DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ambiente e Ordenamento > DAO - Dissertações de mestrado >
 Compostos apolares e fontes emissoras dos aerossóis no Porto e Coimbra
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/647

title: Compostos apolares e fontes emissoras dos aerossóis no Porto e Coimbra
authors: Marques, Telma Cristina Sintra
advisors: Alves, Célia dos Anjos
keywords: Engenharia do ambiente
Poluição do ar
Aerossóis
Compostos orgânicos
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Amostras de aerossóis atmosféricos foram colhidas com um amostrador de elevado caudal durante uma campanha que decorreu durante um mês de Inverno no Porto e em Coimbra, entre 27 Janeiro e 27 Fevereiro 2007. Os filtros com partículas finas (PM2,5) foram extraídos com solventes e o seu conteúdo separado em vários grupos funcionais, seguindo-se a identificação e quantificação dos compostos orgânicos por cromatografia gasosa - espectrometria de massa (GC-MS). Os componentes orgânicos analisados revelaram algumas diferenças entre as amostras do Porto e de Coimbra. Em geral, os níveis de hidrocarbonetos totais na estação urbana de fundo do Porto foram maiores que os de Coimbra. Rácios entre compostos indicadores e a presença de marcadores moleculares derivados do petróleo, tais como os hopanos, o pristano e o fitano, indicam os veículos como a principal fonte de poluentes. A contribuição de compostos biogénicos, sobretudo de hidrocarbonetos associados às cutículas cerosas da vegetação, é também observável em ambas as cidades. Alguns valores diários do índice equivalente de benzo(a)pireno foram superiores a 1 ng/m3 no Porto, indicando um risco adicional de contração de cancro pela população. Relativamente à contribuição das principais fontes emissoras, estima-se que em Coimbra a massa de PM2,5 atribuível às emissões de veículos a gasolina e a diesel é inferior à do Porto. O contributo da queima doméstica de biomassa para a matéria particulada é ligeiramente superior em Coimbra. ABSTRACT: Samples of atmospheric aerosols were collected with a high flow sampler in Oporto and Coimbra during a winter campaign from 27 January to 27 February 2007. The filters of PM2,5 were extracted with solvents and their organic content separated into several functional groups, which were then analysed by gas chromatography - mass spectrometry (GC-MS). The organic compounds identified and quantified revealed some differences between samples from Oporto and Coimbra. In general, the levels of total hydrocarbons in the urban background station of Oporto were higher than those of Coimbra. Concentration ratios between specific compounds and the presence of molecular markers derived from petroleum, such as hopanes, pristane and phytane, point out vehicles as the main source of pollutants. The contribution of biogenic compounds, mainly hydrocarbons associated with the waxy cuticle of vegetation, is also observable in both cities. Some benzo(a)pyrene equivalent daily values were higher than 1 ng/m3 in Porto suggesting and additional cancer risk for the population. A rough source apportionament indicates that the PM2.5 mass attributable to vehicle emissions is higher in the background atmosphere of Oporto than in Coimbra. The contribution of domestic biomass burning is slightly higher in Coimbra.
description: Mestrado em Engenharia do Ambiente
URI: http://hdl.handle.net/10773/647
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000238.pdf2.59 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2