DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Secção Autónoma de Ciências da Saúde > CS - Dissertações de mestrado >
 Perfis do serviço de apoio domiciliário em Portugal : organização de recursos e serviços
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3268

title: Perfis do serviço de apoio domiciliário em Portugal : organização de recursos e serviços
authors: Cunha, Maria Celerina de Sousa Dias da
advisors: Martín, José Ignacio
keywords: Gerontologia
Geriatria
Acção social
Cuidados de saúde
Serviços domiciliários
issue date: 2007
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) é a pedra angular dos serviços sociais comunitários, direccionados para pessoas idosas com algum grau de dependência. O maior interesse do presente estudo está no enfoque colocado na instituição promotora do cuidado e não nos utentes. O objectivo do trabalho foi a identificação da dinâmica organizacional que permite explicar o tipo de serviço que a instituição disponibiliza, com duas ordens de variáveis: (i) os recursos; (ii) as tarefas que concretizam a prestação do cuidado. Os utentes, neste contexto, são considerados como uma variável organizacional. O estudo teve carácter exploratório, com utilização do método estudo de caso, como um meio de organizar os dados sociais preservando o carácter unitário do objecto social estudado, o SAD. No entanto, para um maior rigor na recolha dos dados, as instituições que constituíram o universo-alvo da investigação foram seleccionadas pelo processo de amostragem aleatória por cotas, sendo cada cota composta por duas instituições seccionadas em dois critérios: (i) contexto territorial (rural/urbano); (ii) critério de capacidade (grande/pequena). Como suporte à recolha e registo de dados foi concebido e aplicado um instrumento, o ProtSAD v.1, que permitiu sistematizar a informação. Como auxiliares deste, foram ainda utilizados sub-suportes desagregados de modo a permitir uniformidade dos dados recolhidos, minimizando os riscos de subjectividade na interpretação das questões e consequente viciação dos dados. Os dados recolhidos foram objecto de análise coerente segundo o método em que assentou o processo de amostragem. Os resultados fizeram emergir os pontos fortes, as debilidades, as potencialidades e os riscos/desafios, dos SAD objectos do estudo. Os primeiros, as forças, definem-se na área dos recursos humanos de acção directa ou mais próxima dos destinatários do cuidado; as debilidades remetem para a gestão dos meios e para as políticas da organização; as potencialidades surgem associadas aos equipamentos de suporte e da gestão e, os desafios, colocam-se sobretudo na vertente do desenvolvimento, do aperfeiçoamento e da inovação. Dos resultados desta investigação espera-se uma visão diferente dos SAD enquanto resposta social, que capacite iniciativas de pressão orientadas para a inovação em serviços que revelam sinais de alguma estagnação. Os mesmos resultados permitiram o desenvolvimento e validação de um instrumento de avaliação do Serviço de Apoio Domiciliário melhorado, o ProtSAD v.2, já publicado. ABSTRACT: Home Care Support (HCS) is the corners stone of the communitarian social services, addressed to aged people with some degree of dependence. The major interest study hereby reported is that it focuses in the institutions that provide the care rather than on its beneficiaries. The main objective was the identification of the organizational dynamics that allows explaining the type of service provide by the institution, with two orders of variables: (i) the resources; (ii) the tasks that materialize the care instalment. The beneficiaries, in this context, are considered as organizational variables. The study had an exploratory nature and the “case study” approach was used as a way to organize the social data preserving the unitary character of the HCS as the studied social object. However, for higher accuracy in the collection of data, the institutions of the target-universe of the inquiry were selected by the process of random sampling for shares, being each share composed by two institutions parted in two criteria: (i) territorial context (rural/urban); (ii) capacity criterion (large/small). For the collection and register of data, an instrument that allowed systemizing the information, the ProtSAD v.1, was conceived and applied. As auxiliary instruments, disaggregated sub-supports were used in order to allow uniformity of the collected data, minimizing the risks of subjectivity in the interpretation of the questions and consequent bias of results. The collected data were submitted to coherent analysis according to the method in which the data collection was based. From the analysis of results, the strong points, the weaknesses as well as the potentials, the risks and the challenges of the HCS emerge. The first ones, the strong points, are defined by the human resources that directly or indirectly act in the service providence; the weaknesses were found to be more related to the management and the politics of the organization; the potentials are more associated to the supporting equipments and to the management; the challenges reside mostly in the development, improvement and innovation. From the results of this inquiry a different vision of the HCS is expected, especially in the social responses that enable guided initiatives of pressure towards the innovation in services showing signs of some stagnation. The results also allowed the development and validation of an improved instrument of evaluation of the Home Care Support, the ProtSAD v.2, already published.
description: Mestrado em Geriatria e Gerontologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/3268
appears in collectionsCS - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2008000673.pdf1.18 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2