estudo pretendeu avaliar quais as facetas da personalidade incluídas no Modelo dos Cinco Factores, assim como as dimensões da psicopatologia que predizem de modo significativo a compulsividade sexual. Pretendeu ainda testar a psicopatologia enquanto factor mediador da relação entre a personalidade e a compulsividade sexual. A amostra incluiu 152 estudantes do Ensino Superior do sexo masculino, avaliados de acordo com Inventário de Personalidade dos Cinco Factores (NEO-FFI), o Breve Inventário de Sintomas (BSI) e o Inventário de comportamentos sexuais compulsivos (CSBI-22). Os resultados acerca do papel da psicopatologia sugerem que o psicoticismo poderá ser uma das principais dimensões a influenciar esta síndrome clínica. Relativamente à personalidade, verificou-se que o neuroticismo e a amabilidade predizem de modo significativo a compulsividade sexual. Verificou-se também que a psicopatologia medeia a relação entre o neuroticismo e a compulsividade sexual, contudo não medeia a relação entre a amabilidade e a compulsividade sexual. Os resultados deste estudo poderão ter fortes implicações na prática clínica, assim como na compreensão da etiologia da compulsividade sexual.

In the last years there has been a growing interest about the etiology, conceptualization and treatment of sexual compulsivity related problems. However, considerable controversy on these issues still exists. The aim of this study was to evaluate the role of personality (according to the Five Factor Model), as well as the role of psychopathology in sexual compulsivity. We also intended to test whether psychopathology is a key mediator of the relationship between personality and sexual compulsivity. The sample included 152 male college students, evaluated according to the NEO Five Factor Inventory (NEO-FFI), the Brief Symptom Inventory (BSI), and the Compulsive Sexual Behavior Inventory (CSBI-22). Results about the role of psychopathology suggested that psychoticism may be one of the key dimensions that influence this clinical syndrome. Results regarding personality showed that neuroticism and agreeableness significantly predicted sexual compulsiveness. It was also found that psychopathology mediated the relationship between neuroticism and sexual compulsivity but not between agreeableness and sexual compulsivity. Results on the role of personality and psychopathology on sexual compulsivity suggested that these dimensions may have an influence on the etiology and maintenance of this clinical syndrome, resulting in important implications for clinical practice.
description: Mestrado em Psicologia Forense
URI: http://hdl.handle.net/10773/7715
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
243720.pdf936.68 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2