DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Consumo de drogas lícitas e não lícitas no estudante universitário
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7611

title: Consumo de drogas lícitas e não lícitas no estudante universitário
authors: Calado, Catarina Ribau
advisors: Monteiro, Sara Otília Marques
keywords: Psicologia do comportamento
Comportamento de risco
Alunos do superior
Toxicodependência
Drogas - Aspectos psicológicos
issue date: 2011
abstract: O consumo de drogas lícitas e não lícitas está presente em todos os países do mundo, abrangendo várias idades e estádios de desenvolvimento. Uma grande preocupação com o uso destas substâncias é, actualmente, notória entre os estudantes, nomeadamente os universitários. Estes passam por uma etapa caracterizada por alterações na habitação, educação e relacionamentos amorosos, mudanças essas, muitas vezes, mediadas por comportamentos de risco. O presente estudo tem como principal objectivo delinear o perfil do consumo (uso ocasional, abuso ou dependência) de substâncias psicoactivas numa amostra de estudantes universitários e investigar as possíveis relações entre este consumo e a sintomatologia depressiva. Para tal, foi realizado um estudo descritivo, do qual faz parte uma amostra de 511 estudantes universitários, com idades compreendidas entre os 18 e os 51 anos. Os instrumentos utilizados para este fim foram: um inquérito por questionário referente aos dados sócio-demográficos e culturais, o “Questionário de Caracterização da População” – ECRIP, desenvolvido pela rede IREFREA e o Inventário de Depressão de Beck II (BDI-II). Dos resultados obtidos destacam-se: a cannabis como a droga preferida pelos jovens, sendo consumida, na sua maioria, de forma recreativa e esporádica; o consumo de drogas associado aos factores socioeducativos e culturais, sobretudo no que concerne à escolaridade do pai X2(3)=15,229, p=0,002, p <0,05; os comportamentos de risco existentes no âmbito do consumo de substâncias psicoactivas, pelos jovens inquiridos, como na estimulação ou desinibição das práticas sexuais; e ainda o facto dos inquiridos considerarem as drogas como potenciadoras das relações sociais X2(1)=6,648, p=0,01, p <0,05, sobretudo com indivíduos do género oposto. Na análise da eventual relação entre a depressão e o consumo de drogas, os dados não permitem inferir a existência de uma relação directa, mantendo-se assim a dúvida de muitos autores. Deste modo, o presente estudo torna-se pertinente na medida em que permite compreender as características de consumo e o perfil da população de interesse, de forma a, poder adequar e melhorar a resposta às necessidades reais destes indivíduos.

The consumption of licit and illicit drugs is present in every country in the world, covering different ages and stages of development. Nowadays, students, especially college ones, are really concerned about the use of drugs. These students go through a process characterized by changes in housing, education and loving relationships, these changes often mediated by risk behaviours. This study's main objective is to delineate the profile of consumption (occasional use, abuse or dependence) and substance abuse in a sample of university students and to investigate possible links between this consumption and depressive symptoms. To this end, a descriptive study, which is part of a sample of 511 college students, aged between 18 and 51 years. The instruments used for this purpose were: a survey concerning the demographic and socio-cultural, the "Characterization Questionnaire of Population" - ECRIP, developed by the network IREFREA and Beck Depression Inventory II (BDI-II). The results obtained are: cannabis is the drug chosen by the majority of young people, mostly sporadic and recreationally; drug use associated to socio-cultural factors, especially with regard to the father's education X2(3)=15,229, p=0,002, p <0,05; risk behaviours existing in the consumption of psychoactive substances by young people surveyed, such as stimulation or disinhibition of sexual practices, and also the fact that the respondents consider drugs as an enabler of social relations X2(1)=6,648, p=0,01, p <0,05, especially with individuals of the opposite gender. Analyzing the possible relationship between depression and drug use, the data do not indicate the existence of a direct relationship, therefore many authors remain doubtful. Thus, this study becomes relevant because it allows the consumer to understand the characteristics and the profile of the population of interest, in order to be able to adapt and improve the real needs of these individuals.
description: Mestrado em Psicologia - Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/7611
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
Dissertação.pdf710.46 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2