DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Representações das línguas estrangeiras dos alunos de LRE da UA
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4654

title: Representações das línguas estrangeiras dos alunos de LRE da UA
authors: Almeida, Sónia Helena da Costa Sousa
advisors: Pedro, Ana Paula
keywords: Ensino de línguas
Aprendizagem de uma segunda língua
Multilinguismo
Diversidade linguística
Alunos do superior - Aveiro
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente trabalho surge com o objectivo principal de identificar e analisar as representações que os alunos do Ensino Superior (curso de Línguas e Relações Empresariais, da Universidade de Aveiro) possuem das Línguas e Culturas Estrangeiras, e verificar o seu papel influenciador no processo de ensino e aprendizagem de uma língua e cultura estrangeira. Tendo em conta que estamos integrados num mundo cada vez mais globalizado a vários níveis (político, cultural, social, económico), as barreiras culturais e linguísticas tendem a esbaterem-se, pelo que é fundamental a formação de pessoas preparadas para os desafios de uma cidadania mundial. Neste sentido, as instituições de ensino superior desempenham um papel fundamental na promoção do multiculturalismo e do multilinguismo. Este estudo focou-se nas representações linguísticas e culturais dos alunos da licenciatura em LRE, da Universidade de Aveiro, uma vez que este curso direcciona-se fundamentalmente para o ensino de línguas e consideramos que a aprendizagem de uma língua é muito mais do que saber vocabulário. Saber uma língua é conhecer uma cultura e o mundo, é educar para uma cidadania global, multicultural e multilinguistica. Após um estudo exploratório junto de uma amostra de 110 alunos, no qual foi utilizado um inquérito por questionário, os resultados mostraram que os alunos inquiridos detêm uma visão fortemente institucionalizada da aprendizagem de línguas e culturas estrangeiras. Deste modo, é possível estabelecer uma relação de favorecimento de aprendizagem de LE, ou seja, segundo a representação que o aluno tem de determinada LE, esta influenciará o seu processo de ensino-aprendizagem. O contexto familiar, bem como o conhecimento académico dos progenitores, entre outros agentes, podem ser factores determinantes para a criação/aquisição e formação de uma representação linguística e cultural. Quanto maior o conhecimento de diferentes representações, maior a flexibilidade à abertura linguístico-cultural e consequente enriquecimento pessoal.

The main goal of this work is to identify and analyze the representations that students in Higher Education (course of Languages and Business at University of Aveiro) have about Foreign Languages and Cultures, and to verify their influential role on the teaching and learning process of a foreign language and culture. Given the fact that we live in an increasingly globalized world at various levels (political, cultural, social, economic), the cultural and language barriers tend to blur, therefore it is essential to train people to be prepared for the challenges of a world citizenship. In this sense, higher education institutions play a key role in promoting multiculturalism and multilingualism. This study focused on linguistic and cultural depictions of the undergraduate students in LRE, University of Aveiro, since this course is directed primarily to language teaching and we believe that learning a language is much more than knowing vocabulary. Knowing a language is to know the culture and the world and to educate for global, multicultural and multilingual citizenship. After an exploratory study within a sample of 110 students, in which a survey by questionnaire was conducted, results showed that the enquired students hold a strongly institutionalized view about the learning process of foreign languages and cultures. Thus, it is possible to establish a relationship of learning facilitation of FL, ie, the student’s representation about a particular FL will influence both the process of teaching and learning. The family context as well as the academic knowledge of the parents, and other agents, can all be determining factors for the creation / acquisition and development of a representation of a language and culture. The greater the knowledge of different representations, the greater the flexibility leading towards a linguistic and cultural openness.
description: Mestrado em Ciências da Educação - Formação Pessoal e Social
URI: http://hdl.handle.net/10773/4654
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
dissertação.pdf1.42 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2