DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Educação > DE - Dissertações de mestrado >
 Interacções em comunidades de prática online sobre a avaliação: um estudo de caso envolvendo professores de ciências
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3542

title: Interacções em comunidades de prática online sobre a avaliação: um estudo de caso envolvendo professores de ciências
authors: Rosa, Carla Sofia Fernandes
advisors: Loureiro, Maria João
Marques, Luís
keywords: Ensino das ciências
Avaliação dos alunos
Formação de professores
Desenvolvimento profissional
Cooperação em educação
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Uma das linhas de investigação em Educação em Ciência visa a avaliação. Encarada como uma componente fundamental da prática pedagógica, a avaliação tem sido, igualmente, considerada o aspecto mais problemático nas alterações que se desejam na prática docente. A mudança das práticas de avaliação só é possível se: 1º) houver um investimento real na formação inicial e contínua dos professores, 2º) existir um incremento do trabalho em equipa, de preferência em equipas que integrem investigadores e professores, e desenvolvido de uma forma reflexiva e 3º) existir vontade de inovar e fazer melhor por parte dos professores. O projecto IPEC, “Investigação e Práticas lectivas em Educação em Ciência: dinâmicas de interacção”, visou a aproximação entre as práticas de investigação e as práticas lectivas. O projecto envolveu professores de ciências e investigadores em Educação em Ciência e a constituição de comunidades de prática (CoP) online, com a finalidade de potenciar o desenvolvimento profissional de todos os participantes. É neste contexto que se insere o estudo realizado. As questões de investigação do mesmo dizem respeito às implicações decorrentes do envolvimento de elementos do projecto IPEC, numa das CoP criadas, ao nível da mobilização de competências profissionais inerentes às práticas de avaliação, tendo-se procurado também identificar factores que promovem/dificultam a mobilização das competências em causa. O trabalho seguiu uma metodologia predominantemente qualitativa, descritiva, exploratória e do tipo de estudo de caso único, sendo o caso um grupo de professores e investigadores do referido projecto, que designamos de CoP2. Como técnicas de recolha de dados privilegiaram-se a observação directa não participante, mediada pela plataforma Blackboard Academic Suite e a recolha de documentos. Ao nível das técnicas de análise de dados optou-se pela análise de conteúdo e análise documental interna. Os resultados mostraram ocorrências da mobilização das competências em estudo, sobretudo nas fases de planificação e de balanço do processo de avaliação das aprendizagens. Na fase de planificação verificou-se a valorização do desenvolvimento de instrumentos de avaliação e a definição dos critérios e dos indicadores de avaliação das aprendizagens. Quanto à fase de balanço, a reflexão centrou-se, essencialmente, nas dificuldades inerentes às várias fases do processo de avaliação. No decurso do trabalho desenvolvido, os membros da CoP2: a) sentiram dificuldades em definir o objecto de avaliação, bem como em explicitar os momentos e formas de avaliação; b) não mobilizaram várias competências necessárias à operacionalização do processo de avaliação; c) não debateram as questões relativas à dimensão ética da avaliação. O estudo revelou vantagens no envolvimento em CoP online, nomeadamente ao nível da partilha de leituras, da co-construção de instrumentos de avaliação e sua validação, na construção e integração de novos conhecimentos noutros já existentes e no desenvolvimento da discussão/reflexão entre professores e investigadores.

One of the research paths of Science Education focuses on the assessment. Assessment is seen as a fundamental component of teaching. Likewise, it has been considered one of the most problematic issue regarding the desired changes in the teachers practices. Change in assessment practice needs: firstly an important investment in teacher education, both in initial training and in-service training; secondly, an increase in reflexive team work, preferably involving teachers and researchers; thirdly, teachers’ availability to innovate and to improve their teaching practices. The IPEC project, under the title “Research and Teaching in Science Education: dynamics of interaction”, aimed at reducing the gap between educational research and teaching practices. Both science teachers and researchers in Science Education participated in this project, constituting online communities of practice (designated as CoP), whose main aim was to allow for the professional growth and development of all the participants. The present study was carried out within the frame of this project. The research questions of the study regard the implications resulting from the involvement of teachers and researchers in an online community of practice at the level of the mobilization of professional competences inherent to the assessment. Also, there was an attempt to identify the factors that either promote or impair the mobilization of those competences. The research methodology followed is predominantly qualitative, descriptive, and exploratory. A single case study was carried out, analysing the assessment competencies mobilised by a group of teachers and researchers of the above mentioned, project which has been called CoP2. The main methods used for data gathering were direct and non-participative observation, mediated by the Blackboard Academic Suite platform, and document collection. Data was analyses using content analysis and internal document analysis. The results showed occurrences of mobilization of the professional skills under scrutiny, especially at the planning and evaluation stages of the assessment of learning process. At the planning stage, the development of assessment tools and the definition of assessment criteria and indicators were valued. As for the evaluation stage, the reflexion was mostly centred on the difficulties felt over the many steps of the assessment process. From the work developed by the CoP2, the participants: a) found difficulties to define the assessment object, as well as to identify the moments and techniques of the assessment; b) didn’t mobilize several skills necessary to fulfil the assessment process; c) didn’t debate the issues regarding the ethics of the assessment process. The study showed advantages of the involvement in a CoP, mainly because it allowed for the sharing of reading materials, the co-elaboration and validation of assessment tools, the assembly and integration of new information into pre-existing knowledge and the development of discussions and reflexion among teachers and researchers.
description: Mestrado em Ensino de Geologia e Biologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/3542
appears in collectionsDE - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
4220.pdf3.57 MBAdobe PDFview/open
anexos.pdf17.01 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2