DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território > CSPT - Dissertações de mestrado >
 O ensino das ciências e a ligação escola-comunidade
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3329

title: O ensino das ciências e a ligação escola-comunidade
authors: Fonseca, João Paulo Lemos da
advisors: Jesus, Júlio Domingos Pedrosa da Luz de
keywords: Relações escola-comunidade
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O mundo é hoje mais complexo e imprevisível do que era há poucos anos. Profundas transformações alteram, dia após dia, o cenário em que a escola desenvolve a sua missão. As oportunidades de auto-aprendizagem multiplicaram-se. A influência dos fenómenos de globalização sobre as diversas culturas reforçou a importância do conhecimento local. O impacto do desenvolvimento humano sobre o planeta tornou indispensável a promoção de estilos de vida ambientalmente sustentáveis. À escola compete reflectir continuamente sobre a relevância do seu papel na resposta a estes desafios. Uma participação mais activa na resolução de problemas do mundo real poderá servir para demonstrar aos alunos a importância do seu papel e do lugar que deve ter nas suas vidas e, ao mesmo tempo, contribuir para a revalorização e reconhecimento dos seus professores. Partindo desta ideia, apresenta-se o ensino das ciências como um contexto a explorar para estabelecer uma ligação mais próxima entre a escola e as comunidades a que pertence, orientando-o para a resolução dos problemas do mundo real. Admite-se que essa ligação possa também ajudar a responder a algumas das principais dificuldades identificadas nas aulas de ciências. A questão essencial é saber se existe na escola a capacidade necessária para intervir nesse tipo de problemas e, para além disso, se existe entre os diversos actores, especialmente entre os professores de ciências, a capacidade, a confiança e motivação para aceitar tal compromisso. Para tentar responder a esta questão, realizou-se um estudo exploratório envolvendo os professores de ciências de uma escola, recorrendo a uma metodologia qualitativa. Os resultados obtidos revelam que a participação directa da escola na resolução dos problemas das comunidades a que pertence, não corresponde a uma das prioridades da sua missão, tal como os professores a percepcionam. Não obstante, reconhecerem várias dificuldades e limitações que teriam na resolução desses problemas, admitem que autonomamente ou com a colaboração de outras instituições pudessem reunir as condições necessárias para o fazer. Contudo, as suas principais preocupações como professores não se centram nessa participação, revelando antes outras prioridades, algumas das quais o estudo permitiu identificar. ABSTRACT: Today’s world is more complex and unpredictable from what it was a few years ago. Deep changes transform, day by day, the scenery in which the school carries out its mission. The self-learning opportunities have multiplied. The influence of the phenomena associated to globalization over the different cultures strengthened the importance of the local knowledge. The impact of human development over the planet made the promotion of environmental sustainable life-styles indispensable. School should continuously consider the relevance of its role taking into account these challenges. A more active participation in the solving of the realworld problems may be used to show students the importance of its role in their lives and, at the same time, contribute to the recognition of its teachers. Given this idea, teaching of sciences is presented as a context to be explored for a closer connection between school and the communities to which it belongs, orienting it towards the resolution of real-world problems. In this work it is admitted that by re-enforcing that connection one can also overcome some of the main difficulties identified in science classes. The essential question is knowing whether the necessary capability to intervene in the resolution of those kind of problems exists in school, and, beyond that, if among the different actors, especially among the science teachers, there is the confidence and motivation to accept that compromise. In the attempt to answer this question, an exploratory study was conducted involving science teachers of a school, using a qualitative methodology. The results achieved reveal that the direct participation of the school in the resolution of the real-world problems of the communities to which it belongs, does not correspond to one of its main priorities in its mission, as it is comprehended by the teachers. Although they recognize the existence of several difficulties and limitations in solving those problems, they admit that individually or with the collaboration of other institutions they could have the necessary conditions to do it. However, their main concerns as teachers do not focus on that participation, revealing instead other priorities, some of which the study identified.
description: Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência
URI: http://hdl.handle.net/10773/3329
appears in collectionsCSPT - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2007000718.pdf709.9 kBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2