DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Educação para a tolerância no 1º ciclo: agentes e instrumentos
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3832

title: Educação para a tolerância no 1º ciclo: agentes e instrumentos
authors: Horta, Sónia Batista e
advisors: Rodrigues, Manuel Ferreira
keywords: Educação intercultural
Ensino básico 1º ciclo
Ensino de valores
Práticas educativas
Desenvolvimento das crianças
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O debate em torno da questão da tolerância pôs-se, desde sempre, dos mais diversos modos e nos mais variados domínios em que se exerce a actividade humana. As formas de coexistência nunca foram tão largamente debatidas como nos dias actuais porque o encontro diário e a proximidade com a diferença nunca terá sido tão amplamente sentida. Valor imprescindível para o desenvolvimento das relações entre os homens, a tolerância revela-se ainda mais complexa, à medida que se cruzam as sociedades actuais, cada vez mais globais. Procurando situar o conceito de tolerância e a sua relevância no mundo actual, pretendemos estudar os mecanismos de construção de uma cultura de tolerância entre crianças do 1.º ciclo do Ensino Básico, dos 8 aos 10 anos, em situações concretas de convivência na escola. Partimos da verificação de que é recorrente uma cultura de violência no convívio entre alunos, manifestada de múltiplas formas, nomeadamente pela retaliação através da linguagem, da violência física, atitudes perante os mais fracos ou pelos que têm comportamentos diferentes. Importa, pois, conhecer as origens desses fenómenos e compreender as dificuldades de interiorização individual e grupal de uma cultura de respeito pelos outros, de responsabilidade social, sem, todavia, querer escamotear a violência que cada aluno transporta em si mesmo, ou ignorar os mecanismos de funcionamento dos grupos.

The discussion around the question of the tolerance focused, since always, in several ways and in the most varied dominions in which the human activity is practised. The forms of coexistence were never debated so widely as in the current days, mainly because the daily meeting and the proximity with the difference will never have been so widely felt. As an essential value for the development of the relations between men, the tolerance turns out to be more complex, as more and more global societies get across. Trying to situate the concept of tolerance and his relevance in the current world, we intend to study the mechanisms for a positive tolerance education between basic education first graders, from 8 to 10 years old, in real circumstances of daily school interactions. We will start by making sure that exists a violence culture that is recurrent in the students daily relationships, it is clear that this violence manifests in several different forms, by oral language, retaliation, physical violence, attitudes before those who are weaker or even by those who possess different behaviors. However, it is important to understand the origins of these phenomena and to know the individual and grupal difficulty of self awareness by a respect culture for others, a social responsibility without conjuring the violence that each student carries within themselves even by ignoring the group functioning mechanisms.
description: Mestrado em Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10773/3832
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
Tese Final PDF.pdf1.79 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2