DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 O primeiro ensino clínico no percurso formativo do estudante de enfermagem
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3824

title: O primeiro ensino clínico no percurso formativo do estudante de enfermagem
authors: Fernandes, Maria Isabel Domingues
advisors: Costa, Nilza Maria Vilhena Nunes da
Abreu, Wilson Jorge Correia Pinto
keywords: Ensino da enfermagem
Supervisão
Alunos do superior - Portugal
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A formação do estudante de enfermagem em ensino clínico reveste-se de uma importância singular pelo contacto e vivência de situações em contexto, por lhe proporcionar a aquisição, o desenvolvimento e a consolidação de conhecimentos e competências em vários domínios, assim como de socialização com a profissão. O primeiro ensino clínico pelas actividades em contexto com os profissionais de saúde e os utentes é um período de transição particularmente marcante em termos formativos. Nele frequentemente acontece a ruptura nas suas concepções de formação e de aprendizagem, tornando-se num momento de confronto com uma formação que prepara para a incerteza e imprevisibilidade. Nesta investigação pretendemos compreender o que acontece neste período de aprendizagem, partindo da seguinte questão central de investigação: Que significado tem o primeiro ensino clínico no percurso formativo do estudante de enfermagem? O estudo desta questão exigiu o recurso a uma metodologia de natureza qualitativa baseada na estratégia estudo de caso na sua vertente multicasos. Seleccionámos três casos de estudo respectivamente do 1º, do 2º e 3º anos do Curso de Licenciatura em Enfermagem de três planos de estudos de Escolas Superiores de Enfermagem. O caso é constituído por um grupo de estudantes no primeiro ensino clínico hospitalar, enfermeiros e docentes que os orientam. Desenvolvemos uma etnometodologia em que privilegiámos a observação no terreno com participação directa do investigador, recolha documental, entrevistas etnográficas e semi-estruturadas aos vários intervenientes. A análise da informação reunida processou-se pela análise de conteúdo dos dados obtidos num percurso recursivo entre as várias fontes com apoio do programa informático Nvivo 7. Concluímos que o primeiro ensino clínico: é um período de formação estruturante, com forte impacto pela transição que se opera na postura do estudante perante a aprendizagem, pelas propriedades (trans)formativas que as vivências em contexto encerram, independentemente do ano do Curso em que este acontece; a preparação prévia dos estudantes modeliza os domínios da aprendizagem e a profundidade em que ocorre; aprendem de um modo fragmentado sem conseguirem integrar os vários domínios do conhecimento na acção; os estudantes do 1º ano dão mais significado à destreza e rapidez na realização de intervenções prescritas e à aplicação dos princípios teóricos aprendidos; a orientação dos enfermeiros, tutores e docentes é fundamental na mobilização, para a acção, dos conhecimentos teóricos ou na sua aquisição; a vivência das situações em contexto e o ambiente relacional estão entre os factores mais influentes; a prática orientada com atenção individualizada, questionamento, análise e reflexão em díade supervisor-aluno, são fundamentais no desenvolvimento do pensamento crítico; ser supervisor deve ser assumido pelo docente e pelo enfermeiro ou tutor como um trabalho de articulação e proximidade com e no contexto onde o ensino clínico decorre; a resposta adequada às funções específicas de supervisão exige participação activa de equipas de enfermagem mais preparadas e hierarquicamente apoiadas; o docente pelo conhecimento dos estudantes, dos fins e objectivos da formação, pelos desafios e exigência que coloca tem um papel insubstituível. No percurso da investigação novas questões emergiram nomeadamente no que se prende com: os modelos de articulação entre instituições de saúde e escolares; com a formação dos supervisores e; o papel dos pares no início da aprendizagem dos estudantes em contexto clínico.

The nursing student clinical education has been a central focus of study due to the fact that it implies the contact and experience in real situations, providing the acquisition, development and consolidation of knowledge and skills in several domains, as well as the socialization with the nursing profession. Research shows that the initial clinical experience, in contact with real patients, professionals and health/illness situations, is one of the most anxiety-producing aspects of the student’s clinical experience. Furthermore, the studies show also that it’s a crucial period in the students’ transition to the professional life. During that period, they develop meaningful learning experiences, link theory and practices, understand the focus of nursing and build their own professional identity. A qualitative and multi case study was conducted to explore the lived experience of nursing students' first clinical experience. The start question of this research is as follows: What does the clinical experience mean for the nursing students, in their process of learning? Three cases were selected, from the 1st, 2nd and 3rd years in the Curso de Licenciatura em Enfermagem (Bachelor Degree in Nursing). Participants belong to three schools with different curricular plans. In each case participants were a group of students in the first hospital clinical experience, nurses and teachers who supervise them. In matter of data collection, we used participant observation, documental collection, and semi-structured interviews. The content analysis of data was realized with the support of Nvivo 7. At the end of the study, we concluded that the first clinical teaching, as a period of the student’s education, has a strong impact on the learning process. The lived experiences and the meaningful learning shape the students’ attitudes towards the educational process during all the course. We conclude also that there was a significant relation between the previous information and the domains chosen as focus during the clinical experience. In all the years, because the weak preparation they have about the clinical world, students showed several difficulties to understand some clinical situations and “make bridges” between theory and practice, knowledge and action and between dimensions in nursing domain. As a consequence of the educational strategies, students in the first year gave priority to dexterity and quickness, as well to prescribed interventions. They felt more comfortable to transfer to practice the theoretical knowledge learned in classroom, even to be transform knowledge and skills in action. This is why the clinical experiences and the support of mentors can be relevant to learning. Through reflection in learning and on learning, the mentors can support students to transform mechanic on meaningful learning. This process can be facilitated by the proximity and individualized relation between the mentor and the student. This way, mentors have an important role in the educational process, even teachers of the school continue to be relevant in the educational process, making bridges between the school and the health organizations or between the theoretical and the clinical worlds. This is way the local teams and also the schools need to cooperate in the mentor’s preparation and education. Even the relevance of mentor in the clinical learning, namely as a role model, nurses from the team and mentors recognized that clinical teachers can’t be replaced by mentors – they have their own responsibilities, knowledge and experience that are required to the success of the clinical education. At the end of this research new questions arose, namely the partnership between schools and health organizations, the preparation of mentors and the role of peers in the beginning of the students’ learning process at the clinical context.
description: Doutoramento em Didáctica
URI: http://hdl.handle.net/10773/3824
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
4453.pdf3.24 MBAdobe PDFview/open
Anexos_4453.pdf826.26 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2