DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Aprendizagem auto-regulada, envolvimento e ganhos académicos em estudantes do ensino superior
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4752

title: Aprendizagem auto-regulada, envolvimento e ganhos académicos em estudantes do ensino superior
authors: Oliveira, José Augusto Bessa de
advisors: Tavares, José Pereira da Costa
keywords: Ciências da educação
Alunos do superior
Competências de estudo
Desenvolvimento de competências
Sucesso escolar
issue date: 2006
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A investigação centrada no estudante e desenhada a partir das experiências da aprendizagem, tal como estas são percebidas e relatadas pelos próprios, emerge da convergência de diferentes teorizações e modelos da psicologia educacional e terá por isso algum carácter ateórico e ecléctico. O presente trabalho insere-se nesta perspectiva da aprendizagem humana, fundamentada na fenomenografia e em modelos sócio-cognitivos da aprendizagem auto-regulada. Alicerçados numa avaliação sistémica e no inventário rigoroso de situações, dos problemas, das características individuais (intra-pessoais e de relacionamento) e dos contextos, objectivamo-nos para contribuir para um melhor conhecimento acerca de quem são, como se situam, sentem e regulam as aprendizagens os estudantes que lidam na arena académica do ensino superior. Para o efeito, fomos rever literatura acerca das variáveis pessoais (cognitivo-motivacionais e relacionamento) que julgamos estão melhor posicionadas para ajudar a explicar a qualidade das experiências de envolvimento, realização e regulação académica, na transição e adaptação dos estudantes ao ensino superior. Na parte empírica desta investigação, começamos por estudar os instrumentos de medida, tomando as respostas de 1123 estudantes do ensino superior público (Politécnico e Universitário) ao inventário 'ETApES: Experiências na Transição Académica para o Ensino Superior’ (Bessa e Tavares, 2003). Para as fases seguintes, seleccionamos uma amostra de 741 indivíduos para validar e confirmar factorialmente os instrumentos aplicados. Em estudos diferenciais que se seguiram usamos procedimentos vários da análise descritiva e inferencial para caracterizar a amostra retida e estudar os eventuais efeitos simples e em interacção dos dados demográficos e escolares sobre as pontuações médias em cada indicador ou dimensão analisada. Na fase seguinte, desenvolvemos e validamos um modelo conceptual (holístico) com vista a uma melhor compreensão e explicação da natureza e extensão das relações entre diferentes experiências de envolvimento, realização e regulação académica e as possíveis influências sobre o rendimento escolar. Recorremos à técnica da análise e modelação estrutural (SEM) através do programa estatístico AMOS 5.0. A solução obtida integra um conjunto de 16 compósitos latentes sustentados na lógica das fases (Previsão-Decisão-Reflexão) da aprendizagem auto-regulada e consistente com o rationale dos 3P: Presságio-Processo-Produto nos modelos SAL: Students Approaches to Learning. Os resultados evidenciam uma estreita relação entre as dimensões pessoais, interpessoais e institucionais implicadas e apontam para a existência de diferenças significativas ao nível dos diferentes grupos analisados. Os instrumentos aplicados mostraram um elevado potencial para avaliar níveis seleccionados de envolvimento, realização e regulação académica em estudantes do ensino superior. As principais limitações do trabalho ligaram-se à complexidade das variáveis envolvidas, à abordagem perceptiva, aos procedimentos estatísticos e à dificuldade em obter instrumentos adequados e devidamente aferidos ao nível do ensino superior. Com base na literatura revista e da discussão dos resultados obtidos são sugeridos alguns desenvolvimentos futuros.

The investigation centered in the students and drawn from their learning experiences, just as they are perceived and told by themselves emerges from the convergence of different theories and models of educational psychology. It has some atheoric and eclectic character. The present work interferes in this perspective of the human learning, but it is also based in fenomenographie and in the social-cognitive models of self-regulated learning. Based on a systemic evaluation and on a rigorous inventory of the situations, problems, individual characteristics and the academic context, we aim to contribute with a better knowledge of our students, their feelings, how they locate, adapt and self-regulate their learning. We reviewed literature concerning personal variable (cognitive, motivational and relationship) that we think are better located to help us to explain the quality of the student academic experiences, and self- regulation in the transition and adaptation to higher education. In the empirical part, we start studying the instruments of measure, taking the answers of 1123 students of public Portuguese higher education (Polytechnical and University) to the inventory 'ETApES' (Bessa and Tavares, 2003). For the following phases, we selected a sample of 741 individuals to factorial analysis and to confirm the applied instruments. In distinguishing studies that followed we use several procedures of the descriptive and inferential statistics to characterize the restrained sample and to study the eventual simple effect and in interaction with demographic and scholar data on the average punctuations in each pointer or analyzed dimension. In the following phase, we develop and validate a structural model (holistic) for better understanding and explanation of the nature and extension of the relations between different experiences of involvement, and self- regulation and the possible influences on the school accomplishment. We appeal to the technique of the structural equation modelling (SEM) through the statistical program AMOS 5.0. The gotten solution integrates a set of 16 supported latent variables in the logic of the phases (Forethought-Decision/Volition-Reflection) of the self-regulated learning and it’s consistent with the rationale of the 3P: Pressage-Process- Product in the models SAL: Students Approaches to Learning. The results also evidence a narrow relation between the personal, interpersonal and institutional dimensions implied and point to the existence of significant differences to the level of the different analyzed groups. The applied instruments have shown a high potential to evaluate levels of involvement, accomplishment and academic self-regulation in students of higher education. The main limitations of the work are connected with the complexity of the variables, to the perception approach, the statistical procedures and the difficulty in getting adequate instruments and rightfully surveyed to the level of higher education. On the basis of the reviewed literature and the reached results some future developments are suggested.
description: Doutoramento em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/4752
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
2007001149.pdf7.65 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2