DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Teses de doutoramento >
 Trabalho colaborativo docente na gestão do currículo do ensino básico: do discurso às práticas
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3718

title: Trabalho colaborativo docente na gestão do currículo do ensino básico: do discurso às práticas
authors: Abelha, Marta Cristina Lopes
advisors: Costa, Nilza
Roldão, Maria do Céu
keywords: Administração do ensino
Desenvolvimento dos currículos
Cooperação em educação
Avaliação da educação
Ensino básico 2º ciclo: Aveiro
Ensino básico 3º ciclo: Aveiro
issue date: 2011
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: A diversidade, complexidade e imprevisibilidade que caracterizam a sociedade actual exigem da Escola uma articulação eficaz entre as aprendizagens e a realidade sociocultural dos alunos, de modo a promover a formação de cidadãos instruídos, competentes, críticos e aptos para aprender a aprender ao longo da vida. Neste sentido, é crucial contextualizar e gerir o currículo, adequando-o à multiplicidade e idiossincrasias dos alunos e seus contextos, assegurando-lhes aprendizagens funcionais e de qualidade. A implementação do processo de Reorganização Curricular do Ensino Básico, consubstanciado através da promulgação do Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro, ambiciona(va) melhorar a eficácia de resposta da escola ao seu mandato social, atribuindo a esta a centralidade na reconceptualização do currículo nacional em função dos contextos com que trabalha. Para tal, a auto-implicação, a negociação e a colaboração são pressupostos indispensáveis a um processo de gestão curricular centrado na escola e operacionalizado no contexto das suas diferentes estruturas. Nesta perspectiva, estruturas de gestão curricular intermédia como o conselho de turma e o departamento curricular, assumem particular ênfase na promoção e desenvolvimento de práticas de colaboração docente fulcrais a processos de gestão curricular. Assim, analisar e aprofundar conhecimento sobre condições facilitadoras, bem como factores de dificultação, do desenvolvimento de práticas de colaboração docente no contexto das referidas estruturas, identificadas na sequência da implementação da orientação de política curricular traduzida no referido decreto-lei constituiu o principal objectivo subjacente a este estudo. Procurou-se relacionar esta análise com dimensões de cultura profissional e organizacional, que a literatura e a investigação revistas documentam como factores relevantes na transformação de práticas curriculares. O presente estudo decorreu em dois momentos: o primeiro, no ano lectivo de 2006/2007, assumiu uma natureza predominantemente quantitativa, privilegiando-se como técnica de recolha de dados o inquérito por questionário aplicado 2718 professores que se encontravam a leccionar Ciências da Natureza, Ciências Naturais ou Ciências Físico-Químicas na rede de escolas públicas com 2º e 3º Ciclos da Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) e do Centro de Área Educativa (CAE) de Aveiro, o qual foi complementado com a realização de uma entrevista semi-estruturada a seis professores de Ciências Físicas e Naturais; o segundo momento, realizado no ano lectivo de 2007/2008, adoptou uma metodologia de investigação, essencialmente, qualitativa – estudo de caso – desenvolvido numa escola básica com 2º e 3º ciclos com doze professores pertencentes a um conselho de turma e com oito professores de Ciências Físicas e Naturais afectos ao departamento curricular de Matemática e Ciências Experimentais. Este momento caracterizou-se pela: i) realização de dois percursos formativos, um com professores do conselho de turma e outro com os professores de Ciências Físicas e Naturais; ii) observação de reuniões de trabalho em contexto das estruturas supramencionadas; iii) planificação, implementação e avaliação de uma aula em regime de co-docência, abordando uma temática na perspectiva Ciência, Tecnologia e Sociedade e iv) realização de entrevistas a todos os professores participantes, aos Presidentes do Conselho Executivo e do Conselho Pedagógico e à Coordenadora do Departamento Curricular de Matemática e Ciências Experimentais. O sistema de análise de dados utilizado visou a compreensão das dinâmicas de trabalho docente desenvolvidas no processo de gestão curricular no contexto das estruturas de gestão intermédia em análise. Neste sentido, privilegiaram-se a análise estatística e de conteúdo como técnicas de tratamento dos dados. Os resultados deste estudo apontam para a prevalência de uma cultura docente fortemente individualizada, balcanizada e burocratizada, facto que restringe o desenvolvimento de práticas de gestão curricular e de dinâmicas de trabalho docente sustentadas e adequadas ao contexto e necessidades específicas dos alunos. Sugerem, igualmente, que o desenvolvimento de práticas de colaboração docente não é consequência directa da decisão espontânea e voluntarismo dos professores ou de uma imposição externa não assumida pelos mesmos, mas sim de uma convergência de factores de responsabilização, reconhecimento da utilidade e eficácia da colaboração, e incentivo organizacional que se revelaram pouco significativos no estudo em causa. Por outro lado, indiciam que uma efectiva colaboração docente implica transformações no plano das culturas, que não decorrem dos normativos, e é potenciada por processos de negociação, onde os diferentes actores educativos partilham responsabilidades e uma autonomia cimentada numa visão colectiva e integradora do projecto educativo e curricular da escola. No sentido de contribuir para a consolidação do conhecimento no domínio em estudo, consideramos necessária a realização de outras investigações centradas no mesmo objecto de estudo, mas desenvolvidas em outros contextos escolares.

