DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 A inteligência emocional na actividade de enfermagem
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4680

title: A inteligência emocional na actividade de enfermagem
authors: Godinho, Maria Lucinda Rebelo Marques Figueira
advisors: Rego, Arménio
keywords: Gestão pública
Pessoal de saúde - Enfermagem
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A inteligência emocional é um conceito novo que tem sido estudado por vários autores. Este conceito é basto e para facilitar o seu estudo e aprendizagem é apresentado com várias dimensões que podem habitar em simultâneo na pessoa ou apenas com algumas características. As repercussões da inteligência emocional são sentidas a nível pessoal e organizacional. Daí o seu interesse para o desenvolvimento da enfermagem como profissão de cuidar. A enfermagem provavelmente foi uma das profissões que mais se desenvolveu nos últimos anos, talvez devido à importância que assume na promoção e recuperação da saúde das pessoas e consequente desenvolvimento da sociedade onde está inserida. O cuidar como um instrumento precioso da enfermagem, tem sido alvo de várias reflexões e recomendações, que muito contribuem para o desenvolvimento pessoal e profissional de cada Enfermeiro, assim como para a realização de cuidados de saúde com qualidade. Com o desenvolvimento da profissão de enfermagem surge o código deontológico dos Enfermeiros, uma vez que em saúde só é possível obter resultados quando os profissionais interagem de um modo assertivo. O código deontológico veio esclarecer algumas dúvidas que existiam no exercício da profissão de enfermagem. A enfermagem é uma profissão de pessoas e para pessoas, como tal os princípios éticos devem estar presentes na sua actuação diária, de forma a respeitar os outros, sem atropelos, mas sim em interacção, produzindo mais valia para todos os intervenientes. Em Portugal a saúde caminha para a excelência. Uma vez que os recursos são limitados, têm de ser geridos de uma forma justa e distributiva. Neste investimento a enfermagem muito contribui através da sua participação nos processos de melhoria contínua da qualidade. O investimento da qualidade em saúde advém também da preocupação em satisfazer as necessidades e expectativas dos clientes do mercado cuidados de saúde. À semelhança do que acontece nos outros mercados, o cliente deve ser o centro das preocupações dos fornecedores de cuidados. Foi realizado um estudo quantitativo, transversal e retrospectivo, em que foi feita uma análise factorial dos dados obtidos. No caso dos Enfermeiros em que se pretendia medir a sua inteligência emocional, estes evidenciaram maiores valores na dimensão “empatia” e “autoencorajamento” e menores valores, nas dimensões “compreensão das emoções dos outros” e “auto-controlo emocional”. Os clientes evidenciaram melhor percepção acerca dos comportamentos de cuidar dos Enfermeiros na dimensão “respeito” do que na dimensão “disponibilidade”, no entanto boas percepções nas duas dimensões. Através da análise inferencial pode-se concluir que os clientes, na dimensão “respeito” mostraram melhores percepções acerca dos comportamentos de cuidar dos Enfermeiros, na dimensão “empatia”. Na evolução da percepção dos clientes em função da inteligência emocional dos Enfermeiros, que os clientes que conviveram com Enfermeiros que evidenciaram menor inteligência emocional, tendem a manifestar pior percepção acerca dos comportamentos de cuidar dos Enfermeiros, sendo os de melhores percepções, naqueles que conviveram com Enfermeiros com níveis intermédios de inteligência emocional. Após os estudos de regressão múltipla concluiuse, que a percepção dos clientes, tende a aumentar quando aumenta a inteligência emocional dos Enfermeiros, o que conduz à satisfação dos clientes. Assim pode-se concluir que o objectivo delineado foi atingido.

The emotional intelligence is a new concept which has been carefully studied on by many people. This concept is very compact and in order to achieve a more profound study, it is set on various dimensions which can be simultaneously in the person or its characteristics. The emotional intelligence is felt as a personal and organized status, and therefore the necessity in making nursing a profession for caring. Nursing is probably one of the professions that has been constantly increasing in the past years. This is perhaps due to it's importance in promoting and recovering people's health, and also the advancement within the society. Caring for people is a precious instrument in nursing and has been the cause of many careful reflections as well as recommendations, which contribute in many ways to the professional and personal achievement of each nurse. This is reflected in the quality of health caring. As the profession develops and achieves certain standards the nursing urges a deontology code to nurses. In health it's only possible to obtain results when there is ethnic way of acting by all nursing professionals. This deontology code has only been set to clarify some of the existing doubts and questions within the practise of the nursing profession. Nursing is a profession from people to people and so this means that certain ethical principles have to be in constant and daily use, the respect for others interaction within each other and no conflicts. In Portugal health is heading towards a considerable and important improvement. Because resources are so scarce or limited they have to be fairly and equally distributed therefore, the reason for all the interest in investing in health in Portugal. In these investments nursing has a very important way of contributing by continuing to improve it's quality. The investment in quality and in health is an extremely important factor in achieving a high standard of quality as in other markets. In accordance with other markets the client (patient) must be the main reason for the nurse to give all the special health care. As it happens in other survey markets, the client must definitely be the centre of attention and care. A quantity, quality and retrospective study has been done to achieve results. As for the nurses what they looked for was to measure emotional intelligence, these showed high scores of "empathy" and self-encouragement, also lower scores in. the "understanding the emotions of others" and emotional "self-control". It became obvious that the nurses care in a “respect" type of dimension more that in the "availability", never the less both sides were considered sufficient.. With this study I was able to conclude that the clients, whereas "respect" is concerned showed a high degree of care by the nurses in the "empathy" dimension.. As things evaluate the satisfaction clients showed towards nurses emotionally intelligent, was higher than to those nurses that show less intelligent emotion. This is to conclude that clients get more satisfaction as the "emotional" intelligence of the nurses rise. After all this means that the set objective has successfully been achieved.
description: Mestrado em Gestão Pública
URI: http://hdl.handle.net/10773/4680
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
209423.pdf9.12 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2