DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Contributo para o conhecimento dos ungulados da R. N. Serra da Malcata
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/756

title: Contributo para o conhecimento dos ungulados da R. N. Serra da Malcata
authors: Pereira, Fernanda Isabel da Cunha
advisors: Fonseca, Carlos Manuel Martins Santos
keywords: Gestão de ecossistemas
Ungulados
Habitat
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Este trabalho surgiu da necessidade de aprofundar os conhecimentos sobre as populações de ungulados selvagens (javali Sus scrofa, corço Capreolus capreolus e veado Cervus elaphus ) da Reserva Natural da Serra da Malcata, nomeadamente sobre a sua distribuição e estatuto locais. Neste sentido, foi iniciado, em Novembro de 2005, o trabalho de campo, que consistiu na busca de indícios de presença destes animais por toda a Área Protegida, tendo sido finalizado em Junho de 2006. Através do método de Kernel determinou-se os domínios vitais das populações de cada espécie. Foi também avaliado o uso de habitats por cada uma das espécies, utilizando o Teste G. O Índice de Jacobs foi usado para determinar quais os habitats seleccionados positiva e/ou negativamente por cada ungulado. As populações de ungulados residentes nesta Reserva Natural consistem em duas espécies, o javali e o corço. O veado ocorre ocasionalmente. O javali encontra-se distribuído praticamente por toda a Área Protegida, com uma área total ocupada de 13840 ha (Kernel adaptativo a 95%) e um centro de actividade localizado na Barroca de Pedro Lopes e nos Forninhos, que ocupa uma área de cerca de 623 ha. Esta espécie não demonstrou qualquer tipo de selectividade em relação aos diferentes tipos de habitat. O corço localiza-se essencialmente no norte e centro desta Área Protegida, ocupando uma área total de 1844 ha (Kernel adaptativo a 95 %), com um centro de actividade localizado na Barroca de Pedro Lopes, Espigal e Ventosa, numa área de cerca de 175 ha. Relativamente à selectividade de habitat, a espécie demonstra uma selecção positiva pelas Resinosas e Folhosas e parece evitar os eucaliptais, as zonas agrícolas e os matos. O conhecimento sobre a ecologia destes ungulados deverá ser incrementado com novos estudos, pois só com um conhecimento profundo das suas populações será possível uma gestão correcta e sustentável destas espécies e dos seus habitats.

This study arose from the need to improve the knowledge of the populations of wild ungulates (wild boar Sus scrofa, roe deer Capreolus capreolus and red deer Cervus elaphus) in the Reserva Natural da Serra da Malcata, particularly on its distribution and local status. In these sense, the fieldwork was initiated, in November 2005, and consisted in tracking presence signs of these animals through all the Protected Area, and was finished in June 2006. Through the Kernel method it was determined the Home Range for the populations of each species. It was also evaluated the habitat use for each species using the G-Test. The Jacobs Index was used to determine which habitats are preferred or avoided by each ungulate. The resident populations of ungulates in this Natural Reserve consist of two species, the wild boar and the roe deer. The red deer occurs occasionally. The wild boar is distributed through almost all Protected Area, with a total area of 13840 ha (Adaptative Kernel 95%) and a core area located in the Barroca de Pedro Lopes and the Forninhos with 623 ha. This species did not show any kind of selectivity in relation to the different habitat types. Roe deer finds itself mainly in the north and center of this Protected Area, occupying a total area of 1844 ha (Adaptative Kernel 95 %), and a core area located in the Barroca de Pedro Lopes, Espigal and Ventosa, with 175 ha. Relatively to the habitat selectivity, the species shows a positive selection for Pinus sp. plantations, oak and sweet chestnuts forests and it seems to avoid the agricultural, Eucalyptus sp. and shrubs zones. Knowledge about the ecology of these ungulates should be increased with further studies, because only with a thorough knowledge of their populations it will be possible to make a sustainable management of these species and their habitats.
description: Mestrado em Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas
URI: http://hdl.handle.net/10773/756
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2008001226.pdf1.13 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2