The diversity, complexity and unpredictability that characterize present societies require, from the schools, an effective link between learning and the socio-cultural reality of the pupils, in order to promote the development of educated, competent and critical citizens able for lifelong learning. In this sense, it is crucial to contextualize and manage the curriculum, to adapt it to the multiplicity and idiosyncrasies of the pupils and their contexts, assuring the quality and usefulness of what they learn. The implementation of the Curricular Reorganization of Basic Education in Portugal, established by the Law No. 6 / 2001, 18th of January, aimed at improving the effectiveness of the schools' responses to their social mandate, giving them and the teachers a greater role, than before in the reconceptualization of the national curriculum according to the contexts in which each school works. For this purpose the self-involvement, the negotiation and the cooperation among teachers are indispensable requirements for a curricular management process focused on the school and worked out within the context of its different management structures. From this perspective, intermediate curriculum management structures, such as the "class council" and the "curricular department", are expected to assume particular influence and offer evidences on the promotion and development of collaborative practices in teaching that are critical to the curriculum management processes. Thus, the main goal of this research was to study and to deepen knowledge about facilitating conditions and constrains concerning the development of collaborative teaching practices in the context of those intermediate structures, following the implementation of the curricular policy's orientation reflected in the above mentioned Law. The analysis carried out was related with professional and organizational cultural dimensions that the literature reviewed identify as relevant factors in the transformation of curricular practices. This study was conducted in two phases. The first, during 2006/2007 school year, assumed a predominant quantitative approach, in which questionnaire was the main data collection instrument used. The questionnaire was applied to 2718 Natural Science teachers and Physics and Chemistry teachers that were working in the public schools network with the 2nd and 3rd cycles of Basic Educationsof the “North Education Regional Directorate” and the “Educational Area Centre” of Aveiro. The questionnaire was complemented with the application of a semi -structured interview with six Physical and Natural Science teachers. The second phase, held during the 2007/2008 school year, adopted a primarily qualitative research methodology, - a case study. The case study was developed in a basic education school with 2nd and 3rd cycles with twelve teachers belonging to a class council and eight Physical and Natural Science teachers belonging to the curriculum department of Mathematics and Experimental Sciences. This phase included: i) the follow up of two formative processes, one with teachers belonging the class council and the other with Physical and Natural Science teachers of the curriculum department, ii) the observation of work meetings in the context of the above mentioned structures, iii) the planning, implementation and evaluation of a lesson in a peer-teaching context, using the Science, Technology and Society approach and iv) the conduction of interviews with all the participating teachers and with the Directors of the, Executive Council, the Pedagogical Council and the Mathematics and Experimental Sciences Curriculum Department. In this phase we aimed at understanding the teaching dynamics developed in the process of curricular management in the context of the intermediate management structures. The data collected was analysed using Statistics and content analysis. The results of the study indicate the prevalence of a highly individualized teaching culture, balkanized and bureaucratic, which restricts the development of collaborative management practices and the adequacy of sustained teaching practices, appropriated to the context and to the specific pupils’ needs. The results also suggest that the development of teaching collaborative practices is neither a direct result of voluntarism and spontaneous decision of the teachers or external imposition, but it is rather a convergence of different factors such as responsibility, recognition of the usefulness and effectiveness of collaboration and organizational incentives that were rarely evident in this study. On the other hand, the results suggest that an effective teaching collaboration involves culture transformations, which are independent of laws and other prescriptions, and it is rather enhanced by negotiation processes, where different education stakeholders share responsibility and autonomy taking place in a collective and integrated perspective of the school curricular educative project. In order to contribute to the consolidation of knowledge in the domain of our study, we consider necessary to conduct other researches focused on the same object, but developed in other school contexts.
description: Doutoramento em Didáctica
URI: http://hdl.handle.net/10773/3718
appears in collectionsUA - Teses de doutoramento
DE - Teses de doutoramento

files in this item

file description sizeformat
240578.pdf10.02 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2