DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Perspectivas e práticas de três professoras de matemática do 2º CEB
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4777

title: Perspectivas e práticas de três professoras de matemática do 2º CEB
authors: Casqueiro, António José Nobre
advisors: Vieira, Celina Tenreiro
keywords: Gestão curricular
Desenvolvimento dos currículos
Ensino da matemática
Professores de matemática
Práticas educativas
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A presente investigação teve como principal finalidade conhecer e compreender as perspectivas de três professores de Matemática do 2º CEB acerca do currículo prescrito de Matemática, das suas práticas de ensino e das principais fontes de influência nas suas práticas, bem como caracterizar as suas práticas de ensino (currículo em acção), identificando (des)continuidades entre estas e as perspectivas das professoras e o enunciado no currículo prescrito. O quadro teórico de referência da investigação integra duas grandes áreas: (1) o currículo e o desenvolvimento curricular e (2) a Educação Matemática e o Currículo Nacional de Matemática do Ensino Básico. Relativamente à primeira, partindo da discussão do conceito de currículo, expõem-se algumas perspectivas sobre o modo como o currículo evoluiu ao longo do século XX, bem como os factores que influenciaram essa evolução. Apresentam-se ainda algumas visões acerca do que se entende por desenvolvimento curricular e sobre os diferentes contextos de decisão, incidindo, no final, sobre o papel desempenhado pelo professor nesse processo. A segunda, partindo de perspectivas e orientações curriculares que marcaram esta disciplina, centra-se no actual currículo nacional de matemática do ensino básico. O estudo seguiu uma abordagem qualitativa e interpretativa, concretizada através da realização de estudos de caso de três professoras de Matemática do 2º CEB a leccionar na mesma escola. A recolha de dados foi realizada no ano lectivo de 2006/2007, através de entrevistas, observações e análise documental. Dos resultados obtidos conclui-se que: (i) as professoras têm uma opinião favorável relativamente ao currículo prescrito de Matemática, em particular, ao no que se refere ao documento “Currículo Nacional do Ensino Básico – Competências Essenciais”; (ii) as professoras consideram que as suas práticas de ensino reflectem o enunciado no currículo prescrito de matemática, nomea damente no que respeita à realização de tarefas de natureza diferente, incluindo resolução de problemas, actividades de investigação, realização de projectos e jogos, no âmbito das quais os alunos são solicitados a conjecturar, argumentar, comunicar, …; (iii) as práticas das professoras são influenciadas por uma diversidade de aspectos, entre os quais se inclui o currículo prescrito; no entanto, o factor primeiro de influência é o currículo programado; (iv) apesar das professoras terem uma opinião favorável relativamente ao currículo prescrito de Matemática e de tenderem a considerar que as suas práticas de ensino reflectem o enunciado no currículo prescrito de matemática, denotou-se alguma descontinuidade entre o discurso e a prática, quer ao nível da diversidade de tipos de tarefas e frequência com que são usadas, quer ao nível das oportunidades criadas para alimentar e sustentar o desenvolvimento de competências ligadas ao raciocínio e à comunicação (em)matemática. As implicações emergentes do estudo apontam no sentido de: (i) intervir na formação de professores de modo a apoiar e preparar os docentes para, de forma eficaz e fundamentada, lidarem com o actual currículo nacional de Matemática; (ii) rever o programa de Matemática de modo a haver maior coerência entre este e as orientações curriculares expressas no documento “Currículo Nacional do Ensino Básico – Competências Essenciais”.

This study aims (1) to describe and understand the perspective of three elementary school (5th – 6th) maths teachers concerning the mathematics curriculum, their teaching practices and the factors which influence their teaching practices; and (2) to characterise teaches’ practices. This theoretical framework is organized into two basic areas: (1) curriculum and its development and (2) mathematical education and the national maths curriculum for Basic Education. In the first one, we begin by exploring the concept of curriculum and some perspectives concerning the curriculum evolution during the twentieth century, highlighting the factors which influenced it. Then we discuss the process of curriculum development, pointing out the decisions contexts and the teachers’ role in this process. In the second thematic area, we present an historical perspective on mathematics curriculum and, then, we analyse the National Mathematics Curriculum of Basic Education. The research methodology follows a qualitative-interpretative approach, based on case studies. In order to understand teachers’ perspectives and to characterise their maths teaching practices, data was collected (during the school year of 2006/2007) through individual interviews, classroom observations and written documents analysis. From the obtained results we can conclude that: (i) these teachers have a favourable opinion on the current mathematics curriculum, especially on the document “National Curriculum of the Basic Education – Essential Competences”, (ii) these teachers consider that their teaching practices reflect the prescribed mathematics curriculum, namely in what respects to the mathematical tasks, including problem solving, investigations, projects and games, in the scope of which the students are requested to conjecture, to argue, to communicate,… (iii) teachers practices are influenced by different factors, including the national mathematics curriculum; however the greatest influenced by different factors, including the national influence of teachers’ practices appears to be the programmed curriculum; (iv) teachers have a favourable opinion regarding the current maths curriculum and consider that their teaching practices reflect the mathematics curriculum guidelines; despite that, the results show some discontinuities between teachers’ discourse and their teaching practices, namely concerning the type and frequency of tasks proposed and the opportunities provided to sustain the development of students’ competences. Various implications emerge from the study, including: (i) the importance of interviewing in teachers’ education in order to help teachers to deal and to put into practice the national mathematics curriculum guidelines; (ii) the importance of developing a review of the mathematics programmes of basic education according to the document: National Curriculum of the Basic Education – Essential Competences.
description: Mestrado em Gestão Curricular - Matemática, Ciências e Tecnologia Educativa
URI: http://hdl.handle.net/10773/4777
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2007001320.pdf1.07 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2