DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Artigos >
 Ética da responsabilidade (Jonas) e ética da discussão (Habermas). Contributos do pensamento filosófico nos sistemas de formação do ensino superior
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/6987

title: Ética da responsabilidade (Jonas) e ética da discussão (Habermas). Contributos do pensamento filosófico nos sistemas de formação do ensino superior
authors: Pedro, Ana
Libório, Ofélia
keywords: Responsabilidade
Ética
Formação professores
issue date: Sep-2007
publisher: Universidade de Coruña.
abstract: Neste estudo é nosso objectivo analisar as posturas filosóficas de Hans Jonas e de Jurgen Habermas representadas nas éticas da responsabilidade e da discussão, respectivamente, face à questão fundamental - que humanidade queremos ser? Assim, enquanto para Jonas, o sentimento último de que só o respeito já não é suficiente para salvar a humanidade (salvar que natureza e que homem?), por poder ser totalmente inoperante e ineficaz, acrescentando-lhe o princípio de responsabilidade participativa e activa na determinação do que há a fazer, Habermas, por sua vez, remete-nos para uma teoria discursiva da moral, segundo a qual o espírito desta nova ética consiste em, ao invés de impor aos outros uma máxima que se pretende venha a ser universal, submetê-la para exame colectivo através da discussão podendo vir a alcançar, ou não, a pretensão de universalidade. O procedimento é, pois processual e não resultado de um produto. Mas, até que ponto é que o exercício desta responsabilidade ontológica (Jonas) do homem como ser capaz de se preocupar, erigida em dever, não comprometerá, à partida, a liberdade dos que virão depois de nós? E, que dizer do “agir pela palavra” (Habermas) quando as discussões morais, mesmo em contexto de democracia, ocorrem sob enormes assimetrias sociais e espácio-temporais? Nesse caso, até que ponto é que um conjunto de especialistas não será o detentor de uma determinada deliberação moral quando esta deveria ser extensível a todos os participantes? Quais as implicações deste pensar ao nível dos sistemas de formação do ensino superior? Que impacto terão, enquanto pensar filosófico, quer na sua formação pessoal e social quer na sua formação profissional? E de que modo contribuem para alterar a sua actuação enquanto cidadãos responsáveis, conscientes, intervenientes e críticos?
URI: http://hdl.handle.net/10773/6987
ISSN: 1138-1663
publisher version/DOI: www.educacion.udc.es/grupos/gipdae/congreso/IXcongreso.pdf
source: Revista Galego-Portuguesa de Psicoloxía e Educación
appears in collectionsDE - Artigos

files in this item

file description sizeformat
etica responsabilidade.pdfDocumento principal46.44 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2