DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Família e comportamentos sexuais de risco nos adolescentes
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4744

title: Família e comportamentos sexuais de risco nos adolescentes
authors: Matos, Isabel Margarida Fernandes de
advisors: Pereira, Anabela Maria de Sousa
keywords: Psicologia do desenvolvimento
Psicologia dos adolescentes
Sexualidade
Comportamento de risco
Desenvolvimento psicológico
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A sexualidade na adolescência é vivida de diferentes formas, encontrando-se, em grande parte, dependente da complexidade do contexto psicológico, sociale familiar em que cada adolescente se insere. O presente estudo tem como objectivo principal conhecer e caracterizar ofuncionamento das famílias que se encontram numa determinada etapa do seu ciclo vital (famílias com filhos adolescentes) a nível das dimensões coesão eadaptabilidade familiar everificar se associado a diferentes tipos de funcionamentos existem diferenças na manifestação de comportamentos sexuais de risco no adolescente.Bem como averiguar se existem diferenças de género (feminino/masculino), ligadas com o percurso escolar e idade doadolescente, recorrendo-se para tal à análise das variáveis que podem influenciar essa relação. Enquadra-se numa investigação do tipo correlacional, em que os dados foram recolhidos através de um questionário, composto pela Caracterização sócio-demográfica e escolar do adolescente, o Inventário de comportamento sexual para adolescentes e a Escala de Avaliação da Adaptabilidade e da Coesão familiar - FACES II, aplicados a 213 adolescentes, alunos do 9º, 10º, 11º e 12ºano de escolaridade, com idades compreendidas entre os 14 aos 20 anos dasescolas da zona da Bairrada. Os resultados obtidos apontam paraque os adolescentes que pertencem a famílias do tipo “equilibradas”, ou seja, muito ligadas e muito flexíveis, revelamcomportamentos sexuais mais saudáveis, evidenciando um menor nível decomportamentos sexuais de risco. Por outro lado, os dados indicam a existência de diferenças estatisticamente significativas entre o sexo masculinoe feminino no que se refere aos comportamentos sexuais de risco, apontandopara um maior índice no sexo masculino. Destaca-se ainda que os adolescentes que tiveram uma retenção ao longo do seu percurso escolar, apresentam maiores índices de comportamentos sexuaisde risco, o mesmo acontece com os adolescentes com menos de 16 anos. São ainda referidas algumas implicações práticas quer a nível da família, querda escola no sentido de serem reduzidos os comportamentos sexuais de risconos adolescentes.

There are different ways how adolescents face the sexuality and those ways are associated with them psychological, social and familial context. Therefore, the aim of this work is to understand and to characterize the adolescents’ families in terms of both cohesion and adaptability as well as to realize if the sexual risks faced by those young adults are dependent of the type of family they make part of. Another goal is to find out whether there are differences derived from the genre (female/male), from one’s school performance and the adolescent’s age so we have analysed the variables that can influence that relation. It goes with an investigation of the correlational type in which the data has been collected through one questionnaires: Questionnaire for the social-demographic characterization of the adolescent, Inventory of the sexual behaviour for the adolescent and the Scale for the evaluation of the adaptability and family cohesion – FACES II, which have been applied to 213 adolescents – pupils attending the 9th – 12th grades at Bairrada’s schools, aged 14 – 20. The results we obtained give evidence to the fact that the adolescents brought up in families of the “balanced” type, which means very cohesive and flexible, turn out to have a healthier sexual behaviour clearly showing a lower level of risky sexual behaviour. On the other hand, the results indicate some differences statistically meaningful between females and males concerning their risky sexual behaviour, indicating a greater manifestation in males. Besides we also give evidence to the fact that the adolescents who failed once during their school process reveal greater symptoms of a risky sexual behaviour. The same thing happens to the adolescents aged below 16. We also refer to some practical implications both in the family and at school, aiming the reduction of teenage risky sexual behaviour.
description: Mestrado em Activação do Desenvolvimento Psicológico
URI: http://hdl.handle.net/10773/4744
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2007001019.pdf1.88 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2