DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Biologia > BIO - Dissertações de mestrado >
 Análise da infecção e resistência bacteriana em doentes queimados
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7391

title: Análise da infecção e resistência bacteriana em doentes queimados
authors: Figueiredo, Sara Costa
advisors: Almeida, Maria Adelaide Pinho
Cabral, José Luís de Almeida
keywords: Biologia
Queimaduras - Reabilitação
Infecções
Bactérias patogénicas
Resistência a antibióticos
issue date: 16-Dec-2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: As queimaduras são um local ideal para a multiplicação bacteriana, proporcionando o desenvolvimento de infecções. As infecções bacterianas são a principal causa de morte entre os doentes queimados. É por isso importante que haja uma vigilância contínua tanto dos isolados bacterianos como dos padrões de resistência aos antibióticos numa Unidade de Queimados. O principal objectivo deste trabalho foi identificar as principais espécies bacterianas implicadas na infecção dos doentes queimados da Unidade de Queimados dos Hospitais da Universidade de Coimbra entre Janeiro de 2000 e Dezembro de 2009 e avaliar os perfis de resistência bacteriana aos antibióticos. Verificou-se que dos 1729 doentes admitidos na Unidade de Queimados durante o período de estudo, 31,9% desenvolveram infecção bacteriana. A percentagem de mortalidade dos doentes infectados (28,6%) foi superior à dos doentes que não desenvolveram infecção (9,4%). Staphylococcus aureus foi a espécie mais frequentemente encontrada (17,0%), seguida por Staphylococcus epidermidis (15,3%), Pseudomonas aeruginosa (10,3%), Acinetobacter baumannii (9,8%), Klebsiella pneumoniae (7,4%), Escherichia coli (5,5%), Enterobacter spp. (5,0%), Enterococcus faecalis (5,0%), Staphylococcus haemolyticus (3,0%), Proteus mirabilis (3,0%), Stenotrophomonas maltophilia (2,4%), Staphylococcus coagulase negativa (2,4%), Enterococcus faecium (2,2%), Burkholderia cepacia (1,6%) e Serratia marcescens (1,5%). A profundidade e extensão da queimadura, a causa da queimadura, o tempo de internamento e a idade são características do doente queimado que influenciam o desenvolvimento de infecção. Os doentes infectados sofreram queimaduras mais graves (47,3% sofreram queimaduras do 2º e 3º grau) e com uma maior área de superfície corporal queimada (21,2%). Os doentes infectados apresentaram uma maior média de dias de internamento (24,9 dias) que os doentes não infectados (11,4 dias). Cerca de 62% dos doentes infectados foram queimados por fogo. A idade média dos doentes infectados foi de 56,5 anos, mas a idade média do total dos doentes (infectados e não infectados) foi de 49,2 anos. A maioria dos isolados bacterianos mostrou resistência aos antibióticos testados (35,8% dos isolados apresentaram resistência) e a percentagem de isolados resistentes aumentou ao longo do período de estudo. No entanto, os glicopeptídeos foram eficazes contra todas as bactérias Gram positivas e o meropenemo foi eficaz contra as Gram negativas com excepção das bactérias Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii que apresentaram valores elevados de resistência aos antibióticos testados. A infecção bacteriana é uma causa importante de mortalidade em doentes queimados e as bactérias implicadas na infecção são resistentes aos antibióticos mais utilizados no tratamento destes doentes.

Burns are an ideal place for bacterial growth, allowing the development of infections. Bacterial infections are the leading cause of death among burned patients. It is therefore important a continuous monitoring of both bacterial isolates and patterns of antibiotic resistance in a Burn Care Unit. The main objective of this study was to identify the major bacterial species involved in the infection of burned patients admitted to the Burn Unit of the Coimbra University Hospitals between January 2000 and December 2009 and to evaluate the bacterial resistance profiles to antibiotics. It was found that of 1729 patients admitted to the burn unit during the study period, 31.9% developed bacterial infection. The percentage of mortality in infected patients (28,6%) was higher than in patients who did not develop infections (9,4%). Staphylococcus aureus was the most commonly specie founded (17,0%), followed by Staphylococcus epidermidis (15,3%), Pseudomonas aeruginosa (10,3%), Acinetobacter baumannii (9,8%), Klebsiella pneumoniae (7,4%), Escherichia coli (5,5%), Enterobacter spp. (5,0%), Enterococcus faecalis (5,0%), Staphylococcus haemolyticus (3,0%), Proteus mirabilis (3,0%), Stenotrophomonas maltophilia (2,4%), Staphylococcus coagulase negativa (2,4%), Enterococcus faecium (2,2%), Burkholderia cepacia (1,6%) and Serratia marcescens (1,5%). The depth and burn extent, the burn cause, the length of hospital stay and the age are burned patients characteristics that influence the development of infection. Infected patients suffered more severe burns (47,3% suffered burns of 2nd and 3rd degree) and with a greater burned body surface area (21,2%). Infected patients had higher average hospital days (24,9 days) than uninfected patients (11,4 days). About 62% of infected patients were burned by fire. The average age of infected patients was 56,5 years, but the average age of all patients (infected and uninfected) was 49,2 years. Most bacterial isolates showed resistance to antibiotics tested (35,8% of the isolates were resistant) and the resistant isolate percentage increased over the study period. However, the glycopeptides were effective against all Gram positive bacteria and meropenem was effective against Gram negative bacteria except Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii that showed high levels of resistance to antibiotics. Bacterial infection is a major cause of mortality in burned patients and involved bacterial infection are resistant to most antibiotics used to treat these patients.
description: Mestrado em Biologia Aplicada
URI: http://hdl.handle.net/10773/7391
appears in collectionsBIO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
246287.pdf3.41 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2