DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Estudo de factores de vulnerabilidade no desenvolvimento de demências: escolaridade, actividades profissionais e actividades lazer
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/7279

title: Estudo de factores de vulnerabilidade no desenvolvimento de demências: escolaridade, actividades profissionais e actividades lazer
authors: Ribeiro, Ana Maria Ferreira
advisors: Monteiro, Sara Otília Marques
keywords: Psicologia da saúde
Demência
Gerontologia
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A demência constitui um problema médico e social em crescimento, com um impacto devastador sobre as pessoas afectadas e seus respectivos familiares/cuidadores. Com efeito, o conhecimento da relação entre a escolaridade, as actividades profissionais, as actividades de lazer e o quadro demencial pode ser de extrema importância para o processo de diagnóstico precoce preventivo. Neste trabalho, através de um design transversal, apresenta-se uma investigação empírica com 61 idosos, 23 com diagnóstico clínico de demência e 38 sem diagnóstico clínico de demência, em que se procurou avaliar os principais efeitos da escolaridade, das ocupações profissionais e do lazer no desenvolvimento de demências. Este estudo contempla apenas um momento de avaliação, tendo sido a informação recolhida a partir dos instrumentos de avaliação seleccionados para o efeito: Exame do Estado Mental (Mini Mental State Exam – MMSE; Folstein, Folstein, & McHugh, 1975; versão portuguesa: Guerreiro et al., 1994); Escala de Avaliação Clínica da Demência (Clinical Dementia Rating – CDR; Morris, 1993; versão portuguesa: Garrett et al., 2008). Dos nossos resultados, destacaríamos que: (a) existe uma relação significativa entre a escolaridade e o desenvolvimento de demências; (b) verifica-se a existência de uma relação significativa entre as ocupações profissionais e o desenvolvimento de um quadro demencial, em que o grau de demência é menor para os especialistas das profissões intelectuais e científicas; (c) as actividades de lazer parecem ser um factor de protecção no desenvolvimento de demências e (d) apenas o lazer surge como variável preditora, no entanto, as restantes variáveis parecem influenciar o surgimento de um quadro demencial, uma vez que aumentam a qualidade do ajustamento do modelo logístico, pelo que funcionam como variáveis latentes. A interpretação dos resultados, bem como as possíveis implicações destes em termos de prevenção e intervenção, são discutidos à luz da literatura relevante.

Dementia is a growing medical and social problem with a devastating impact on the people affected and their respective families/care-takers. Therefore, having knowledge of the relationship between levels of education, professional activities and leisure activities with the dementia framework may be of extreme importance in early preventative diagnosis. In this project, by means of a transversal design, an empirical study was carried out to evaluate the principal effects of levels of education, professional occupations and leisure in dementia development. The research included the participation of 61 elderly persons, 23 clinically diagnosed with dementia and 38 without a clinical diagnosis of dementia. This research takes into consideration one moment of the evaluation; the information having been gathered using evaluation instruments selected to this effect: Exame do Estado Mental (Mini Mental State Exam – MMSE; Folstein, Folstein, & McHugh, 1975; versão portuguesa: Guerreiro et al., 1994); Escala de Avaliação Clínica da Demência (Clinical Dementia Rating – CDR; Morris, 1993; versão portuguesa: Garrett et al., 2008). From the results, it is highlighted that: (a) there exists a significant correlation between the level of education and dementia development; (b) there exists a significant correlation between professional occupation and the dementia development framework in which the degree of dementia is less for individuals who are specialists in intellectual or scientific professions; (c) leisure activities seem to be a protection factor in the development of dementia; and (d) only leisure emerges as a predictor variable. However, the remaining variables seem to influence the appearance of dementia, being that they increase the adaptation quality of the logistic model, and therefore function as latent variables. The interpretation of the results, as well as their possible implications with regard to prevention and treatment, are discussed in light of the relevant literature.
description: Mestrado em Psicologia - Psicologia Clínica e da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10773/7279
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
243975.pdf4.03 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2