DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ambiente e Ordenamento > DAO - Dissertações de mestrado >
 Sustentabilidade de SAF's na região de Vila Bela, Mato Grosso, Brasil
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/650

title: Sustentabilidade de SAF's na região de Vila Bela, Mato Grosso, Brasil
authors: Bento, Célia Patrícia Martins
advisors: Ferreira, António José Dinis
keywords: Engenharia do ambiente
Gestão florestal
Produção agro-florestal
Fertilidade dos solos
Leguminosas
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A desflorestação da floresta tropical amazónica atinge dimensões cada vez mais alarmantes. O Brasil e, em especial, o estado de Mato Grosso, têm um peso bastante acentuado neste processo. Nas florestas tropicais das regiões tropicais húmidas, a maioria dos nutrientes essenciais às plantas está contida na vegetação e só é possível a sua circulação contínua quando a matéria orgânica se transfere das árvores para os solos. Se este ciclo de nutrientes é interrompido, ocorrerá um rápido declínio na sua fertilidade. Neste contexto, os sistemas agro-florestais (SAF’s) surgem como um novo paradigma do desenvolvimento sustentável que, se bem geridos, podem ser uma alternativa para a recuperação de áreas degradadas e para a reposição florestal de áreas abertas que foram utilizadas para a agricultura itinerante. No âmbito do projecto de investigação Guyagrofor, foi realizado um trabalho experimental cujo principal objectivo consistiu no estudo do impacte da introdução de leguminosas de ciclo curto e da alteração das técnicas de gestão do solo na sustentabilidade de SAF’s, do tipo quintais agro-florestais, através da monitorização dos nutrientes no solo e das suas implicações na fertilidade do solo. Pretendeu-se, igualmente, verificar o impacte das técnicas de gestão implementadas na redução da desflorestação das áreas de floresta. A área de estudo localizou-se na comunidade quilombola do Boqueirão, que faz parte do Município de Vila Bela da Santíssima Trindade, no Estado de Mato Grosso, no Brasil. Para a realização deste estudo delimitaram-se dois quintais agro-florestais de duas famílias desta comunidade, de dimensões 30x30m na unidade produtiva (UP) [Sítio] Boa Vontade e 25x60m na UP [Sítio] São João. Estas áreas foram divididas ao meio. Em metade mantiveram-se as técnicas de maneio tradicionais dos quilombolas e na outra introduziram-se as espécies leguminosas e técnicas de maneio alternativas. Os resultados obtidos permitem concluir que ocorreu, de uma forma geral, uma melhoria na fertilidade dos SAF’s estudados, entre 2007 e 2009. No entanto, esta melhoria verificou-se em todas as áreas estudadas (talhões controlo, experimentais e de referência), mostrando que factores externos influenciaram a melhoria da qualidade do solo. Contudo, em média, esta melhoria foi ligeiramente mais acentuada para os talhões experimentais de ambas as UP’s em estudo, ainda que não tenha sido significativa quando comparada com os talhões controlo, indiciando que a introdução de leguminosas e de diferentes técnicas de maneio do solo poderão estar a surtir efeitos mais acentuados na fertilidade do solo (ainda que de forma bastante lenta). Importa referir que o tempo de duração da actividade experimental (2,5 anos) foi insuficiente para a obtenção de uma resposta mais significativa e clara das técnicas introduzidas na fertilidade do solo. Acredita-se, igualmente, que o desenvolvimento de SAF’s, pelo menos em agricultura familiar e a uma escala mais alargada, poderá reduzir a desflorestação das áreas de floresta ao aumentar o rendimento das populações locais. ABSTRACT: Deforestation of the Amazonian tropical rainforests is a matter of great concern worldwide. The Mato Grosso state in Brazil has the highest deforestation rates of the Amazonian rainforest. In wet tropical forests, most of the essential nutrients to plants are contained in the vegetation and only makes possible the exuberant rainforest if a continuous circulation of organic matter is transferred from the trees for the soils. If the nutrients cycle is interrupted, a fast decline of soil fertility will occur. In this context, the agroforestry systems are perceived as a new paradigm of sustainable development that, if well managed, can be an alternative to the recovery of degraded areas and to forestry reposition in open areas previously used for slash and burn agriculture. Under the scope of Guyagrofor research project, an experimental design research was implemented to study the impact of short cycle leguminous introduction and of the changes on soil management on agroforestry systems sustainability. The research was held at homegardens with agroforestry systems, through the monitoring of soil nutrients and their influence on soil fertility. A further aim was to assess the impact of the implemented management techniques on deforestation rates reduction. The study area was located in the maroon community of Boqueirão, at the municipality of Vila Bela da Santíssima Trindade, in the state of Mato Grosso, Brazil. Two agro-forestry homegardens from two different households were chosen, one 30x30m in size at the productive unit (PU) Boa Vontade and the other 25x60m in size at the PU São João. These areas were divided. One half maintained the traditional maroon techniques while in the other half the alternative techniques and leguminous species were introduced. The results show an increase of soil fertility in the studied agroforestry systems soil fertility, between 2007 and 2009. Nevertheless, this increase on soil fertility occurred in all the plots (control, treatment and reference plots), which means that external factors influenced the improvement of soil fertility. Notwithstanding, the improvement has been slightly higher for the treatment plots of both PU’s, even if it wasn’t significant when compared to the control plots. This means that the introduction of leguminous and the management techniques changes can result in higher soil fertility effects, although at a very slow rate. The short monitoring period (2.5 years) was not enough to attain significant and clear results on the impact of improved management strategies on soil fertility. We also believe that the development of agroforestry systems, linked to household agriculture, can have an important role if spread widely, reducing deforestation, by increasing the local populations income.
description: Mestrado em Engenharia do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10773/650
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000243.pdf6.07 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2