DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial > DEGEI - Dissertações de mestrado >
 Aspectos da literacia financeira dos portugueses: um estudo empírico
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3736

title: Aspectos da literacia financeira dos portugueses: um estudo empírico
authors: Henriques, Sandra Cristina Martins
advisors: Fonseca, Raquel Matias da
Carneiro, Maria João Aibéo
keywords: Rendimentos
Gestão financeira
Literacia financeira
issue date: 22-Jul-2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: As decisões financeiras representam muitas das decisões tomadas ao longo da vida, sendo muitas as implicações negativas que podem advir de uma má escolha neste domínio. A educação financeira tem uma importância cada vez maior na sociedade, permitindo dotar os indivíduos de conhecimentos que lhes possibilitem evitar envolver-se em situações de sobre-endividamento, operações fraudulentas ou burlas. Este tipo de educação pode também aumentar as oportunidades económicas, ajudar a superar a relutância ou incapacidade de tirar pleno proveito dos avanços tecnológicos e da inovação dos produtos. Apesar da importância que a literacia financeira assume, os estudos existentes nesta área são escassos e, frequentemente, focalizados em temáticas muito específicas. O presente trabalho pretende contribuir para perceber qual o nível de literacia financeira da população portuguesa, traçando um perfil desta população no que se refere ao conhecimento de termos financeiros, procurando também averiguar se existem factores sócio-demograficos que influenciam este tipo de conhecimento. O estudo empírico realizado no âmbito deste trabalho revela que variáveis como a idade, sexo, estado civil, habilitações literárias, situação profissional, área de formação e rendimento têm uma influência marcante no nível de literacia. Numa análise global da população portuguesa, os resultados obtidos mostram um cenário não muito favorável e preocupante no que respeita aos níveis de literacia financeira.

Financial decisions represent many of the decisions made throughout life, and there are many negative implications that may arise from a bad choice in this area. Financial education has an increasingly important role in society, allowing individuals to acquire knowledge to enable them to avoid becoming involved in situations of over-indebtedness, fraudulent transactions or scams. This type of education can also increase economic opportunities, help overcome the reluctance or inability to take full advantage of technological advances and product innovation. Despite the importance that financial literacy assumes, the studies in this area are scarce and often focused on very specific topics. This work aims to understand the level of financial literacy of the Portuguese population, by establishing a profile of this population with regard to knowledge of financial terms, also seeking to establish whether there are sociodemographic factors that influence this type of knowledge. The empirical study in this work shows that variables such as age, sex, marital status, educational attainment, employment status, area of education and income have a strong influence on the level of literacy. In general terms, the results have shown a not very friendly scenario with respect to levels of financial literacy of the Portuguese population.
description: Mestrado em Contabilidade e Auditoria
URI: http://hdl.handle.net/10773/3736
appears in collectionsDEGEI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
Tese Final.pdf9.42 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2