DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Escola Superior de Saúde > ESS - Dissertações de mestrado >
 Adaptação e validação do WHODAS 2.0 para a população portuguesa
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3232

title: Adaptação e validação do WHODAS 2.0 para a população portuguesa
authors: Ribeiro, Sérgio Miguel da Silva
advisors: Amaro, António José Monteiro
Queirós, Alexandra
keywords: Gerontologia
Acidente vascular cerebral
Doenças crónicas
Incapacidades
issue date: 2010
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: O envelhecimento populacional conduz a um aumento da prevalência de doenças crónicas, sendo o Acidente Vascular Cerebral uma patologia crónica e uma das causas mais importantes de incapacidade na Europa e a primeira causa em Portugal. Este facto constitui uma crescente preocupação em todo o mundo não só pelo impacto a nível da saúde, de desempenho e produtividade, como também, pelos custos económicos e sociais que acarretam. Torna-se, por isso, premente o investimento em instrumentos que permitam avaliar a funcionalidade da população idosa. A World Health Organization Disabilty Assessment Schedule 2.0 (WHODAS 2.0) é um instrumento desenvolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para avaliar as limitações nas actividades e restrições da participação. No WHODAS 2.0 a incapacidade é entendida independentemente de um quadro de doença ou condição de saúde prévia. O quadro conceptual de referência deste instrumento é a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). O WHODAS 2.0 foi desenhado para avaliar a funcionalidade em 6 domínios de actividade: Cognição, Mobilidade, Auto-cuidado, Relações Interpessoais, Actividades Diárias e Participação. O objectivo deste trabalho é contribuir para a tradução, adaptação e validação do WHODAS 2.0 para a população portuguesa. A versão portuguesa do WHODAS 2.0 foi aplicada a uma amostra de 17 indivíduos com diagnóstico de AVC e a uma amostra de 17 estudantes. Como resultados do trabalho demonstrou-se que a versão portuguesa do WHODAS 2.0 apresenta muito boa consistência interna, tendo em conta o valor global do Alpha de Cronbach (0,95) e muito boa concordância entre entrevistadores (ICC total de 0,91). Assim, pode-se concluir que a versão portuguesa do WHODAS 2.0 apresenta equivalência conceptual e semântica com a versão original revelando fácil aplicabilidade e compreensão. Apresenta também características psicométricas indicadoras de boa aplicabilidade no AVC. ABSTRACT: The aging population leads to an increase of chronic illnesses, Cerebral Vascular Accident (CVA) is one of the main causes of incapacity in Europe and the first one in Portugal. This constitutes an increasing concern in the world not only because the impact in health, performance and productivity issues, but also, in economical and social costs. Therefore, it´s urgent to invest in instruments that allows to assess the functionality of the elderly. The World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 (WHODAS 2.0) is an instrument developed by the World Health Organization (WHO) to assess the activities limitations and participation restrictions. In WHODAS 2.0 incapacity is faced as an independent issue from illness pattern or previous health condition. The conceptual model of this instrument is the International Classification of Functionality, Incapacity and Health. WHODAS 2.0 was designed to assess the functionality in six domains of activity and participation: Cognition, Mobility, Self-care, Getting Along with People, Life Activities and Participation. The objective of this work is to contribute to the translation, adaption and validation of WHODAS 2.0 for the Portuguese population. The Portuguese version of WHODAS 2.0 was applied to a group of 17 individuals with CVA and a sample of 17 students. As a result of the work, it was demonstrated that the Portuguese version of WHODAS 2.0 presents very good internal consistency, considering the global value of the Alpha de Cronbach (0.95) and very good agreement between the interviewers (ICC total of 0.91). Thus, it can be concluded that the Portuguese version of WHODAS 2.0 presents conceptual equivalence and semantics with the original version, demonstrating as well to be easy to apply and understand. It also presents psychometric characteristics indicating a good applicability in Cerebral Vascular Accident.
description: Mestrado em Gerontologia
URI: http://hdl.handle.net/10773/3232
appears in collectionsESS - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2010001799.pdf1.62 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2