DSpace
 
  Repositório Institucional da Universidade de Aveiro > Departamento de Electrónica, Telecomunicações e Informática > DETI - Dissertações de mestrado >
 Perda auditiva e articulação nas crianças do primeiro ciclo na Trofa
Please use this identifier to cite or link to this item http://hdl.handle.net/10773/2070

title: Perda auditiva e articulação nas crianças do primeiro ciclo na Trofa
authors: Silva, Ana Isabel Campos
advisors: Teixeira, António Joaquim da Silva
keywords: Ciências da fala e da audição
Fala
Articulação da fala
Fonologia
Deficiências auditivas
issue date: 2009
publisher: Universidade de Aveiro
abstract: Objectivo/tema: Quando as crianças, em idade escolar, não produzem correctamente os sons da língua materna e os processos fonológicos de simplificação se mantêm, podemos estar perante Perturbações da Articulação Verbal. Estas perturbações podem ser consequência de perda auditiva ligeira detectada tardiamente. Neste trabalho, pretendemos estudar a relação dos problemas de articulação verbal com a perda auditiva e comparar a manutenção de processos fonológicos entre um grupo de sujeitos com audição normal e outro com perda auditiva ligeira, ambos em idade escolar. Método: Participaram neste estudo 10 crianças com audição normal e 10 crianças com perda auditiva ligeira, a frequentar escolas da Trofa, previamente avaliadas em Audiologia. Foi elaborada uma metodologia para obtenção de dados sobre a articulação verbal, que permitiu recolher informação sobre a produção dos fonemas consonantais e grupos consonânticos do Português Europeu (PE). O método foi aplicado individualmente e as respostas gravadas em computador. Resultados: Verificámos que, nos alunos com perda auditiva, os processos fonológicos que ocorreram com maior frequência foram os de omissão de líquida, erro fonético e substituição inter-classe, enquanto que, nos sujeitos com audição normal, os processos mais frequentes foram as substituições intra-classes e as semivocalizações. Também constatámos que todos os sujeitos participantes neste estudo apresentaram problemas articulatórios e neste caso a perda auditiva não chega para explicar os problemas existentes. No entanto, o grupo com perda auditiva ligeira tem tendência a ter mais dificuldades. Discussão: Como esperado, o grupo com perda auditiva ligeira apresenta não só um maior número de erros, como manifesta a presença de mais processos fonológicos. Os resultados obtidos para o grupo sem perda auditiva diagnosticada contrariam a ideia de que a criança, quando ingressa no primeiro ciclo, já articula correctamente todos os sons e que os processos fonológicos são superados e eliminados gradualmente ao longo dos anos préescolares. Muitos dos problemas articulatórios verificados foram causados pelos polissílabos incluídos no método utilizado na recolha de dados. ABSTRACT: Objective/theme: When school age children do not produce correctly the sounds of their mother tongue, and the simplification phonological processes are kept, there may be Verbal Articulation Disorders. These disorders may be a consequence of slight hearing loss, which are only detected belatedly. In this study, it is our goal to analyse the relationship between verbal articulation problems and hearing loss and compare the maintenance of phonological processes among a group of subjects with normal hearing and other with slight hearing loss, both in school age. Method: 10 children with normal hearing and other 10 with slight hearing loss from schools located in Trofa participated in this study. They have been previously subject of auditory evaluation. A methodology was developed and applyed to the 20 subjects in order to obtain data concerning verbal articulation. This methodology gave information on the production of consonantic phonemes and consonantic groups of European Portuguese. The method was performed individually and the answers were recorded using a computer. Results: We observed that, in students with hearing loss, the phonological processes which occur more frequently were liquid deletion, phonetic error and inter-class substitution while in students with normal hearing the most common processes were inter-classes substitution and semi-vocalizations. We also verified that all the participants in the study showed articulation disorders and, against this background, the slight hearing loss is not enough to explain the existing disorders. Nonetheless, the group with slight hearing loss tends to have more difficulties. Discussion: As expected, the group with slight hearing loss not only presents a bigger number of errors but also demonstrates the presence of more phonological processes. The obtained results are in disagreement with the idea that the child already articulates correctly all sounds and that phonological processes are gradually overcome and deleted over the pre-school years. Most of the articulation problems were caused by the polysyllables included in the method used for the data collection.
description: Mestrado em Ciências da Fala e da Audição
URI: http://hdl.handle.net/10773/2070
appears in collectionsCS - Dissertações de mestrado
DLC - Dissertações de mestrado
DETI - Dissertações de mestrado
UA - Dissertações de mestrado

files in this item

file description sizeformat
2010000533.pdf3.19 MBAdobe PDFview/open
statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! RCAAP OpenAIRE DeGóis
ria-repositorio@ua.pt - Copyright ©   Universidade de Aveiro - RIA Statistics - Powered by MIT's DSpace software, Version 1.6.2