DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 A evolução das negociações chinesas durante o período da reforma
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3403

title: A evolução das negociações chinesas durante o período da reforma
authors: Nunes, Susana Raquel Cunha
advisors: António, Nelson José dos Santos
keywords: Estudos chineses
Negociação
Cultura de empresa
Reforma económica
Mercado internacional
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente trabalho propõe-se sugerir hipóteses sobre a evolução das negociações comerciais chinesas com o exterior durante o período de reforma e abertura. Na base da negociação chinesa encontra-se uma cultura empresarial que deriva de um contexto macroambiental e cultural muito particular, o qual vem sofrendo alterações desde 1978, mais acentuadas a partir do final do século XX, com as novas gerações de líderes políticos e gestores, a adesão à Organização Mundial do Comércio (OMC) e a globalização das empresas chinesas. Os estudos empíricos sobre a negociação chinesa englobam o período desde 1978 até meados dos anos 90 do século XX, pelo que não reflectem as mudanças produzidas durante a última década nas componentes macroambiental e cultural da cultura empresarial chinesa. Com base naqueles estudos, começamos por traçar um retrato da negociação chinesa, justificando os comportamentos e processos observados com as condições macroambientais e culturais da época. De seguida, partindo da evolução do contexto macroambiental e cultural chinês, em particular na última década, deduzimos novos comportamentos e processos na negociação comercial chinesa com o exterior no século XXI. ABSTRACT: This study intends to build hypotheses about the evolution of the Chinese commercial negotiations with the world during the reform and open door period. Beyond the Chinese negotiation lies a business culture that derives from a peculiar environmental and cultural context, which has gone through a change process since 1978, and especially from the end of the 20th century onward, with the rise of new generations of political leaders and managers, the accession to the World Trade Organization (WTO) and the globalization of Chinese firms. The empirical data on Chinese negotiation were collected during the period going from 1978 to the mid 1990’s, thus meaning they do not reflect the changes of the last decade on the environmental and cultural components of the Chinese business culture. Based on that data, we first characterize the Chinese negotiation, justifying the observed behaviours and processes with the environmental and cultural conditions of the time. Next, based on the changes produced on these conditions during the past decade, we deduct new behaviours and processes of the Chinese commercial negotiation with the world in the 21st century.
description: Mestrado em Estudos Chineses
URI: http://hdl.handle.net/10773/3403
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2009001099.pdf4 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2