DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ambiente e Ordenamento > DAO - Dissertações de mestrado >
 Mercury and methylmercury in sediment cores from the Tagus estuary
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/4278

title: Mercury and methylmercury in sediment cores from the Tagus estuary
other titles: Mercúrio e metilmercúrio em cores de sedimento do estuário do Tejo
authors: Monteiro, Carlos Eduardo Salgueiro e Silva
advisors: Válega, Mónica Susana Gonçalves de Almeida
Canário, João Alfredo Vieira
keywords: Ciências do mar
Ecossistemas estuarinos: Rio Tejo
Sedimentos marinhosv
Mercúrio (Metal): Toxicidade
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O mercúrio é actualmente considerado um dos metais mais nocivos para o ambiente. O presente trabalho incide sobre os factores que actuam sobre o mercúrio, influenciando a sua distribuição em ambientes estuarinos. Dado o histórico de contaminação no Estuário do Tejo, foram recolhidos cores de sedimentos e separadas as águas intersticiais em dois locais distintos: um fortemente contaminado, Cala do Norte, e outro não contaminado, Ponta da Erva. Os cores foram seccionados em camadas, tendo-se posteriormente analisado os teores de mercúrio total (HgT) e metilmercúrio (MeHg) na fracção sólida dos sedimentos e HgT e HgR, bem como MeHg dissolvidos nas águas intersticiais. As concentrações de HgT e MeHg foram relacionadas com outros parâmetros obtidos na fracção sólida e nas águas intersticiais, nomeadamente pH, Eh, O2 dissolvido, humidade, e as concentrações de LOI, Al, Si, Fe, Mn, Corg, DOC, Cl-, SO4 2- e HS-. Na Cala do Norte, a concentração de mercúrio total nos sedimentos variou entre 1 e 18 μg/g enquanto na Ponta da Erva foram determinados valores mais baixos, entre 0.4 e 0.5 μg/g. Em relação às concentrações de metilmercúrio, os valores variaram entre os não detectáveis (< 0.1 ng/g) e 87 ng/g na Cala do Norte e 0.54 ng/g na Ponta da Erva. Nos dois locais, apesar da diferença de concentrações, o HgT e MeHg mostraram-se encontrar-se em equilíbrio entre a fracção sólida e águas intersticiais. Os fluxos difusivos foram calculados na interface sedimento/água de modo a estimar a mobilidade das espécies de Hg e avaliar se existem trocas entre o sedimento e a coluna de água, considerando a toxicidade do MeHg. O fluxo estimado na Cala do Norte foi de 0.30 ng/m2d para o MeHg e 0.50 ng/m2d para HgR. Na Ponta da Erva, o fluxo de MeHg foi inferior ao calculado para a Cala do Norte, 0.19 ng/m2d, enquanto para o HgR foi maior, 1.13 ng/m2d. Estes fluxos evidenciam o transporte difusivo de Hg das águas intersticiais para a coluna de água em ambos os locais, reflectindo a importância das características do sedimento que potenciam os processos de metilação do Hg.

Mercury is currently considered one of the most harmful metals to the environment. This study focuses on factors that influence mercury distribution and its bioavailability in estuarine environments. Given the history of contamination in the Tagus estuary, sediment cores were collected and pore waters were separated from two sites: one heavily contaminated, Cala do Norte, and a non-contaminated, Ponta da Erva. In the laboratory, the levels of total mercury (Hg) and methylmercury (MeHg) in solid sediments and dissolved Hg (HgR and HgT) and MeHg in the pore waters were analyzed. Obtained Hg data were then compared to other parameters, namely the pH, Eh, dissolved O2, water content, as well the concentrations of LOI, Al, Si, Fe, Mn, Corg, DOC, Cl-, SO4 2- and HS-. In Cala do Norte, total mercury concentrations in sediments ranged between 1 and 18 μg/g while in Ponta da Erva, lower values were determined, ranging between 0.4 and 0.5 μg/g. Concentrations of methylmercury ranged between detection limit (< 0.1 ng/g) up to 87 ng/g in Cala do Norte and up to 0.54 ng/g in Ponta da Erva. In both places, despite the differences in concentrations, HgT and MeHg were in equilibrium between the pore waters and the solid fractions. The diffusive fluxes were calculated across the sediment/water interface in order to estimate the mobility of Hg species and assess whether there are exchanges between the sediment and water column, considering the MeHg toxicity. The estimated flux in Cala do Norte was 0.30 ng/m2d for MeHg and 0.50 ng/m2d for HgR. Conversely, in Ponta da Erva MeHg flux was lower than in Cala do Norte, 0.19 ng/m2d, while for HgR was higher, 1.13 ng/m2d. These fluxes evidence the diffusive transport of Hg from the pore waters to the overlying water in both sites reflecting the importance of sediment characteristics that enhance the Hg methylation processes.
description: Mestrado em Ciências do Mar e das Zonas Costeiras
URI: http://hdl.handle.net/10773/4278
appears in collectionsDAO - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado
PT Mar - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
dissertação.pdf2.03 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2