DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 Impacto dos centros interactivos de ciência segundo o género do visitante
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3332

title: Impacto dos centros interactivos de ciência segundo o género do visitante
authors: Martinho, Mariana Matias
advisors: Gil, Víctor Manuel Simões
keywords: Divulgação científica
Museus de ciência
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O presente trabalho teve como principal objectivo o estudo do impacto doscentros interactivos de ciência segundo o género, masculino ou feminino, do visitante. Para se alcançar este propósito, focaram-se as visitas de alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico ao Exploratório Infante D Henrique, em Coimbra, noano lectivo 2005/2006. Os instrumentos de recolha de dados construídos foram grelhas de observação, mini-entrevistas e questionários. Tentou-se que a amostra fosse equilibrada em termos de representação de cada género.Observaram-se e entrevistaram-se 59 visitantes do género feminino e 57 dogénero masculino; construíram-se questionários, que foram preenchidos por 364 visitantes do género feminino e 297 do género masculino. Os principais resultados indicaram que os visitantes do género masculinorevelam um maior interesse e entusiasmo durante as visitas, são maisempenhados em manipular os módulos, aparentam estar mais atentos,respondem e colocam mais questões e voluntarizam-se mais vezes para experimentar os módulos. Contudo, esta diferença vai-se esbatendo com o decorrer da visita e as meninas, apesar de responderem menos vezes às questões colocadas, quando respondem fazem-no mais vezes correctamente do que os rapazes. No que respeita às visitas livres, as raparigas saltitam mais entre módulos,mas lêem mais vezes as instruções do que os rapazes. Por sua vez, osrapazes insistem mais em tentar perceber algo que não compreenderam deimediato. Ao longo de toda a visita, as raparigas convidam mais outras pessoas ainteragir, trocam mais vezes ideias sobre os módulos que estão a explorar. No que respeita ao preenchimento dos questionários, os rapazes deixam mais espaços destinados à resposta em branco. Enquanto as meninas descrevemmais frequentementeos módulos, os rapazes têm mais tendência para explicaro seu funcionamento. Esta investigação reitera a complexidade das aprendizagens decorrentes das visitas a centros interactivos de ciência e evidencia que um conhecimento maisaprofundado do impacto a longo prazo destas visitas implicarianecessariamente a realização de mais estudos. ABSTRACT: The focus of his study was to identify the different impact of science centersaccording to the gender of the visitant. In order to achieve this purpose, we focused on junior high school visitors (aged between 12 and 15), to the science center Exploratório Infante D Henrique, in Coimbra, during the academic year 2005/2006. The assessment tools developed to structure the data collectedwere observation grids, a mini-interview guide and questionnaires. Thesample was constituted taking into consideration the balance between genders. 59 female visitants and 57 male visitants were observed and interwied and 364 female visitants and 297 male visitants completed the questionnaires. The main results of this study indicated that male visitants reveal a wider interest and enthusiasm during the visits,are more likely to manipulate the exhibits, appear to be more attentive, ask more and answer more questionsand are more likely to volunteer during the demonstrations of the exhibits. It was also verified that these differences become smaller throughout the visit. Although girls answerless questions, when they do it, they answer correctlymore frequently than boys. Regarding unguided visits, girls change more beween exhibits andthey read the instructions more often than their male colleagues. On the other hand, boys try harder when they don’t understand an exhibit. Another important finding was that, during the visit period, girls have invited more often other people to interact with them and establish more conversations about the exhibits than boys. The questionnaires received showed that boys leave more unanswered questions than girls. The female visitantstend to describe modules, while boys explain the way they work. We believe that this study has demonstrated that learning from science centersis indeed a complex phenomenon and a better understanding of the long-term impact of these visits would require further research.
description: Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência
URI: http://hdl.handle.net/10773/3332
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2007000734.pdf3.63 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2