DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Química > DQ - Dissertações de mestrado >
 Glicoxidação : estudo da oxidação de fosfatidiletanolaminas glicosiladas
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/3051

title: Glicoxidação : estudo da oxidação de fosfatidiletanolaminas glicosiladas
authors: Simões, Vanda Sofia de Sousa Monteiro
advisors: Domingues, Maria do Rosário Gonçalves dos Reis Marques
keywords: Métodos biomoleculares
Oxidação
Stresse oxidativo
Glicosilação
Neuropatologia
issue date: 2008
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: As modificações que ocorrem em fosfolípidos devido ao stress oxidativo têm um papel muito importante na aterogenese, contribuindo para um aumento de predisposição para acidentes vasculares cerebrais (AVC) e tromboses. O stress oxidativo está de igual modo implicado nas complicações crónicas da diabetes mellitus (DM), doenças neurodegenerativas como o Alzheimer e envelhecimento. A fosfatidiletanolamina (PE) é um aminofosfolípido essencial em várias membranas celulares, como as de eritrócitos e mitocôndrias. As PE estão presentes também em lipoproteínas de baixa densidade (LDL). As modificações estruturais em PE, particularmente aquelas decorrentes do stress oxidativo, têm sido relacionadas com o aparecimento da ateroesclerose, contribuindo de forma indirecta para a ocorrência de eventos trombóticos, como o AVC ou o enfarte agudo do miocárdio (EAM). Vários estudos referem que as PE, na presença de altas concentrações de glicose, reagem com a mesma, sofrendo um processo de glicosilação. Em doentes com DM, o facto de existir uma maior concentração de glicose plasmática, pode favorecer a formação destas etanolaminas glicosiladas. Além disso, pensa-se que as PE ligadas à glicose ficam mais susceptíveis à oxidação do que na sua forma nativa. A forma oxidada das PE, parece favorecer a agregação plaquetar, facto que pode explicar existência de uma taxa mais elevada de aterosclerose registada em doentes diabéticos e consequentemente de formação de trombos. Apesar da importância que estas alterações membranares das PE têm in vivo, poucos estudos têm sido realizados, no intuito de aprofundar este tema. Com este trabalho pretende-se criar um modelo de síntese entre glicose e fosfolípido, para obter o produto de reacção PE-Glucose. Este produto depois de obtido será sujeito a stress oxidativo e a sua modificação será avaliada por espectrometria de massa. Serão realizados estudos comparativos com a PE não modificada, utilizando as mesmas condições experimentais. Através desta metodologia pretende-se estabelecer uma comparação entre a taxa de oxidação PE glicosilada e PE não glicosilada e caracterizar os produtos desta oxidação. O estudo destes produtos de oxidação entre glicose e aminofosfolípidos, poderão contribuir para a melhor compreensão do aparecimento e progressão de algumas patologias, nomeadamente a DM. Os novos compostos e estruturas modificadas que iremos identificar e caracterizar, poderão no futuro, servir como marcadores destes mecanismos. ABSTRACT: The modifications that occur in phospholipids due to oxidative stress have a very important role in atherogenesis, contributing for an increase of predisposition for strokes and thrombosis. Oxidative stress is implied in diabetes mellitus (DM) complications, neurodegenerative disease as Alzheimer and aging. The phosphatidyletanolamine (PE) is a cellular membranes essential phospholipid, present in red blood cells and mitochondrias. The PE are also present in low density lipoprotein (LDL). The structural modifications in PE, particularly those from oxidative stress, have been related with atherosclerosis, contributing in an indirect way for the occurrence of cerebral vascular accidents or strokes and acute myocardial infarction. Some studies relate that PE, in presence of high glucose concentrations, reacts with those, suffering a process called glycation. In diabetic, the high plasmatic glucose concentration, can lead to phosphatidyletanolamines glycation. Moreover, when PE is linked to glucose, it seems to undergo oxidation process easily, that in the native form. The oxidized PE, seems to lead to platelet aggregation, fact that can explain high tax of atherosclerosis in diabetic and consequently the thrombus formation. Although the importance that these alterations have in PE, few studies have been carried through, with an intention to deepen this subject. This work is intended to create a synthesis model between glucose and phospholipid, to get PE-Glucose product. This product will undergo oxidative stress and its modification will be evaluated by mass spectrometry. Comparative studies with the PE not modified will be carried through, using the same experimental conditions. The study of these oxidation products from glucose and aminophospholipids, will contribute for a better understanding of the beginning and progression of some pathologies, as DM. The new compounds and modified structures that we will identify and characterize can be used in the future as markers of these mechanisms.
description: Mestrado em Métodos Biomoleculares
URI: http://hdl.handle.net/10773/3051
appears in collectionsDQ - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file sizeformat
2009000437.pdf1.43 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2