DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Avaliação estatística de microssatélites para estudos de zigotia
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/746

title: Avaliação estatística de microssatélites para estudos de zigotia
authors: Pires, Sílvia Tadeu dos Anjos
advisors: Nogueira, António José Arsénia
Jorge, Paula
keywords: Biologia molecular
Gémeos
Microssatélites (Genética)
Desenvolvimento embrionário
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A incidência de um vasto leque de complicações perinatais, entre elas, malformações estruturais e funcionais, está aumentada em gémeos monozigóticos, sendo a correcta determinação pré-natal da zigotia de extrema importância para o acompanhamento clínico pré e pós-natal. O desenvolvimento da PCR em multiplex e da análise automática de fragmentos conduziram a mudanças revolucionárias na investigação de amostras biológicas e permitiram determinar geneticamente a zigotia em pares de fetos gemelares. A monozigotia é estabelecida quando um par de gémeos é concordante em todos os alelos estudados. No entanto, não podemos descartar a vertente probabilística desta determinação, pois um par de gémeos pode ser concordante em todos alelos estudados e ser dizigótico. Este trabalho teve como principal objectivo a implementação de métodos bioestatísticos para calcular a probabilidade média de concluir correctamente que um par de gémeos é monozigótico quando partilha o mesmo genótipo em todos os loci. O estudo incidiu sobre um grupo de 9 pares de fetos gemelares considerados “aparentemente” monozigóticos após determinação da zigotia. Recorrendo a várias ferramentas do programa ECLIPSE2 foi possível fazer uma análise estatística a um conjunto de microssatélites amplamente utilizados para a determinação da zigotia e aumentar a precisão dos resultados, dotando-os de uma probabilidade de monozigotia num intervalo de confiança mediante diferentes níveis de erro. ABSTRACT: The incidence of several perinatal complications, including structural and functional malformations, is increased in monozygotic twins. Thus the accurate prenatal determination of the zygosity is of extreme importance for the clinical follow up during pregnancy. The development of multiplex PCR and automated fragment analysis lead to revolutionary changes in molecular studies of biological prenatal samples and also allowed the genetic determination of zygosity in pairs of twins. The monozygosity is established when a pair of twins is concordant in all the studied alleles. However, we cannot discard the probabilistic basis of this determination, therefore, a pair of twins can be concordant in all studied alleles and be dizygotic. The main purpose of this work is the implementation of biostatistic methods to calculate the average probability of monozygosity when a pair of twins share the same genotype across all loci. The study was performed on a group of 9 pairs of twin fetus considered as “apparently” monozygotic after zygosity determination, starting with a subset of 8 polymorphic markers. Using some tools of program ECLIPSE2 it was possible to make an statistic analysis within a set of microsatellites widely used for the determination of the zygosity and increase the results accuracy, endowing them with a monozygosity probability in a confidence interval with different error rates.
description: Mestrado em Biologia Molecular e Celular
URI: http://hdl.handle.net/10773/746
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2008000970.pdf1.66 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2