DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Balança comercial e IDE: análise de causalidade temporal
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7431

title: Balança comercial e IDE: análise de causalidade temporal
authors: Pascoal, Nélia Sofia Marques
advisors: Varum, Celeste Maria Dias Amorim
keywords: Economia mundial
Relações económicas internacionais
Investimento estrangeiro - América Latina - Ásia - 1981-2009
Desenvolvimento económico
Economia das empresas
Importações
Exportações
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Com este trabalho pretende-se realizar uma análise de causalidade temporal entre balança comercial e Investimento Direto Estrangeiro (IDE), para 18 países emergentes da América Latina e Ásia, utilizando dados anuais referentes ao período entre 1981 e 2009. Para tal, após a estacionarização das séries, prosseguimos o estudo com uma análise de causalidade de Granger. Esta análise permitiu verificar a existência de uma relação de causalidade bidirecional entre balança comercial e IDE na Índia (na análise composta por 3 desfasamentos) e de duas relações de causalidade bidirecional (na análise composta por 4 desfasamentos), uma entre importações e IDE no Uruguai e a outra entre balança comercial e IDE na Turquia. Foram também observadas várias outras relações de causalidade unidirecional. A análise de cointegração das variáveis indicou a existência de uma relação positiva de longo prazo entre a balança comercial e o IDE no Chile e Chipre e uma relação negativa entre as mesmas variáveis na Coreia, Índia e Indonésia. Para observar a velocidade de ajustamento das variáveis recorremos ao modelo de vetor de correção dos erros (VECM) para os países que apresentam relação de cointegração entre as varáveis Balança comercial e IDE, a partir do qual se verificou que a balança comercial possui uma velocidade de ajustamento superior à do IDE. E para os países sem relação de cointegração, a partir da utilização do modelo vetorial autorregressivo (VAR) foi possível constatar que para o Uruguai e Perú os valores passados da balança comercial afetam os valores presentes de IDE. No caso da Argentina e Bolívia os valores passados do IDE afetam os valores presentes da balança comercial. Finalmente, a análise da função impulso - resposta permite-nos concluir que, para a maioria da amostra, a resposta da balança comercial a um choque de IDE e vice-versa, é negativa no curto prazo. Para explicar a importância da balança comercial no IDE e vice-versa, realizámos uma decomposição da variância, onde se verificou que o IDE é mais sensível a alterações na balança comercial que a relação contrária. Assim, a análise de causalidade temporal permite-nos concluir que a relação de causalidade mais frequente, no curto prazo, é no sentido em que o IDE provoca os fluxos comerciais, e que no longo prazo existe relação de causalidade unilateral entre balança comercial e IDE, uma vez que o IDE é sensível a alterações na balança comercial.

This work aims to conduct an analysis of temporal causality between the trade balance and the Foreign Direct Investment (FDI) for 18 emerging countries of Latin America and Asia, using annual data for the period between 1981 and 2009. To this end, following stationary of the series, an analysis of Granger causality was applied. The existence of a bidirectional causal relationship between trade balance and FDI was demonstrated in India (in the analysis consists of three lags). Additionally, the presence of two bidirectional causal relationships (analysis consisting of four lags) was shown, one between imports and FDI in Uruguay and the other one between the trade balance and the FDI in Turkey. We also observed several other relations of unidirectional causality. The analysis of cointegration of the variables showed that there is a long-term positive relationship between trade balance and FDI in Chile and Cyprus and a negative relationship between these variables in Korea, India and Indonesia. To observe the speed of adjustment of variables the VECM model was used, for countries with cointegration relationship between the trade balance and FDI variables. It was observed that the trade balance has a higher speed of adjustment in relation to the FDI. For the countries without a cointegration relationship, the vector autoregressive model (VAR) was used showing that for Uruguay and Peru the past values of the trade balance affect the present values of the FDI. For Argentina and Bolivia, the past values of FDI affect the present values of the trade balance. Finally, the impulse response function analysis allowed us to conclude that in most cases the response of trade balance to a shock in FDI and vice versa, is negative in the short term. To explain the importance of the trade balance in the FDI and vice versa, a decomposition of variance was performed, where it was found that FDI is more sensitive to changes in the trade balance that the opposite. In summary, the temporal causality analysis allowed us to conclude that, in the short term, the most common causal relationship is that the FDI causes trade flows, and in the long-term there is a relationship of unilateral causality between the trade balance and the FDI.
description: Mestrado em Economia
URI: http://hdl.handle.net/10773/7431
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
246983.pdf551.48 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2