DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Química > DQ - Dissertações de mestrado >
 Efeito de tratamentos de pressão e temperatura no abrolhamento da batata (Solanum tuberosum)
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4736

title: Efeito de tratamentos de pressão e temperatura no abrolhamento da batata (Solanum tuberosum)
authors: Rodrigues, Ivo Manuel Mira Abreu
advisors: Saraiva, Jorge Manuel Alexandre
keywords: Química dos alimentos
Batatas
Armazenamento dos alimentos
Conservação dos alimentos - Controlo de temperatura
Conservação dos alimentos - Controlo de pressão
Solanum tuberosum
issue date: 2006
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Este trabalho teve como objectivo estudar o efeito de tratamentos físicos de pressão e de temperatura no abrolhamento de tubérculos de batata. Verificouse que tratamentos de pressão de 1000 e 500 atm, aplicados durante 10 minutos, inibiram o abrolhamento de tubérculos, durante pelo menos 43 dias, quando estes eram armazenados em condições ambientais, enquanto um tratamento de 300 atm (10 minutos) retardou substancialmente o abrolhamento. Tratamentos de pressão a 300 e 500 atm (5, 5+5 e 10 minutos), demonstraram ter pouco efeito no abrolhamento, mas algum efeito no desenvolvimento dos brolhos, quando os tubérculos foram armazenados em câmara, com temperatura e humidade relativa controladas e luz difusa. Tratamentos térmicos de 60ºC, 65ºC, 70ºC e 75ºC de curta duração (3 e 5 minutos), demonstraram inibir o abrolhamento durante pelo menos 43 dias. Os mesmos tratamentos aplicados durante 1 minuto, retardam o abrolhamento. Tratamentos térmicos entre 5ºC e – 20ºC, com duração entre 1-5 minutos, não causaram nenhum efeito apreciável no abrolhamento. Tratamentos combinados de pressão (150 e 300 atm, 10 minutos) e temperatura (60ºC e 65ºC, 1 minuto), aplicados sequencialmente, causaram uma inibição pronunciada do abrolhamento na presença de luz, sendo o efeito inibidor dos tratamentos combinados, superior ao dos tratamentos aplicados individualmente. Nos tratamentos combinados, verificou-se que a aplicação de temperatura seguida de pressão, parece ter um efeito inibidor do abrolhamento superior, em relação à aplicação dos mesmos tratamentos, mas aplicando primeiro pressão seguida de temperatura. Quando o efeito dos tratamentos combinados no abrolhamento foi estudado na ausência de luz, verificou-se um efeito inibidor dos tratamentos no abrolhamento muito superior ao verificado na presença de luz. Na ausência de luz, os resultados obtidos indicam que, quando se aplica pressão primeiro, seguida de temperatura, os efeitos inibidores no abrolhamento são um pouco superiores, quando comparados com o tratamento em que se aplica primeiro temperatura. Deste modo, o efeito inibidor no abrolhamento de tubérculos de batata, causado por tratamentos térmicos (entre 60º-75ºC) de curta duração (1-5 minutos), tratamentos de pressão (300-1000 atm, 5-10 minutos) e tratamentos combinados de pressão e temperatura, poderá ser de interesse e potencial, para aplicação a nível industrial e fundamental, para, respectivamente, controlar o abrolhamento e estudar o mecanismo da quebra de dormência e início do abrolhamento.

The aim of this work was to study the effect of physical treatments of high pressure and temperature on the sprouting of potato tubers. Is was verified that high pressure treatments of 1000 and 500 atm, applied during 10 minutes, could inhibit the sprouting, for at least 43 days, when the tubers were stored at environmental conditions, while a high pressure treatment of 300 atm (10 minutes) reduced substantially the sprouting. High pressure treatments of 300 and 500 atm (5, 5+5 and 10 minutes), showed only a slight effect on sprouting inhibition, but some inhibitory effect on sprout development, when the tubers were stored under controlled conditions of temperature and relative humidity and diffuse light. Short time (3 and 5 minutes) thermal treatments at 60ºC, 65ºC, 70ºC and 75ºC, were able to inhibit the sprouting for at least 43 days. The same treatments applied during 1 minute, still slowed down sprouting. Thermal treatments between 5ºC and – 20ºC, (1-5 minutes), showed no substantial effect on sprouting. Sequentially combined thermal (60ºC and 65ºC, 1 minute) and high pressure (150 and 300 atm, 10 minutes) treatments, caused a pronounced inhibition on sprouting, in the presence of light, being the inhibitory effect of the combined treatments higher than that caused by the treatments applied individually. In the combined treatments, it was verified a higher sprouting inhibitory effect, when temperature was applied first followed by pressure, compared to the treatments when pressure was applied first. When the effect of the combined treatments was studied in the absence of light, the sprouting inhibitory effect was more pronounced than that observed in the presence of light. In the absence of light, the results showed a slight higher inhibitory effect on sprouting, when pressure was applied first. In this way, the potato tuber sprouting inhibitory effect caused by short time (1- 5 minutes) thermal treatments (between 60º-75ºC), high pressure treatments (300-1000 atm, 5-10 minutes) and pressure/temperature combined treatments, can have interest and potential for industrial application and fundamental studies, for, respectively, control and study the mechanism of potato tuber internal dormancy break and sprouting initiation.
description: Mestrado em Química e Qualidade dos Alimentos
URI: http://hdl.handle.net/10773/4736
appears in collectionsDQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
206650.pdf1.42 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2